Papa Bento 16 está de malas prontas para o inferno


Ratzinger pregou
contra o uso de camisinha
em região de HIV

[opinião]

Há rumores de que se agravou a fragilidade da saúde do papa emérito Bento 16. 

Aos 91 anos, o alemão Joseph Aloisius Ratzinger (na foto retocada) deixou de aparecer em público e ele estaria se locomovendo só de cadeira de rodas. 

O monsenhor Georg Ratzinger teria afirmado que seu irmão sofre de uma doença que paralisa aos poucos o sistema nervoso, até atingir o coração.

O Vaticano negou, mas sem convicção.

Quando Bento 16 morrer, ele vai para debaixo da terra, servindo de alimento para vermes, como todo o mundo.

É a sorte do papa, porque, pelos dogmas da Igreja Católica, ele teria de ir para o inferno.


Paraíso e inferno não existem, mas Bento 16 já tem lugar garantido na história como um dos mais perversos papas da Era Moderna. 

Daqui a mil anos, um historiador vai escrever que o líder máximo de uma religião, ao visitar uma região infectada pelo HIV, pregou contra o uso da camisinha.

Em 2009, a visitar a África, então com 22 milhões de pessoas com o vírus HIV, Bento 16 disse que o uso de camisinha é pecado.

O historiador poderá também registrar que Bento 16 resistiu o quanto pôde em admitir que padres estuprassem crianças sistematicamente. 

E não só isso, porque está provado que Bento 16 acobertou muitos casos de pedofilia.

O historiador do futuro poderá ainda relatar que Bento 16 perseguiu com empenho os homossexuais, como se esse fosse o principal objetivo de sua Igreja. E foi.

Daqui a mil anos, esse historiador poderá concluir que o pontificado de Bento 16 teve, afinal, algo de bom: acelerou no início do século 21 a extinção do catolicismo.

Com informação das agências e reprodução de foto retocada pelo site Les Chroniques de Rorschach.


Bento 16 associa união homossexual ao ateísmo

Vaticano critica freira defensora da união gay e masturbação

Na África, recomendação de Bento 16 contra HIV surpreende órgãos de saúde




Bento 16 diz que Dawkins é autor de ‘ficção científica’

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

Revista Banksia disse…
Tadinho, ele era o "meu" Papa! Eu gostava dele, mas agora alguém mais vai gostar mais dele do que eu...
Anônimo disse…
O idoso que escreveu isso não tem a noção da totalidade do pensamento de Bento XVI.
Aliás não me arriscaria a falar publicamente de um homem dessa estirpe sem antes ler algumas dezenas de livros dele e sobre ele. É passar vergonha.
Ficou feinho este artigo...
O legal é que qualquer ignorante sabe que qualquer católico é contra qualquer método contraceptivo. Mas parece que ainda tem muita gente descobrindo a roda rs.
Paulo Lopes disse…
Eis aí um exemplo de preconceito contra "idoso". Amor cristão?
Revista Banksia disse…
Anônimo, não é capaz de perceber A IRONIA, e que quando eu chamei Bento XVI de "meu papa", estava sendo GOZADOR? Preciso DESENHAR, oh pah, que quando disse "alguém mais vai gostar dele" , estava falando do CAPETA?

Posso ser "idoso", mas você, tenha a idade cronológica que tiver, está bem mais esclerosado do que eu!
João disse…
Claro que a grande maioria não concorda com ele em relação ao uso da camisinha mesmo porque o sexo é bom dentro do casamento. E imaginem só aumentar a população... Mas dizer que ele irá para o inferno é mto pesado.

Mas essa foto aí ficou feia em, tá bem "endemoniador"
Anônimo disse…
Os ataques a Bento XVI ou outros papas e os ataques a tudo que há na Igreja Católica, sempre mostra que ela sempre esteve e está no caminho certo: "sempre na contra-mão do mundo". O que está neste texto falando da morte iminente do sumo pontífice também é um discurso de ódio. (ah mas podem falar que é o ódio do bem, não é mesmo?). Não adianta falar mau, sabemos que os ensinamentos milenares da Igreja pregam sempre o controle dos impulsos do ser humano, inclusive os sexuais sejam eles héteros, homos e afins. Por fim o que ela ensina é sempre nos transformarmos e não adequar Deus aos nossos desejos. Sim, ao longo da história a igreja teve maus papas, papas com filhos, pedofilia, etc. Ela mesma nasceu em crise (vide Judas) mas sempre tivemos grandes exemplos de pessoas que se mantiveram castas e firmes aos ensinamentos que perduram há mais de 2000 anos, as quais convencionamos chamar de santas. A elas devemos nos espelhar e nos superar.
Anônimo 123 disse…
Essa site só não consegue ser mais medíocre do que quem escreveu esse artigo. Lamentável a que ponto estultice alguns ateus chegaram, além de proclamarem os dogmas do ateísmo como verdade absoluta e incontestável, vem com contra-informações de revistas, e falácias ad hominem das mais esdrúxulas, típico de quem tem uma existência totalmente desprovida de sentido.
Anônimo disse…
Cadê o papa bento XVI,Porque não deixam ele falar,ficam com um negocio de carta....,que ele está morrendo!!😠😠
Anônimo disse…
Quanto ódio!!! Ainda bem que o povo de bem de nosso pais não se deixa contaminar com esse ódio devastador de determinados indivíduos.

Porem, só se dá o que se tem...

Quem cultiva o amor, dar e recebe amor e vive e morre amando.

E quem cultiva e propaga o ódio vive e morre no ódio.
Patrik Eriksson disse…
Boa escolha na foto Paulo Lopes! Pior foto que já vi dele, agora vou ter pesadelos. hahaha
Augusto Paiva disse…
Até o Dr. Edward Green, diretor do “AIDS Prevention Research Project” (Harvard), reconheceu, baseando-se em estudos científicos, que o Papa Bento XVI estava certo sobre o uso da camisinha tão-somente não prevenir contra a AIDS. O resto é birra dos anti-católicos.
Rene Martins disse…
Eu trocaria a palavra "estirpe" por "laia".
Anônimo disse…
Cara, ateísmo não tem "dogmas"; e quando os ateus escracham um papa, ou outro líder religioso, não se preocupam com o rigor da lógica formal, porque o que lhes interessa aí, é fazer humor ou crítica social, o que é possibilitado pelas "falácias ad hominem" de quando um padrezinho de aldeia manda o coroinha sentar no colo para ouvir uma pregação, e por aí vai. Entenda; se se quisesse "refutar" o pensamento religioso (a rigor, a melhor maneira de atacar uma coisa irracional não é "refutando" logicamente, mas expondo seus erros crassos e deixar que os outros percebam), temos para isso outros autores, que se dedicam a isso com mais apuro. No dia-a-dia, o que interessa aos ateus é rir dos religiosos, de modo que a própria postura mordaz dos ateus, independente da validade dos seus argumentos caso a caso, é que constitui a diferença de pensamento apreciável entre os ateus e os religiosos.

-------- Busca neste site