Papa pede aos fiéis americanos reação ao secularismo

Bento 16 não quer a Igreja  
fora do debate público
O papa Bento 16 (foto) pediu aos fiéis dos Estados Unidos que se oponham ao secularismo que age para “deslegitimar” a participação da Igreja Católica no debate público. A conclamação foi feita hoje (19) em uma audiência no Vaticano com bispos norte-americanos.

Ele disse que o momento exige dos católicos mais “compromissados e articulados” resistência  à “cultura dominante” que quer restringir a atuação da Igreja com o argumento de que esse é o futuro da sociedade americana.

O papa incentivou os bispos a participarem de debates, “especialmente dos que se referem aos grandes temas éticos do nosso tempo”.

Nos últimos anos, tem havido uma debandada de fiéis por causa do estupro de crianças por padres. Estima-se que, desde a explosão do escândalo na imprensa, mais de 2 milhões de católicos se afastaram das igrejas.

A conclamação do papa reforça a pregação dos bispos americanos contra o secularismo. Em março de 2011, por exemplo, dom Theodore McCarrick, arcebispo emérito de Washington DC, disse que não são os muçulmanos fanáticos que mais ameaçam a liberdade religiosa, mas, sim, os radicais da laicidade.

Com informação das agências 

Nos EUA, grupo católico faz campanha milionária para atrair fiéis.
dezembro de 2011

Secularismo.

Comentários

  1. O Imperador Palpatine quer continuar com influência na política.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, ele quer descumprir leis constitucionais que separa religiao do estado, bem corrupto este papinha.

      Excluir
  2. Eu creio que deve haver mesmo uma maior participação de líderes religiosos na política. Como cidadãos, possuem o memso direito que qualquer um em participar da política pública.
    O problema é quererem impor suas opiniões unicamente baseadas nas suas crenças, livros e no acreditam ser certo, desrrespeitando direitos constitucionais.

    Secularismo é ótimo para praticantes de todas as religiões e só ele garante liberdade plena de credo. Só é ruim para as instituições que atualmente possuem um poder que não deveria, como a ICAR.

    Mas atualmente tem-se a crença de que estado laico é estado ateu... Sério, ouvi isso de um áudio da missa de um padre bastate famoso.

    Pode ser assistido em:
    http://www.youtube.com/watch?v=MkZRr4nKk6c

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senhores comentaristas do Blog, assistam este vídeo citado acima. O nome do pulha é Paulo Ricardo, e ele quer que seus filhos permaneçam na ignorância.

      Excluir
    2. Eu creio que deve haver mesmo uma maior participação de líderes religiosos na política. Como cidadãos, possuem o memso direito que qualquer um em participar da política pública.

      Como cidadão – quase – todos podem participar da política; mas como líder religioso, ou seja, incumbido nesta posição de liderança doutrinária e/ou religiosa para se tornar um político, deve se observar que a prática já nos demonstrou que ele não estará ali somente como cidadão, mas como representante de uma instituição privada e com intuito de corromper o Estado para obter suas vantagens – e, de quebra, ser prosélito. No Brasil, essa participação de tais lideres religiosos é vista na bancada cristã, quando não na vinda do chefe de estado do Vaticano, o Papa Bento XVI, influir na política de ambos os países com assinatura de acordos internacionais – no tocante ao direito internacional.

      O que na verdade deve ter são cidadãos na política, e não líderes religiosos.

      Mas atualmente tem-se a crença de que estado laico é estado ateu... Sério, ouvi isso de um áudio da missa de um padre bastate famoso.

      Na verdade, não é bem um crença, mas sim uma estratégia oficial – e desonesta intelectualmente – da ICAR de disseminar o argumentum ad terrorem e mentiroso de que o conteúdo jurídico da laicidade é na verdade uma forma de ateísmo, manipulando boa parte da população. Daí quando há verdadeiramente a prática da laicidade, ou seja, do Estado laico, há ICAR (e agora já se vê evangélicos fazendo o mesmo) começam a bradar o clichê “estado laico não é estado ateu” – como se vê bastante na internet também. Apesar da afirmação ser óbvia, é incompleta e esconde no interlocutor determinada ignorância ou até mesmo má-fé (quando ele sabe o que é laicidade)!

      Excluir
  3. A Igreja não pode se meter nas decisões do Estado. MAS, se os religiosos querem participar das decisões políticas, aí tudo bem. DESDE que deixem suas crenças de lado e pensem RACIONALMENTE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas Se eles conseguissem largar o osso e pensar racionalmente, nao seriam religiosos ;-)

      Excluir
    2. Isso que é o secularismo: participação no – e do – Estado sem influência religiosa em suas políticas, atos e ações. Só o "racionalmente" que seria outra coisa...

      Só que na teoria chamamos os “religiosos” ou “líderes religiosos” daqueles indivíduos incumbidos de participar da política com o intuito de fazer prevalecer as determinações de sua religião para todos os cidadãos, independente de crenças, descrenças e das demais religiões.

      Excluir
    3. Adorei senhor Anônimo, kkkkkkkkk

      Excluir
  4. Para eles, pensar é a coisa mais perigosa que existe. Se a igreja tivesse mais poder do que tem, aposto que dariam um jeito de criar uma tradição para fazer lobotomias nos bebês, parecido com a circuncisão judaica. Assim ficaria mais fácil expandir seus domínios.

    ResponderExcluir
  5. Se Deus existisse e desse superpoderes aos religiosos o blá, blá, blá,bíblico teria mais sucesso.

    ResponderExcluir
  6. Como se pode deslegitimar algo que não é legítimo?

    ResponderExcluir
  7. "radicais da laicidade."

    FALOU O PROTETOR DE PEDOFILO NAZISTA.

    ResponderExcluir
  8. Enquanto isso:
    An Indonesian man could face 5 years in jail for “God does not exist” Facebook comment
    .
    http://thenextweb.com/asia/2012/01/20/an-indonesian-man-could-face-5-years-in-jail-for-%E2%80%9Cgod-does-not-exist%E2%80%9D-facebook-comment/?awesm=tnw.to_1CslW&utm_campaign=social%20media&utm_medium=copy-paste-link&utm_source=referral&utm_content=An%20Indonesian%20man%20could%20face%205%20years%20in%20jail%20for%20%E2%80%9CGod%20does%20not%20exist%E2%80%9D%20Facebook%20comment

    ResponderExcluir
  9. Para mim, tudo isso que está acontecendo é muito simples: é uma transição do velho para o novo sistema, um sistema mais adequado para se viver atualmente, e esse pedido do papa é só um apelo desesperado de quem não tem mais a influência de antes, e sente que esta é uma tendência irreversível. Desta maneira, ele tenta usar de todos os argumentos de que dispõe, e procura reafirmar sua importância com seus fiéis, ao invés de tentar dialogar com a opinião contrária, já que ele percebe que não faria diferença nenhuma, já que ninguém liga para as suas idéias. Com isso, ele se comporta como um rei do xadrez, medroso, que se apóia nos seus bispos, torres, cavalos e peões, fazendo com que todos tomem as dores por ele, sem no entanto ele mesmo enfrentar seus inimigos. Mas, mantendo a analogia, vejo que ele já está em xeque, e neste momento está sacrificando seus subalternos perante a opinião pública, permitindo (in)voluntariamente um maior avanço do seu oponente, anunciando cada vez mais um antológico xeque-mate neste sistema defasado baseado na idéia de um deus imaginário, que se comporta igualmente como um rei do xadrez, assistindo a uma barbárie impassível, no seu trono igualmente imaginário.

    ResponderExcluir
  10. Ficarão de fora:Os cães e os
    feiticeiros, e os que se
    prostituem, e os homicidas,e
    os idólatras, e qualquer que
    ama e comete a mentira!
    Podem comentar?

    Ficarão de fora os cães.
    =bilu vou sentir saudades:-(

    Os feiticeiros.
    =harry potter eu lamento muito:-(

    E os que se prostituem:
    =bruna surfistinha, ah não vai fazer tanta falta:-)

    E os homicidas e idolatras e qualquer que ama e comete mentira.
    =Haha a igreja católica também não vai subir e também não vou sentir saudades :-)

    ResponderExcluir
  11. Coitado. Sério, a Igreja Católica, se vê em crise, decadência, as pessoas não veêm muitas vezes motivos para ir a uma igreja fria, muitas vezes, como ela.

    ResponderExcluir
  12. Esse papa (sic) tem cara cara de nazi que vou te contar. Se depender dessa anta voltamos à Idade Média!

    ResponderExcluir
  13. A opinião de outro religioso sobre o mesmo tema: "O secularismo relaciona-se com a noção de que a disseminação dos valores internos em um nível universal deve ser feita por meio da EDUCAÇÃO. Uma religião, por mais benéfica e maravilhosa que possa ser, JAMAIS conseguirá ser universal. Daí surge a importância do secularismo, que permite a integração dos valores internos e o cultivo desses valores em um sistema educacional sem que precisem estar atrelados a uma religião."
    DALAI LAMA

    ResponderExcluir
  14. Fonte: http://bodisatva.com.br/mensagem-de-s-s-o-dalai-lama-a-congregacao-budista-global/

    ResponderExcluir
  15. Alguns sistemas religiosos deseseradamente agarram-se a um radicalismo pouco racional como tentativa de manter sua existência, influência e domínio sobre a sociedade. Mas bons ventos estão soprando... vai demorar um pouco, mas daqui a um ou dois séculos a religião vai estar bem mais fraca e o mundo bem mais secular do que hoje. Amén.

    ResponderExcluir

Postar um comentário