Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

sábado, 5 de maio de 2012

Petista afirma que religião deve ficar fora da campanha eleitoral


Edinho Silva, dirigente petista
Para Edinho, religião na
política é 'perigoso'
O deputado estadual Edinho Silva (foto), presidente do diretório paulista do PT, afirmou que a “agenda religiosa” tem de ficar fora da campanha eleitoral para o “bem” da democracia. “Não devemos instigar a disputa religiosa em processo eleitoral", disse.”Isto é muito perigoso.”

A afirmação de Silva foi feita um dia após a divulgação das  declarações do tucano José Serra, pré-candidato a prefeito de São Paulo, segundo as quais é legítimo que os religiosos coloquem em discussão seus "princípios" na campanha.

Para o presidente nacional do PT, deputado estadual Rui Falcão, o envolvimento dos religiosos na política traz o risco de se repetir a “campanha fundamentalista, reacionária e obscurantista” das eleições presidenciais.

Apesar dos temores de Silva e Falcão, o candidato petista Fernando Haddad, o adversário de Serra, tem tido encontros com lideranças religiosas na tentativa de obter aliados entre elas. Para parte dos religiosos, Haddad não é confiável por ter tentado distribuir às escolas públicas um controvertido kit contra a discriminação aos homossexuais, na sua gestão no Ministério da Cultura.

Com informação da Agência Estado.

Estado laico já é o grande perdedor da eleição  de São Paulo.
maio de 2012

Religião na política.



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...