Pular para o conteúdo principal

Petista afirma que religião deve ficar fora da campanha eleitoral


Edinho Silva, dirigente petista
Para Edinho, religião na
política é 'perigoso'
O deputado estadual Edinho Silva (foto), presidente do diretório paulista do PT, afirmou que a “agenda religiosa” tem de ficar fora da campanha eleitoral para o “bem” da democracia. “Não devemos instigar a disputa religiosa em processo eleitoral", disse.”Isto é muito perigoso.”

A afirmação de Silva foi feita um dia após a divulgação das  declarações do tucano José Serra, pré-candidato a prefeito de São Paulo, segundo as quais é legítimo que os religiosos coloquem em discussão seus "princípios" na campanha.

Para o presidente nacional do PT, deputado estadual Rui Falcão, o envolvimento dos religiosos na política traz o risco de se repetir a “campanha fundamentalista, reacionária e obscurantista” das eleições presidenciais.

Apesar dos temores de Silva e Falcão, o candidato petista Fernando Haddad, o adversário de Serra, tem tido encontros com lideranças religiosas na tentativa de obter aliados entre elas. Para parte dos religiosos, Haddad não é confiável por ter tentado distribuir às escolas públicas um controvertido kit contra a discriminação aos homossexuais, na sua gestão no Ministério da Cultura.

Com informação da Agência Estado.

Estado laico já é o grande perdedor da eleição  de São Paulo.
maio de 2012

Religião na política.



Comentários

Anônimo disse…
Seria ideal apartar a religião da política nessas eleições, porém é um tanto quanto utópico, pois basta um político mencionar que é favorável ao aborto e pronto, provavelmente perderá as eleições.
Anônimo disse…
Que ridículo o que tem a ver administração pública com religiosidade ? O cara pode não ser religioso e ser um excelente administrador e ser um religioso e ser um péssimo administrador. Ainda bem que não temos um governo fascista mais parece que os cristãos aspiram por um governo fascista e opressor.
Anônimo disse…
O Edinho e o Rui Falcão estão corretíssimos, mas como o Baphomet disse, religião fora do debate político é utopia (pelo menos num país extremamente religioso, como o Brasil). Ass: Winston Smith
Anônimo disse…
O brasil é um verdadeiro paraíso para os religiosos eles fazem o que querem não tem inimigos não são perseguidos fazem o que querem com o dinheiro do dizimo abrem uma igreja por menos de 1000 reais etc , eles estão partindo pra política exatamente pra continuar esta belezura pra eles pra poderem continuar sugando as ovelhas até elas ficar no osso e continuar este ciclo de bandidagem e enriquecimento ilícito. Se a igreja é justa porque ela não abre as contas dela para a população ,porque ela não deixa os fiéis terem contato com a administração e com o caixa dela? Sera que eles tem medo de alguma coisa ou sera que eles escondem alguma coisa? Cara este negócio de igreja da muito dinheiro e aqui no brasil pra eles é um verdadeiro paraíso e por isso este desejo doentil por poder político pra ninguém tirar deles este poder e eles possam perpetuar suas vidas na robalheira.

Eles é tão safado que sabe como que o esquema funciona e estes canalhas não tem escrúpulo nenhum de dizer "olha aqui meu irmão jesus esta tocando no coração para me fazerem uma oferta especial de 10 mil reais ele esta levantando 1000 pessoas agora" este truque é o que os crente bandidos pastores mais usam para enganar os humilde fiéis que por hora eu acho que são trouxas mesmo. Por isso o interesse pela política eles tem medo de perder suas mina de ouro.
Anônimo disse…
O que um crente honesto faz ? Da o dizimo ? Deve ser porque eu não vejo eles fazer nada demais e uma enfermeira um médico faz muito mais que qualquer pastor bispo apóstolo padre aitolá o que quer que seja por muito menos e com muito mais dignidade e verdade. Eu fiquei internado e passei por uma cirurgia na rede pública de saúde e nunca fui tão bem tratado em toda minha vida ,eu fiquei admirado com toda atenção e respeito que aquelas pessoas tinham pela vida infelizmente o salário deles perto de um político e de um pastor não é nada apesar de serem muito mais úteis e admiráveis. Deveria existir um feriado nacional pelo dia de respeito e admiração pelos agentes de saúde .Porque dia de santo esta cheio de feriado e tudo santo estrangeiro.

Indignado com o brasil e com os crente.
Cláudio disse…
Já não se candidatou o próprio sósia de Jesus numa eleição dessas? E não era o Inri Cristo.
Unknown disse…
A meeu ver, a igreja tem de ficar fora da política e de outras questões materiais... já se mete muito onde não deve... Há tempo que, de forma escancarada, controla o ventre das mulheres como se fosse de sua propriedade. Os abortos clandestinos têm feito e continuarão fazendo centenas de vítimas, fato que poderia ser evitado...
Anônimo disse…
Paulo Lopes, assunto off topic:

Valdomiro Santiago é vaiado...

http://www.humorateu.com.br/valdemiro-santiago-vaiado-na-festa-do-trabalhador/
Anônimo disse…
O presidente do Irã, Mahmoud
Ahmadinejad, sofreu um grave
revés político com a ampla vitória
de seus rivais nas eleições
legislativas concluídas nesta sexta-
feira, que dão aos grupos
ultraconservadores islâmicos o
controle total do Parlamento, com
cerca de 80% das cadeiras.
O Executivo de Ahmadinejad,
acusado pelos fundamentalistas de
desviacionista e de pôr em dúvida a
primazia religiosa no regime
teocrático muçulmano xiita da
República Islâmica, terá, em
consequência, graves dificuldades
para governar no ano que lhe resta
no cargo.


"Se o brasil não se mexer em breve vamos assistir isto aqui no brasil com os fundamentalistas cristãos ultra hipócritas conservadores" mais lá no irã conservadores ou não eu acho que da tudo na mesma lá eles são teocraticos
Anônimo disse…
Dada a magnitude da religiosidade no Brasil, é impossível governar ou leglislar sem levar em conta a influência das comunidades cristãs. Seus líderes são muito ativos, cobrindo assuntos que vão da escolha de vida ou morte de neonatos à escolha individual de sexo.

O Pacto Social está escrito nas entrelinhas das leis e diz que a maioria tem maior peso na escolha e nas decisões dos magistrados.

Assim, as decisões difíceis serão cada vez mais assunto para a pauta do Plenário do Supremo Tribunal Federal, pois os políticos do Executivo devem franquear passagem aos "Banqueiros de Deus" e os do Legislativo não ousarão impor-lhes barreiras.

A Esperança de um país laico está nas mãos envelhecidas do mais formal dos Poderes da República. Um poder com linguajem rebuscada, que pensa através do movimento de toneladas de resmas - sabe-se lá com que tipo de controle - e que só pode ser acionado por uma classe específica de profissionais especializados em Juridiquês!

Boa sorte para o Estado Laico!!!
então PT deve ficar fora disse…
E, como o Petismo é uma religião (e das mais fanáticas), a conclusão lógica é que o Petismo também deve ficar fora da campanha eleitoral.
Anônimo disse…
O Diabo está precisando sulgar pessoas más como: Malacaia, RR Soardes, Falaciano, Mardecebo, Putodescalso, Fermando Antão, Atolado Cristão e outros.

Aqui quem comenta é o Diabo, eu vou pegar todos vocêis e coloca-los em um mar de sofrimento eterno.
Estou 24 Horas por Dia Observando Vocêis, não duvide de meu poder, com o DIaBO ninguem Pode, e Deus já se cansou de vocêis, peça ajuda a outro ser quem sabe Shiva ajuda vocêis.
Anônimo disse…
Como sempre este blablabla de que política não deve se mistura com religião e vice-versa...

Mas quem vai pedir votos em eventos religiosos, posar de beato, prometer mundos e fundos a lideranças religiosas???
Os políticos, ora bolas... Deixemos de hipocrisia.

Já o petralha Edinho Silva é um pilantra de primeira. O mesmo já ia enrabar como apresentador num programa de TV católico. Acontece que tiraram o doce da criança, daí sua mágua...quaquaqua... Caráter como o dele, Brasília tá cheio.

João Oliveira

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Evangélico, chefão do tráfico no Rio manda fechar igrejas católicas

Escola Estadual Igreja Evangélica muda de nome e deixa de afrontar o Estado laico

Milagrento Valdemiro Santiago radicaliza na exploração da fé

Lei anti-ciência de Ohio permite que alunos deem resposta com base na religião

Pai de vocalista dos Mamonas processa Feliciano por dizer que morte foi por ordem de Deus

Ministro do STF critica a frase ‘Deus seja louvado’ do real

Marco Aurélio lembrou  que somente no  império  a religião era obrigatória  O ministro Marco Aurélio (foto), 65, do STF (Supremo Tribunal Federal), disse que não consegue conceber “que nas notas de moedas do real nós tenhamos ‘Deus seja louvado’”, porque isso fere a laicidade do Estado. Em uma entrevista ao UOL, lembrou que na argumentação de seu voto favorável à descriminalização do aborto de fetos anencéfalos, em abril, ressaltou que o Brasil não está mais no império, “quando a religião católica era obrigatória e o imperador era obrigado a observá-la”. “ Como outro exemplo de incompatibilidade com o Estado laico ele citou o crucifixo do plenário do STF. “Devíamos ter só o brasão da República.” Aurélio elogiou a decisão do Tribunal de Justiça gaúcho pela retirada do crucifixo de todas as suas dependências, o que demonstra, segundo ele, que o Rio Grande do Sul é um Estado que “está sempre à frente em questões políticas”. Celso de Mello, outro ministro do Supremo, já

Intel deixa de ajudar escoteiros que discriminam gays e ateus

PSC radicaliza ao dar apoio a Feliciano, afirma Wyllys

por Ivan Richard da Agência Brasil Deputado disse que resposta também será a radicalização O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), na foto, criticou a decisão do PSC de manter o pastor Marco Feliciano na presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorais da Câmara. Para Wyllys, o acirramento dos ânimos por parte do PSC pode provocar ainda mais confusão nas sessões da comissão. Feliciano é acusado por de ter feito afirmações homofóbicas, como a de que a "Aids é câncer gay", e racistas. “Não falo em nome do movimento [LGBT], mas, se um lado radicaliza, o outro tende a radicalizar. Se o PSC radicaliza e não ouve a voz dos movimentos socais, das redes sociais, o pedido para que esse homem saia da presidência, se a tendência é radicalizar e não dar ouvidos, é lógico que o movimento radicalize do outro. Isso não é bom para a Câmara, para o Legislativo, para o PSC, nem para o país”, disse Wyllys. Wyllys afirmou que as lideranças do PSC estão “confundindo” as criticas ao

Estudante expulsa acusa escola adventista de homofobia

Arianne disse ter pedido outra com chance, mas a escola negou com atualização Arianne Pacheco Rodrigues (foto), 19, está acusando o Instituto Adventista Brasil Central — uma escola interna em Planalmira (GO) — de tê-la expulsada em novembro de 2010 por motivo homofóbico. Marilda Pacheco, a mãe da estudante, está processando a escola com o pedido de indenização de R$ 50 mil por danos morais. A primeira audiência na Justiça ocorreu na semana passada. A jovem contou que a punição foi decidida por uma comissão disciplinar que analisou a troca de cartas entre ela e outra garota, sua namorada na época. Na ata da reunião da comissão consta que a causa da expulsão das duas alunas foi “postura homossexual reincidente”. O pastor  Weslei Zukowski (na foto abaixo), diretor da escola, negou ter havido homofobia e disse que a expulsão ocorreu em consequência de “intimidade sexual” (contato físico), o que, disse, é expressamente proibido pelo regulamento do estabelecimento. Consel