Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sábado, 21 de julho de 2012

Candidato da Universal a prefeito de São Paulo empata com Serra

Russomanno evita dizer que
tem  apoio da igreja de Edir 
Celso Russomanno (foto), candidato do partido da Igreja Universal, o PRB, a prefeito de São Paulo manteve-se em ascensão na intenção de votos e já encostou em José Serra, do PSDB.

Pesquisa feita nos dias 19 e 20 de julho pelo Datafolha mostra que Russomanno detinha 26% da preferência dos eleitores, e Serra, 30%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais, há um empate técnico entre os dois na liderança da pesquisa.

O candidato petista Fernando Haddad ainda não decolou, apesar do apoio na TV do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff. Ele tinha apenas 7%, o mesmo percentual de Soninha Francine (PPS). Em seguida estavam Gabriel Chalita (6%), candidato do PMDB ligado a setores da Igreja Católica, e Paulinho da Força (PDT). O Datafolha consultou 1.075 eleitores.

Russomanno tem procurado dissociar a sua candidatura da Universal com o propósito de obter os votos dos católicos e, de maneira geral, dos eleitores que rejeitam a igreja chefiada pelo bispo Edir Macedo.

Na quinta-feira (19), ele participou na Igreja Santo Expedito, no Bom Retiro, bairro da zona norte de São Paulo, de uma cerimônia com 500 fiéis.

Na oportunidade, Russomanno reforçou que é católico. Contudo, dias antes Marcelo Crivella, pastor licenciado da Universal e ministro da Pesca, tinha afirmado que o candidato do PRB é “muito ligado aos evangélicos”.

As afirmações de Crivella desagradaram petistas porque ele foi colocado no governo na expectativa de que rendesse votos de evangélicos a Haddad. Mas o candidato continua sendo lembrado por lideranças evangélicas como o responsável pela tentativa de distribuição às escolas públicas do chamado "kit gay" quando foi o titular do Ministério da Educação.

José Serrá conta com a simpatia do principal tronco da Assembleia de Deus.

Com informação da Folha e deste blog.

65% dos evangélicos admitem votar no candidato indicado pela igreja.
julho de 2012

Religião na política.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...