Ex-ancião das TJ de Honduras é condenado por violentar criança

Roger Abraham Flores Díaz
Díaz é mais um caso de pastor
 das Testemunhas de Jeová
 que abusa de filhas de fiéis

Por unanimidade, a Justiça de San Pedro Sula, Honduras, condenou um ex-ancião [pastor] da seita Testemunhas de Jeová a uma pena mínima de prisão de 195 anos e máxima de 260 por violentar uma criança.

Roger Abraham Flores Díaz (foto), 47, terá de se apresentar ao tribunal nas próximas semanas para saber do detalhamento da sentença.

Ele foi condenado porque de julho a dezembro de 2016 abusou em diversas ocasiões de uma jovem de 12 anos.

Aproveitando-se de sua influência de pastor, ele estuprou a jovem em sua casa e em dois motéis.

Quando foi denunciado pelo irmão da vítima, Diaz foi expulso pelas Testemunhas de Jeová, o que surpreende porque a seita tem um longo histórico de acobertamento de seus pedófilos.

Outros casos de abuso sexual envolvendo Testemunhas de Jeová:

Promotoria da Alemanha denuncia Testemunha de Jeová por abuso de jovens

Nos EUA, mais um ex-Testemunha de Jeová diz que sofreu abuso

41 pessoas contam a jornal que foram abusadas por Testemunhas de Jeová

Corpo Governante das Testemunhas de Jeová abrigou molestador por 36 anos

Testemunhas de Jeová recorre para não pagar US$ 35 milhões por acobertar pedófilo

TJs da Austrália acobertam mais de mil casos de pedofilia

Justiça condena TJs a indenizar vítima de abuso em US$ 28 mi




Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Testemunhas de Jeová fecham em apenas 3 anos 1.047 salões nos Estados Unidos

Testemunhas de Jeová preparam-se para o fim do mundo com kit Armagedom

China indicia 18 Testemunhas de Jeová sob acusação de pregarem superstição





Comentários