Testemunhas de Jeová fecham em apenas 3 anos 1.047 salões nos Estados Unidos

Em apenas três anos, de 2015 a 2018, as Testemunhas de Jeová fecharam 1.047 congregações nos Estados Unidos por falta ou fuga de fiéis.

Pregando para
as cadeiras

Com o total ainda de 13.016 congregações, o país perdeu a liderança em número de salões para o México, com 13.245.

Nos Estados Unidos, há centenas de imóveis (salões) das TJs à venda.

O fundamentalismo das TJs tem dificultado a adesão de novos fiéis. Mais do que as outras, trata-se de uma religião fechada em si mesma.

Quem sai ou é expulso da igreja é colocado no ostracismo, até mesmo pelos seus parentes mais próximos, como pai e mãe.


Os Testemunhas de Jeová se recusam a receber transfusão de sangue, o que tem ocasionado a morte de fiéis, inclusive de seus filhos. Na Rússia, eles foram banidos.

Muitos dos que saem se tornam na internet fortes combatentes da religião.

A religião começou a chamar a atenção de organizações de direitos humanos.

Pelo relatório, em 2015 existiam 1.243.387 Testemunhas de Jeová nos Estados Unidos e em 2018, 1.234.877.

Houve, portanto, uma queda de 8.510.

Como os salões estão ficando cada vez mais vazios, é possível que a queda de fiéis seja maior que a anunciada.

Com informações do Relatório Anual das Testemunhas de Jeová e de outras fontes.



Aviso de novo post por e-mail

Dutra tentou banir do Brasil em 1949 as Testemunhas de Jeová

Testemunha de Jeová recusa sangue, morre e deixa 9 filhos

41 pessoas contam a jornal que foram abusadas por Testemunhas de Jeová




TJs da Austrália acobertam mais de mil casos de pedofilia


A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

Postar um comentário

-------- Busca neste site