Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

terça-feira, 12 de março de 2013

Deputados vão recorrer ao STF para tentar derrubar Feliciano

Marco Feliciano
Deputados alegam que Feliciano não
poderia ser eleito em recinto fechado
Um grupo de deputados decidiu entrar com mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) pedindo a anulação da sessão que escolheu o pastor e deputado Marco Feliciano (PSC-SP), na foto, para a presidência da Comissão de Direitos Humanos e de Minorias. A alegação é de que a eleição ocorreu às portas fechadas, o que o regimento interno permite só em caso de guerra.

Foi a forma que esses deputados (na maioria de esquerda) encontraram hoje de manhã para tentar desalojar Feliciano da presidência da comissão. A votação foi realizada em recinto fechado para evitar tumulto de manifestantes contrários à indicado do pastor.

Os deputados também discutiram a criação de uma Frente Parlamentar de Direitos Humanos, que atuaria como uma Comissão de Direitos Humanos alternativa, no caso de o pastor continuar no cargo.

No entendimento desses deputados, a permanência de Feliciano na presidência da comissão desmoraliza o órgão, tendo em conta que o pastor é acusado de fazer afirmações homofóbicas e racistas. “Esta presidência, com tudo o que ela representa, é a morte da própria comissão”, afirmou a deputada Erika Kokay (PT-DF), que é integrante do órgão.

Os parlamentares também vão questionar a proporcionalidade do PSC na comissão, onde há cinco integrantes que pertencem ao partido, em consequências de vagas abertas pelo PSDB, PMDB e PP.

O deputado André Moura, líder do PSC, admitiu que a entrega da presidência da comissão a Feliciano pode não “estar em sintonia com o sentimento da sociedade brasileira”. “Sinto que é preciso dialogar”, disse.





Com informação das agências.

Psicóloga defende Feliciano e afirma que monstro é a Xuxa
março de 2013

Marco Feliciano

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...