sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Filme mostra devota se masturbando com crucifixo

Paradies: Glaube
Paradies: Glaube mostra o gozo do fanatismo religioso 
O cineasta austríaco Ultrich Seidl está apresentando no Festival de Veneza 2012, que começou na quarta-feira (29), o Paradies: Glaube (Paraíso: fé), um filme que aborda o fanatismo religioso.

Na cena que mais tem chamado a atenção dos críticos e público, a personagem Annamaria (Maria Hofstätter) obtém orgasmo com um crucifixo. Em seu quarto, ela tira o símbolo católico da parede, acaricia-o, beija-o, acaricia-o de novo, mais uma vez, outra vez, de novo, sempre com mais intensidade, até se masturbar com o objeto, cena que o filme mostra sob as cobertas.

A auxiliar de raio x Annamaria acentua a sua devoção após o fracasso do seu relacionamento com Nabil Saleh, imigrante egípcio muçulmano que não tolera o cristianismo. "Ela é uma mulher decepcionada com o amor, com os homens e frustrada sexualmente", disse Seidl. "Sente um vazio interior."

Annamaria se dedica a rodas de oração e à visita de imigrantes para tentá-los convertê-los ao catolicismo. Ela se açoita, anda de joelhos e se fere com instrumentos cortantes.

Paradies: Glaube compõe uma trilogia com Paradise: love e Paradise: hope. No Brasil, o filme foi acusado por pelo menos um crítico de ser apelativo, mas sem se dar conta de que apelativo mesmo é o fanatismo religioso.

Martírio e gozo do fanatismo


video

Com informação das agências.





Cineasta faz advertência sobre fanatismo evangélico no Brasil
agosto de 2012

Casos de fanatismo religioso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...