Pular para o conteúdo principal

Justiça decide que Câmara de Araraquara tem de ser neutra sobre religião

Vereadores não mais poderão fazer no início de sessão proselitismo religioso com leitura de trechos da Bíblia


A Câmara Municipal de Araraquara (SP) terá de se submeter à laicidade do Estado, portanto deixando de ter leitura bíblica antes das sessões nem expor em plenário um exemplar do livro cristão. A decisão é do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Paulo.

O desembargador Luís Fernando Nishi, relator do caso, afirma em seu parecer que a separação entre Estado e Igreja é um princípio constitucional e que, por isso, nenhum poder público pode demonstrar adesão a um credo religioso.

"É uma ofensa aos princípios constitucionais da isonomia e do interesse público aplicáveis à Administração Pública", diz Nishi, que obteve a unanimidade do colegiado.

Vereadores estavam
usando esta tribuna
como púlpito
FOTO: DIVULGAÇÃO

No começo deste ano, o Ministério Público do Estado de São Paulo propôs uma Adin (Ação Direta de Inconstitucionalidade) para que a Justiça determinasse à Câmara de Araraquara a retirada de seu regimento os trechos de caráter teocrático.

Eduardo Banks, jornalista e militante da laicidade de Estado, foi quem acionou o MP-SP por representação. Na época, ele comentou que os vereadores daquela cidade agiam como tivessem "funções sacerdotais".

Em comunicado, a Câmara informa que desde a sua sessão mais recente deixou de fazer invocações a Deus e à Bíblia, mas ela ainda analisa se vai recorrer da decisão judicial.

A Justiça de vários Estados tem firmado jurisprudência favorável ao Estado laico em casos semelhantes ao de Araraquara.

> Com informação do TJ-SP e de outras fontes.

• Tribunal impõe o Estado laico à Câmara de São Carlos. Nada de Bíblia

• Estudante obtém nota mil no Enem ao defender Estado laico

Comentários

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Veja 14 proibições das Testemunhas de Jeová a seus seguidores

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Terraplanista vai a Noruega, vê o sol da meia-noite e admite que a Terra é redonda

Bíblia tem mais de 2,5 milhões de mortes em nome de Deus

Contar o número de deuses é difícil porque são muitos, dezenas de milhares, milhões

Ministro 'terrivelmente' evangélico decide que financiar monumento religioso é constitucional

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Igrejas católicas alemãs estão sendo derrubadas. É a demolição da própria religião

Padre autor do mosaico de Aparecida é acusado de invocar a Trindade para ter sexo a três