Pular para o conteúdo principal

Pastor americano que pregou ser a Covid-19 castigo de Deus morre da doença

O pastor Irvin Baxter, 75, morreu na semana passada de Covid-19, após uma internação que durou poucos dias.

Ele vinha pregando que a doença era um castigo de Deus para os adeptos de “fornicação” antes do casamento ou fora dele, traindo o cônjuge.

Ao comunicar a morte do seu líder, a Igreja Fim dos Tempos disse que Baxter obteve “sua grande recompensa” [referência ao Paraíso].

O pastor tinha dito em março deste ano que a Covid-19 era uma advertência de Deus aos pecadores da fornicação.

Ele estimou que apenas “5% das novas noivas são virgens, o que significa que 95% delas cometeram o pecado.”

Provavelmente, Baxter se levou a sério demais, achando estar imune ao novo coronavírus, por não ser pecador, e acabou experimentando o que sua igreja preconiza: fim dos tempos.

A Igreja orientou os fiéis a não mandarem flores, mas dinheiro para a obra de Deus.

tial; zoom: initial;">
Irvin Baxter não
ouviu a advertência
da ciência

Com informação do site da igreja e de outras fontes e foto de divulgação.


Pandemia deixa 80% dos brasileiros mais ansiosos, mostra pesquisa

Malafaia faz campanha contra vacina: ‘Não podemos ser cobaias de chinês’

Escolas de Poços não aceitarão matrícula de quem não se vacinar

Senador morreu de Covid-19 por crer em Bolsonaro, não nos médicos, diz amigo

Bolsonaro afirma que vacina obrigatória só no seu cachorro

Bolsonarista, senador morto com Covid-19 era contra o isolamento social 

Butantan informa que a vacina chinesa é a mais segura

Comentários

Heavyman disse…
Crença é prejudicial.

Posts + acessados hoje

Igreja do 'santo' Maradona tem altar, cultos e mandamentos

Para não pagar imposto, TJs alegam que máquina de passar roupa é essencial à religião

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade