Pular para o conteúdo principal

Maioria dos brasileiros acha que é preciso crer em Deus para ter bons valores

Do total dos brasileiros, 84% acham que é preciso acreditar em Deus para ter moralidade, possuir bons valores. Apenas 15% não atrelam crença em Deus a se comportar bem na sociedade.

A informação é do instituto americano Pew Research Center, que divulgou hoje (21 de julho) uma levantamento que abordou essa questão em 34 países nos seis continentes.

A média dos países em relação à  crença de que é necessário crer em Deus para ser bom é de 45%. O Brasil, portanto, está bem acima desse índice, confirmando o conservadorismo religioso do país.


O Brasil está no grupo de países como Indonésia (96% atrelam a bondade à crença divina), Filipinas (96%), Quênia (95%), Nigéria (94%) e Tunísia (85%). São países que também estão na lista dos mais atrasados economicamente.

A Suécia é onde menos se associa a moralidade com a crença em Deus é a Suécia, com 90% da população não acreditando nessa ligação.

No grupo da Suécia estão países como a França (84%), Reino Unido (79%), Austrália (79%), Espanha (78%) e Holanda (77%).

Nos Estados Unidos, o Pew apurou que para 44% não é preciso crer em Deus para ter bons princípios, contra 54% que fazem a associação entre uma coisa e outra.

Em relação ao levantamento feito em 2002, houve uma inversão significativa, porque naquele ano 58% atrelavam bons princípios a ser crente. 







Governador de Goiás veta lei que obrigava leitura da Bíblia nas escolas

Religião na escola estimula a intolerância, diz antropóloga

Ensino confessional enfraquece Estado laico, afirma Karnal

Aluna candomblecista será indenizada por ter de rezar, decide TJ-SP




Comentários

Jerry disse…
Brasil é um país preso no passado.
Emerson Santos disse…
Sempre quando vejo estatísticas como essa ... me lembro do documentário IDIOCRACIA ... e como estamos indo a passos largos rumo a essa "utopia" ...