Pular para o conteúdo principal

Pesquisadores estimam que isolamento social poupou 120 mil mortes na Europa

Deutsche Welle   As medidas de distanciamento social para retardar e reduzir a disseminação do coronavírus Sars-Cov-2 em países europeus podem ter evitado entre 21 mil e 120 mil mortes até o final de março, aponta uma análise preliminar de pesquisadores do Imperial College London, publicada nesta segunda-feira (30/03).

SEM ISOLAMENTO COVID-19 SERIA DEVASTADOR

Os pesquisadores analisaram o impacto de "intervenções não farmacêuticas”, incluindo isolamento de infectados, fechamento de escolas e universidades, banimento de reuniões de massa e eventos públicos e, mais recentemente, o distanciamento social.

Foram utilizados dados diários em tempo real do Centro Europeu de Controle de Doenças (ECDC, na sigla em inglês) sobre o número de mortes em 11 países: Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Alemanha, Itália, Noruega, Espanha, Suécia, Suíça e Reino Unido.

Os modelos gerados pelos pesquisadores apontam que mudanças na taxa básica de reprodução — número médio de novas infecções geradas por cada infectado — são uma resposta imediata a essas intervenções. De forma geral, os modelos matemáticos mostram que os países conseguiram reduzir a taxa.



Se a taxa básica de reprodução for maior do que 1, uma pessoa infectada passa a doença a pelo menos mais uma pessoa — ou seja, o vírus se propaga. Se for menor do que 1, isso significa que cada vez menos pessoas são infectadas, e o número total de contaminados diminui.

Segundo Neil Ferguson, professor de biologia matemática do Imperial College e um dos autores do relatório, a análise mostra que as intervenções que os países europeus implementaram reduziram significativamente o ritmo de disseminação do coronavírus, causador da doença respiratória Covid-19.

"No entanto, ainda não está claro se ou com que rapidez essas medidas farão com que o número de novos casos diminua. Os dados coletados nas próximas duas semanas serão cruciais para refinar nossa avaliação desse ponto-chave", disse ao site do Imperial College.

O relatório reforça a conclusão de trabalhos anteriores, entre eles um artigo publicado na revista Science em 25 de março, que concluiu que "as medidas drásticas de controle implementadas na China mitigaram substancialmente a expansão da Covid-19".

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.






Nos EUA, pastor diz que Covid-19 é vingança de Deus contra casamento gay

Bolsonaro diz que brasileiro tem de se cuidar e não esperar ação governamental

Vídeo: guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho diz que ninguém morreu de coronavírus

Cidade de Nova York improvisa necrotério fora de hospital

Psicóloga diz como é possível manter o equilíbrio emocional em tempo de pandemia

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

Paciente curada do coronavírus afirma ter aprendido a falta que faz um abraço








Nos EUA, pastor diz que Covid-19 é vingança de Deus contra casamento gay

Bolsonaro diz que brasileiro tem de se cuidar e não esperar ação governamental

Vídeo: guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho diz que ninguém morreu de coronavírus

Cidade de Nova York improvisa necrotério fora de hospital

Psicóloga diz como é possível manter o equilíbrio emocional em tempo de pandemia

13 teorias da conspiração sobre o coronavírus. Ou: a bolsa ou a vida?

Paciente curada do coronavírus afirma ter aprendido a falta que faz um abraço




Comentários

Posts + acessados hoje

Pregação criacionista abre evento científico da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Robinho e Neymar se negam a ver crianças de lar espírita

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade