Pular para o conteúdo principal

Bolsonaro diz que brasileiro tem de se cuidar e não esperar ação governamental

Deutsche Welle    O presidente Jair Bolsonaro voltou a reclamar nesta quinta-feira das medidas de isolamento e quarentena tomadas por vários governos estaduais para evitar contaminação do coronavírus.

Bolsonaro ainda afirmou não acreditar que o número de casos vai disparar no país, a exemplo do que vem acontecendo nos EUA, que assumiram a primeira posição no mundo em número de infectados.

PRESIDENTE VOLTOU A
MINIMIZAR A PANDEMIA
E NÃO SE SOLIDARIZOU COM
AS FAMÍLIAS DOS MORTOS

"Eu acho que não vai chegar a esse ponto [a situação dos EUA]. Até porque o brasileiro tem que ser estudado. Ele não pega nada. Você vê o cara pulando em esgoto ali, sai, mergulha, tá certo? E não acontece nada com ele. Acho até que muita gente já foi infectada no Brasil, há poucas semanas ou meses, e ele já tem anticorpo que ajuda a não proliferar isso daí", disse.

Bolsonaro também afirmou que o brasileiro precisa aprender a “cuidar dele mesmo”, e não esperar ação governamental.


“O brasileiro tem que entender que quem vai salvar a vida dele é ele, pô! Não tem que ficar esperando vereador, deputado, senador ou presidente cuidar da vida dele. Se ele não tem capacidade ou não tem amor pelo avô ou pelo bisavô, paciência.

O presidente também voltou a instar que os governadores cancelem as medidas de quarentena e de fechamento do comércio que foram tomadas para conter o avanço da pandemia. Ele sugeriu que as mortes são inevitáveis, e que as consequências econômicas podem ser mais graves. “Lamentavelmente, a nossa vida tem um dia que se esvai”, diz.

Bolsonaro ainda voltou a afirmar que não pretende mostrar o resultado oficial de seus exames para detectar o coronavírus.

O Planalto afirma que os exames do presidente testaram negativo, mas vem se recusando a divulgar os documentos.

"Para que você quer saber? Dorme comigo? Não tô infectado. Minha palavra vale mais que um pedaço de papel", disse Bolsonaro a um jornalista que perguntou sobre a divulgação do exame.

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.



Jornalista da Itália compara a pandemia a uma invasão de alienígenas

Movimento antivacina é criminoso, afirma Drauzio Varella

Vídeo: guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho diz que ninguém morreu de coronavírus

Vídeo: Covid-19 elevará o desemprego; e R.R. Soares pede dinheiro

Vídeo: Covid-19 elevará o desemprego; e R.R. Soares pede dinheiro

Psicóloga diz como é possível manter o equilíbrio emocional em tempo de pandemia

Coronavírus faz Centro Adventista cancelar palestra com criacionista

Tribunal de Justiça de Minas obriga casal de religiosos a vacinarem os filhos




Comentários

Editor deste site
Paulo Lopes é jornalista
Trabalhou no jornal 
abolicionista Diario Popular, 
Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras 
 publicações. 
Contato

POSTS MAIS LIDO EM 7 DIAS

Hospital de campanha de evangélicos em Nova York não aceita voluntários gays

Vídeo: R.R. Soares manda o Covid-19 para o inferno, mas não tira a máscara do rosto

Cristianismo é a religião que mais perseguiu o conhecimento científico