Pular para o conteúdo principal

Mais da metade (52%) dos sem religião reprova o presidente Bolsonaro

Datafolha confirmou a
reprovação ao governo pelos que
 não seguem uma religião

As pessoas sem religião (incluindo ateus e agnósticos) e as que não têm uma crença definida compõe o grupo que mais rejeita o Governo Bolsonaro, com 52%.

O índice de aprovação, nesse grupo, é de apenas 20%.

Os dados são da pesquisa que o DataFolha fez na primeira semana de dezembro de 2019, em comparação com o levantamento de agosto do mesmo ano.

Os evangélicos foram aqueles que mais bem avaliaram Bolsonaro, com 36% considerando o governo ótimo ou bom. 27% apontaram a opção ruim ou péssimo.

Em relação aos católicos, 38% apontaram o governo como ruim ou péssimo, e 29% como ótimo ou bom.

Na classificação total, incluindo todas as segmentações, a aprovação ao governo Bolsonaro oscilou no período de 29% para 30%.

Na pesquisa feita nos dias 29 e 30 de agosto de 2019, o Datafolha revelou que os ateus são o grupo que mais rejeita o Governo Bolsonaro, com a taxa de 76%.

Com informação do Datafolha.



Bolsonaro empurra para religiões tratamento de dependentes químicos

Evocação a Deus por Bolsonaro alimenta a radicalização política

Youtuber diz que sacrifício de bode atrapalha governo de Bolsonaro

Políticos adotam pregação de pastores, e Estado laico tende a desaparecer




Comentários

Muitos ateus agora estão refletindo sobre a besteira que fizeram apoiando este canalha fascista, durante a campanha participei de muitas discussões sobre esse assunto em grupos de ateus e muitos apoiavam o coiso com base em uma visão simplista e meramente revanchista, uma lástima. Mas, ainda temos 24% de ateus que apoiam este desgoverno, será?

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos

Morre de Covid-19 o segundo pastor bolsonarista da Assembleia de Deus

Bispo Edir Macedo é internado com suspeita de estar com Covid-19