Polícia de Tocantins prende padre que manteve jovem em cárcere privado

padre Marco Aurélio Costa da Silva , de Tocantins
Padre Marco Aurélio
manteve um jovem em
preso em uma casa
para abusar dele

Um padre de Palmas, no Tocantins, foi preso na noite de 26 de agosto de 2019 sob a suspeita de manter um jovem 18 em cárcere privado, abusando dele.

O padre Marco Aurélio Costa da Silva (foto) conseguiu que o jovem o acompanhasse com a promessa de matriculá-lo em um seminário.

O rapaz fugiu do cativeiro porque o padre esqueceu no local uma chave de uma das portas.

Marco Aurélio já tinha sido preso em 2015 por suspeita de mostrar pornografia para um adolescente.

O jovem denunciou o padre à polícia, e o religioso foi autuado por estupro e tráfico de pessoas, ficando à disposição da justiça na Casa de Prisão Provisória de Palmas.

A Diocese de Porto Nacional afirmou que o Marcelo Aurélio está suspenso da Ordem desde julho de 2018.

O caso deveria ter sido de expulsão sumária, mas a Igreja Católica mais uma vez se mostra benevolente com seus estupradores.

Comentários

Novo Satanás disse…
De acordo com Jesus, o Cristo, quem visita os pequeninos que estão na prisão, visita o próprio Jesus.

"39.Quando foi que te vimos enfermo ou na prisão e te fomos visitar?’. 40.Responderá o Rei: ‘Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isso a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes.’"
São Mateus, 25 - Bíblia Católica Online

Leia mais em: https://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/sao-mateus/25/