Igreja Católica do Brasil tem menos pedófilos do que outras?


Houve escândalo
de abuso em 
vários países

Nos últimos anos, países onde há profundas raízes católicas foram chacoalhados pela descoberta de atuação sistemática de padres pedófilos que contaram com a benção do silêncio da hierarquia da Igreja.

Entre esses países estão Estados Unidos, Alemanha, Irlanda, França, Itália, Austrália, Bélgica e Argentina.

Curiosamente, o Brasil está fora dessa lista, embora o país seja (ao menos por enquanto) um dos mais católicos do mundo.

Aqui, os casos de padres pedófilos têm sido pontuais. O escândalo de maior repercussão ocorreu em 2011, o dos padres de Arapiraca, Alagoas.

Não há no noticiário nenhuma história como da Alemanha, onde centenas de padres abusaram de coroinhas e estudantes de estabelecimentos católicos ao longo de décadas.

Na Itália e Argentina, em outro exemplo, os tarados da Igreja não pouparem sequer alunos de escola de surdos-mudos.
O que explica não haver algo parecido no Brasil?


Por algum motivo, a Igreja Católica brasileira tem menos padres pedófilos do que a de outros países?

É desejável que sim, porque isso significa que, proporcionalmente, no Brasil há menos vítimas da santa pedofilia.

Mas ninguém pode garantir que a Igreja Católica brasileira seja uma exceção.

A Igreja Católica é tida como a primeira multinacional, uma percussora do McDonald's, cujos sanduíches e atendimento são padronizados, igual em todo mundo.

Em todos os templos católicos há água benta, por exemplo.

Os rituais da missa são exatamente os mesmos.

É frequente a transferência de sacerdotes de um país para outro.

A Igreja Católica é única, e não várias, diferentemente, portanto, da igreja protestante.

Por essas e outras razões, cabe a suspeita de que a hierarquia católica brasileira tem sido mais eficiente no acobertamento de casos de pedofilia em grande escala.

Eis aí uma questão que merece atenção de historiadores e jornalistas.

Alguém se habilita?


Notas de um ateu: papa mente ao dizer que combate a pedofilia

Padre se protegia de acusações de pedofilia subornando até o papa

Padre holandês foi conselheiro de entidade pró-pedofilia




TJs da Austrália acobertam mais de mil casos de pedofilia

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.


Comentários

-------- Busca neste site