Igreja Católica da França admite que deu apoio a padres pedófilos



A Igreja Católica da França resistiu, mas, diante de tantas evidências, acabou admitindo que 25 bispos deram apoio a pelo menos 32 padres pedófilos.

Desses bispos, alguns ainda se encontram em atividades e 18 padres condenados por agressões sexuais contra crianças e adolescentes, como estupro, permanecem em contato com fiéis e seus filhos.

Algumas agressões ocorrem na década de 1960, mas metade delas se deu depois de 2.000.

Bispos transferiram os
tarados para o Exterior 

A imprensa descobriu que os bispos transferiram para o Exterior 95 sacerdotes, para livrá-los de punição da Justiça.

Dom Olivier Ribadeau Dumas, porta-voz da Conferência dos Bispos da França, reconheceu o óbvio, que a “cultura de silêncio” foi uma vergonha.

Disse que a Igreja vai dar acompanhamento às vítimas e vigiar os padres.

“[Mas vai ser] difícil mudar as mentalidades.”

Ou seja, não há garantia de que os abusos vão acabar.

Com informações de sites internacionais.

Envio de correção.


7% dos padres da Austrália são acusados de abusar de crianças

Postar um comentário