Justiça da Turquia condena pianista ateu por blasfêmia

Fazil Saya
Fazil Say vai cumprir pena de
prisão em liberdade condicional
Um tribunal de Istambul (Turquia) condenou hoje o compositor e pianista Fazil Say (foto), 43, a dez meses de prisão sob a acusação de ter cometido blasfêmia contra o Islã. Ele vai cumprir a pena em liberdade condicional.

No caso de haver uma segunda condenação, por qualquer outro motivo, ele não mais terá o benefício desse tipo de liberdade. 

Com uma carreira internacional, Say é o pianista mais famoso na Turquia. É ateu assumido.

Em 2012, ele escreveu dois twittes que levaram líderes religiosos a denunciá-lo à Justiça.

Em um twitte, o pianista comentou a duração de 22 segundos de uma oração feita em uma mesquita por um muezzin (espécie de sacerdote): “Qual era a pressa? Uma amante? Uma bebedeira?”

Em outro, transcreveu um verso de Omar Khayyám, poeta do século 11: “Você diz que rios de vinho fluem no céu/, o céu é uma taverna para você?/ Você diz que duas virgens esperam cada crente lá/, o céu então é um bordel para você?”.

Say não compareceu ao julgamento. Algumas agências internacionais informaram que ele só não foi sentenciado a 1,5 ano de prisão em regime fechado porque se considerou “culpado” por ofender valores da religião islâmica.

Antes, ele já tinha pedido desculpas porque, disse, não teve intenção de ofender a ninguém.

A Turquia tem 72 milhões de habitantes — a maioria é muçulmana. Trata-se de uma república secular, pelo menos em teoria, na sua Constituição. Cristãos têm se queixado com frequência de perseguição e intolerância.





Fonte: Paulopes e BBC News.

Fiança liberta ateu egípcio condenado por blasfêmia
dezembro de 2012

Ateísmo

Comentários

  1. um estado laico onde o direito à cidadania e a liberdade de escolha estivesse em primeiro lugar faria com que todos vivessem em paz , crime continuaria sendo matar roubar estuprar sequestrar assassinar etc .
    Ali eles vivem uma ditadura da maioria , o islã é incorporado ao estado , cristãos e ateus é uma minoria e sofrem por isso.

    E aqui esses jumento do cristianismo principalmente os evanjegue quer a mesma coisa para o brasil, querem incorporar a crendice deles ao estado , esquecendo que o brasil é um país de todos , ser gay não é crime, ser ateu não é crime , ser da umbanda não é crime nenhum, ser do candomblé não é crime, ser espírita não é crime , ser judeu não é crime, ser do islã não é crime. Que todos aprendam a viver respeitando uns aos outros ,sem querer transformar o brasil numa teocracia , só teriamos a perder com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "ser gay não é crime, ser ateu não é crime , ser da umbanda não é crime nenhum, ser do candomblé não é crime, ser espírita não é crime , ser judeu não é crime, ser do islã não é crime."

      Correção: AINDA não é crime!
      Assinado: Povo de Deus.

      Excluir
    2. Pelo ultima pregação do feliciano que eu aindei vendo, até quem for católico será considerado crime. Não basta ser cristão! tem que ser da "religião" certa! tem que dar os 10%! cartão e a senha do banco, please!

      Excluir
    3. Anônimo15 de abril de 2013 15:23
      Povo de deus = Povo retardado, doente.

      Excluir
    4. O povo de Deus quer fazer o serviço de Deus.
      Por que Deus não faz o próprio serviço?

      Excluir
  2. É o que acontecerá no Brasil contra os ateus quando os talecrentes de Malafaia e Feliciano tomarem o poder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Quando" tomarem???

      Excluir
    2. Ai teremos que orar para Alá, se ajoelhar 3 vezes ao dia, colocar "lençol" turbante na cabeça, andar de camelo, tchau internet, e adeus estado laico.
      Mas é isso que o povão quer não é? O povo é alienado e se acha o dono da verdade, não tem opinião própria, engole tudo que o 'pastô' fala, fecha os olhos e os ouvidos para assuntos que deveriam ser debatidos de forma racional e não emocional(religiosa). É isso ai, vamos ver até quando o Brasil irá andar pra trás até quem sabe um dia começar a andar pra frente.

      Excluir
    3. Isso não vai acontecer, faremos guerra civil antes.
      Que a primeira bala disparada seja a nossa!

      Excluir
    4. Poder de quê? Que poder?

      Excluir
  3. Aposto que os muçulmanos de lá têm a liberdade de ofenderem a quem bem entender. Turquia é um belo país sendo assolado pela praga da intolerância e arrogância islâmicas. E pior: os questionamentos do pianista eram altamente relevantes.

    Ruggero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Aposto que os muçulmanos de lá têm a liberdade de ofenderem a quem bem entender."

      E quem disse que aqui no Brasil os cristãos também não gozam desse mesmo privilégio? Nós é que fomos adestrados para não enxergar isso na maioria dos casos de abuso e intolerância que os religiosos cometem em cada discurso que eles fazem para se referir a outras pessoas.

      "Turquia é um belo país sendo assolado pela praga da intolerância e arrogância islâmicas."

      No lugar de "islâmicas", eu preferiria colocar apenas "religiosa", pra ser mais justo, já que intolerância e arrogância é um "dom" que todos os religiosos deste planeta carregam e não se cansam de ostentar!

      Excluir
  4. (Cristãos têm se queixado com frequência de perseguição e intolerância)

    Eu ri! :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Riu por quê? Os cristãos verdadeiros são liberais e respeitam o ponto de vista dos outros, mais até que ateus e humanistas, e são perseguidos em lugares islâmicos por isso.

      A maioria dos católicos são mais ou menos agnósticos, sabem que Deus pode existir mas também que não. Acontece que todos encontram uma boa justificativa para manter a tradição e a fé na instituição: o fato de todos saberem que Deus, mesmo que seja uma "invenção para dominação de massas", é o caminho que todo ser humano bom segue, pois mesmo esta "invenção para controle de massas" tenta disseminar o respeito aos de opinião diferente, o perdão a quem errou, a redenção(a volta ao bom caminho de se viver em sociedade) dos criminosos e o respeito a todo tipo de vida e à natureza.

      Você não vai encontrar tanta intolerância em França, Áustria, Suíça, Bélgica, Luxemburgo como encontra no Brasil pelos "cristãos" ou no Irã, Turquia e demais teocracias islâmicas, que perseguem a si próprios.

      Excluir
    2. "Os cristãos verdadeiros são liberais e respeitam o ponto de vista dos outros"

      Tragam as gaitas de foles! Willian Walace está entre nós.

      Excluir
    3. "Deus, mesmo que seja uma 'invenção para dominação de massas', é o caminho que todo ser humano bom segue (...)"

      ---> Então só pode ser "bom" o ser humano que segue o seu deus? Típico comentário fundamentalista arrogante.

      "pois mesmo esta 'invenção para controle de massas' tenta disseminar o respeito aos de opinião diferente, o perdão a quem errou, a redenção(a volta ao bom caminho de se viver em sociedade) dos criminosos e o respeito a todo tipo de vida e à natureza."

      ---> É mesmo? Então por que a maioria daqueles que se dizem seus seguidores fervorosos não tenta fazer o mesmo?

      Excluir
    4. Típico comentário arrogante ateu em que tudo é motivo de contestação.

      O fato é que o Deus que sigo é sinônimo de bondade, respeito e compreensão para mim. Não estou evangelizando ou impondo a minha crença aqui, somente opino.

      Excluir
    5. Não aceitar as coisas sem contestar é o que nos faz ateus ou céticos. Seu deus é uma idéia entre muitas outras.

      Excluir
    6. "Típico comentário arrogante ateu em que tudo é motivo de contestação."

      ---> E qual o problema? Por acaso você se considera o dono da verdade, que pode determinar aquilo que as pessoas podem ou não contestar? Mais uma vez, apenas reforçando a típica arrogância cristã fundamentalista.

      "O fato é que o Deus que sigo é sinônimo de bondade, respeito e compreensão para mim. Não estou evangelizando ou impondo a minha crença aqui, somente opino."

      ---> O fato é que não vejo demonstração dessas virtudes por parte da maioria dos seguidores desse deus. Apenas expressei a minha opinião com relação a um comentário num blog. Não disse que você está tentando evangelizar o site. Haja paciência...

      Excluir
  5. A Turquia é igual ao Brasil. Se diz laica mas na prática é uma perseguição tremenda aos "infiéis". A única diferença é que lá quem manda são os muçu e aqui os evangélicos. E do mesmo jeito que lá, os muçu querem dominar a política e torná-la uma teocracia a fim de impulsionar o avanço do Islã na Europa, aqui os evangelitalibãs querem o poder para controlar o que ainda não conseguiram, mas em breve poderão....

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Falou o palhaço esquizofrênico...

      Excluir
    2. Crente. Sempre uma merda.

      Excluir
    3. Por que "Ateu. Sempre uma piada"?
      Por ateus exercem a sua liberdade de opinião?
      Por terem a coragem de mostrar sua opinião?
      Por mostrarem ter os mesmos valores que os bons religiosos mas sem precisar de crenças infantis que o motivem?
      Tua religião é a bíblica, né?
      Pois bem, sinto muito, a bíblia é uma coletânea de estórias sem nenhuma comprovação.
      O que é afirmado sem provas pode ser rejeitado sem provas, já disse o saudoso Hitchens.
      Então tudo o que você disser baseado nela pode, e deve, ser rejeitado imediatamente por qualquer pessoa séria.
      Então, piada é tentar defender a sua causa, e não a nossa.
      É você que crê em magia, em feitiços, em feiticeiras, em animais falantes, em deus que gosta de pedaços de pintinhos de crianças, que curte sacrifícios, e que acha que está errado quem pensa diferente.
      Nós, ateus, não conseguimos acreditar em estórinhas escritas em pergaminhos sem que ali apareçam fatos que as comprovem.
      Nós, ateus, mudamos de idéia quando alguém prova que estamos errados, os religiosos fundamentalistas não.
      Até a igreja católica já aceita a evolução como fato, ela já mudou.
      E você, não vai mudar?
      Continuará nas trevas da ignorância?
      Ainda será um membro do talibã cristão?
      Faça parte dos religiosos sérios deste país, curta sua crença, mas cresça e respeite a dos outros.
      Não porque você acha ou acredita que eles podem estar certos, mas porque você pesquisou e viu que eles tem fatos, comprovações.
      Deixe de ser uma piada e aproveite o teu cérebro, que você acredita ter sido criado por um deus e pense, aprenda.
      O meu, que evoluiu, que veio de um ancestral em comum com um mísero macaco, já faz isso.
      Ser do talibã do evangelho envergonha a imagem do teu deus.
      Deixe os religiosos sérios acordarem e nem eles te respeitarão.
      Não vá no mesmo caminho que o feliciano, você ainda não viu que ele está se destruindo e levando a imagem do deus cristão com ele?
      Junior

      Excluir
    4. Mas os palhaços ainda são os cristãos.

      Excluir
    5. Condenam o cara por causa de mensagens no twitter e os ateus é que são uma piada. Filho de Satanás, além de endemoninhado, você é doente!

      Excluir
    6. Ok, agora volte para sua pokebola!

      Excluir
    7. Volte para Mordor, troll de gibiblia!

      Excluir
    8. Crente. Sempre uma asneira.

      Excluir
    9. Crente(evangélico). Sempre ignorante e arrogante

      Excluir
    10. Adoro ver satã revoltado. kkkkkkkkkkkkkkk.

      Excluir
    11. Esse cara precisa de ajuda psiquiatrica... ou é só um troll?

      Excluir
    12. Quem precisa pede.

      Excluir
  7. Lá o cidadão tem coragem de revelar sua opinião mesmo sabendo que poderá morrer.
    Aqui muitos ficam calados para não desagradar outra pessoa, para evitar polêmica, etc.
    É por isso que o Talibã daqui tem mais chances de fazer M.
    Quando eles notarem que uma parcela da população não aceita seu radicalismo, a coisa começará a mudar.
    Junior

    ResponderExcluir
  8. Em um twitte, o pianista comentou a duração de 22 segundos de uma oração feita em uma mesquita por um muezzin (espécie de sacerdote): “Qual era a pressa? Uma amante? Uma bebedeira?”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  9. A intolerância é grande neste mundo. Nossa Senhora! É dos dois lados, tanto os religiosos não respeitam o ponto de vista dos ateus, como os ateus fazem pouco e caluniam as opiniões dos religiosos.

    Isso é coisa de orgulho grande demais.

    Os religiosos não têm o direito de dar penas físicas aos que não concordam consigo, do mesmo jeito que os ateus não têm o direito de impor suas especulações, suas acusações superficiais às pessoas para desmoralizar as religiões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falsa equivalência, a gente vê por aqui.

      Excluir
    2. Impor especulações? Cuma?

      Excluir
    3. Eu tenho o direito de dizer que mente aquele que não pode provar o que diz e sabe disso.
      O ônus da prova é de quem afirma.
      As religiões vivem do dinheiro de terceiros vendendo um produto sem prova nenhuma.
      É o único comércio que não entrega o produto e fica sem punição.

      Excluir
    4. Sim, muitos ateus especulam sobre coisas que supostamente a "Igreja" faz e sai tentando desmoralizá-la como um todo. Se tem provas que a "Igreja" fez algo de grave, mostre-as e respeite os que não tiveram nada a ver com o que a "Igreja"(entre aspas porque a Igreja de verdade seria incapaz de cometer erros graves) fez para descumprir a lei.

      Excluir
    5. Ele disse que se os ateus não quiserem que os religiosos lhes condenem fisicamente (na carne), então os ateus devem aceitar o juízo ideológico por parte dos religioso, no entanto, ateus não devem esboçar nenhum tipo de reação ideológica.

      Que bonitinho, não?

      Excluir
    6. Anônimo 15 de abril de 2013 18:12, eu disse que tanto os ateus(entenda por não crentes em religião) não devem caçoar e respeitar as crenças dos religiosos, como os religiosos devem respeitar os direitos de liberdade de expressão que todos têm, e isto inclui não punir na carne ou de qualquer maneira que pense diferente. Não distorça para o lado negativo o que eu escrevi.

      O fato é que, se o ateu não quis se fazer de mártir para a abrir o diálogo de liberdade de expressão no país, fez aqueles comentários cego pela sua arrogância, para comprar briga com todos e se achar melhor.

      Não que eu esteja do lado dos muçulmanos, mas o país tem maioria esmagadora seguidora do profeta Maomé. Qualquer um sabe que se falar do islão lá como falam da Igreja Católica por aqui, vai preso.

      Mas você acho o quê bonitinho? Caçoar da fé dos outros? E se caçoarmos da sua fé de que não há Deus, também seria bonitinho?

      Repito: não estou do lado dos teocratas, só da justiça. Não pode existir um mundo que só os que não creem em Deus possam ter a razão e o direito às coisas; nem o contrário, onde só os crentes têm direitos e razão.

      Excluir
    7. A sua fé inclui, necessariamente, ridicularizar, perseguir e combater quem dela não compartilha. E quando alguém revida, vocês simplesmente vem come essa conversa fiada de que "ateus devem respeitar a nossa fé".

      Que gracinha vocês são, né?
      Pois saibam que não estão lidando com crianças, seus palhaços!

      Excluir
    8. Ideias não tem Direitos, e não precisamos desmoralizar sua religião, basta ler e analisar seu "livro sagrado" para ver a quantidade de asneiras que ele contém.

      Excluir
    9. Direito de expressão não é imunidade a críticas, josé carneiro, primeiro aprenda sobre os conceitos do que você quer exigir como direito e depois queira argumentar sobre eles.

      Excluir
    10. Ateus devem respeitar ou pelo menos só tolerar a nossa fé sim, do mesmo jeito que devemos isso a eles.

      Excluir
    11. Religiosos querem equiparar respeito a idéias com respeito a pessoas.
      Vai vendo...

      Excluir
    12. Tenho minhas dúvidas quanto a eficácia do escárnio, mas é muito dificil ficar calado diante de adultos que acreditam em amigos genocidas invisiveis incapazes de um discursos racional.

      Excluir
    13. Ateus toleram a sua fé, por mais estúpida que seja.
      Ninguem aqui defende a proibição do seu direito de crença, mas quando se expõe algo publicamente, especialmente quando esse algo interfere nas liberdades dos outros, então é passivel de crítica sim.
      Seja crescidinho e defenda a sua posição sem mimimi.

      Excluir
    14. É justamente o que fiz, defender a minha posição. Quem está de mimimi é você.

      O que eu disse? Disse que tanto o estado está errado em punir desse alguém por este pensar diferente quanto à sua religião, quanto o ateu está em caçoar da religião dos outros. Isso é óbvio, o respeito deve ser mútuo. Pena que não é, e nesse caso do artigo, o estado é mais errado ainda porque tem o poder....

      Excluir
  10. algumas nações não saíram da idade das trevas...


    outras, como o brasil, estão com um pé lá ainda...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o outro sambando para voltar.

      Excluir
    2. Mas Deus separou a luz das trevas.

      Excluir
  11. A questão religiosa na Turquia é curiosa. A maioria dos turcos muçulmanos costuma deixar de beber durante o Ramadã. Quem conhece pelo menos um pouco os costumes muçulmanos sabe que o Ramadã é o mês de jejum, onde os fiéis só podem comer depois que o sol se põe e que muçulmano não pode consumir álcool, ponto. Mas os turcos adoram tomar um goró e odeiam ficar o dia inteiro sem comer, então eles inventaram essa de se abster do álcool durante o Ramadã. Não está escrito no Corão nem em lugar nenhum, não tem nenhuma base religiosa, inventaram essa regra do nada. Lembra um pouco o costume dos católicos de não comer carne na Sexta-feira Santa, antes era jejum na quaresma inteira, depois virou só na semana santa, aí os peixeiros pediram uma forcinha porque ninguém comprava peixe e virou regra ter que comer peixe na sexta-feira.

    ResponderExcluir
  12. Serviço de desinfestação crentroll, posso ajudar?

    ResponderExcluir
  13. Por que você não se muda pra Turquia e tenta professar sua crença lá? Daí veremos se você vai achar graça...

    Ruggero

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site