Pular para o conteúdo principal

Igreja Russa pede 'revolução moral' contra livros clássicos

Chaplin sugere 
censura a  dois
  clássicos da literatura
Vsevolod Chaplin (foto), um dos líderes da Igreja Ortodoxa Russa, pediu que a sociedade questione  duas obras clássicas que, segundo ele, promovem a pedofilia. Trata-se de Lolita, de Vladimir Nabokov, e de Cem Anos de Solidão, de Gabriel García Márquez.

O romance de Nabokov relata a obsessão de um homem de meia idade por uma menina de 12 anos. No livro de García Márquez há um caso de incesto.

"Chegou o momento de uma revolução moral”, disse Chaplin, sugerindo que os dois livros sejam censurados.

Ele disse que esses dois livros foram muito criticados quando lançados no Ocidente. “Houve uma repercussão muito negativa, que depois mudou.”

A reação de intelectuais russos a Chaplin foi imediata.

O historiador Nikolai Svanidze, por exemplo, fez um comentário irônico: “Depois de discutir os dois livros, vamos verificar se na literatura, desde Homero até os grandes clássicos russos, há sinais de violência, pedofilia e outras coisas inaceitáveis”.

O escritor Boris Akunin deu um chega pra lá em Chaplin. “A igreja não deve se meter em temas seculares e literários”, disse.

Com informação das agências.

Tentativa de censura a Lobato é tema do bloco 'Que merda é essa?'
fevereiro de 2011

Comentários

Adelino disse…
Pelo que sei A Virgem Maria tinha 14 anos ao ser estuprada (afinal ninguém pediu licença) pelo ES. Vamos censurar o livro que conta essa hist. tb?
Anônimo disse…
Então talvez seja necessário censurar a Bíblia também

Gênesis 19:30-38

31. Então a primogênita disse à menor: Nosso pai já é velho, e não há homem na terra que entre a nós, segundo o costume de toda a terra;

32. Vem, demos de beber vinho a nosso pai, e deitemo-nos com ele, para que em vida conservemos a descendência de nosso pai.

Nessa parte ocorre incesto entre Ló e 2 filhas suas.
A Bíblia está cheia de violência e violações.
Um só capítulo está recheado destes acontecimentos abjectos - Números cap 31.

Resumo de Números, capítulo 31
Yahveh disse a Moisés: “Vinga os filhos de Israel dos midianitas”. Moisés então reuniu soldados e confrontaram-se com o povo de Midiã. E os israelitas saquearam e queimaram as suas cidades e acampamentos, mataram todos os homens, e aprisionaram as mulheres e as crianças.
Quando levaram o saque e os prisioneiros a Moisés, este repreendeu os oficiais israelitas dizendo:
- "Deixastes viver todas as mulheres ..., e por isso houve praga na congregação do Senhor. Portanto matem todos os meninos entre as crianças, e todas as mulheres não virgens. Mas podem ficar com as meninas virgens."

O resto do capítulo quantifica o saque em peso do ouro, cabeças de gado e escravas virgens e descreve minuciosamente a distribuição destes bens entre os soldados, a população, os sacerdotes e... o próprio Yahveh!
Anônimo disse…
Ele mandou matar os menino entre as crianças, quer dizer as menininha que eram pra ser abuzadas e as virgens deus mandou preservar. E ainda tem tolo que não percebe que deus era um delirio, mais não acho que eles acreditam que foi deus mesmo que mandou estas coisas.
D'us Imoral
YHWV Imoral
Jesus Imoral
Yeshua Imoral
Yaeweh Imoral
Yahveh Imoral
Jeova Imoral
nha que eram pra ser abuzadas e as virgens deus mandou preservar. E ainda tem tolo que não percebe que deus era um delirio, mais não acho que eles acreditam que foi deus mesmo que mandou estas coisas.
D'us Imoral
YHWV Imoral
Jesus Imoral
Yeshua Imoral
Yaeweh Imoral
Yahveh Imoral
Jeova Imoral
Alguém conhece algum caso de pedofilia na Bíblia? Ainda não encontrei nada.
Anônimo disse…
A Virgem Maria não foi estuprada. Leia a bíblia direito e verá que ela quis "conceber do Espírito Santo".
Anônimo disse…
Revolucao moral ?

OK

Comecem pela Biblia.
Anônimo disse…
Não lembro de ver algum versículo em que Maria consinta a relação. Aliás, nem precisou, né...
Aliás, pelo que me lembro do Jesus histórico, Maria foi violentada por um soldado romano aos 12, e por isso seria apedrejada.
Mas um senhor de idade teve pena dela e a 'adotou' como esposa.


De resto, fico imaginando o Japão censurando seus materiais eróticos, como os quadrinhos. Seria comprar uma briga grande com os otakus.
AlyneS2 disse…
Nhaaaa, os MANGAS e ANIMES não!!! A briga seria feia mesmo, mas tenho certeza que o Japão ganharia de longe!!!
Israel Chaves disse…
Os livros são apenas contos, eles não mandam o leitor fazer as coisas que acontecem na história (diferente da Bíblia). Para o cara ser influenciado por um livro desses a cometer um ato de pedofilia, é porque já era um pedófilo e só não tinha tido a coragem de colocar em prática (e o livro será apenas uma desculpa esfarrapada dada no tribunal na esperança de amenizar a pena). Se for assim, temos que proibir todos os filmes do Rambo, para não incentivar as pessoas a pegarem metralhadoras, os filmes de corridas de carro para não incentivar as pessoas a fazerem rachas, todos os filmes de assalto a banco para... Enfim, deu para entender. Se uma história tivesse o poder de influenciar uma pessoa a esse ponto, seria impossível escrever qualquer coisa. Quem comete algum crime e usa um livro/filme/novela/gibi/e até mesmo a Bíblia como explicação, é só um maluco que está dando uma desculpa esfarrapada para a própria falta de caráter.
Temos que proibir todos os vilões de todas as histórias, também, por medo de que eles influenciem as pessoas a repetir seus atos de vilania? Se for assim, tudo vai ser proibido. Acho que só vai sobrar Teletubbies.
Ridículo isso. Não interessa do que os livros tratam, são só histórias. O problema está em quem for influenciado por elas. Isso se chama problemas mentais.
Anônimo disse…
É mesmo. Se fosse por isso, o Japão seria a maior nação de tarados, pedófilos e estupradores. E é inversamente o contrário...
balade disse…
/\ mais o japão E isso
Anônimo disse…
Literatura não é para virgens, definitivamente.
Imaginem se todo o livro que tivesse em suas páginas a narração de algum crime - seja lá o que for - acabasse por ser censurado...iria sobrar pouca coisa para ler. Ei!!! Além da bíblia, poder-se-ia censurar também o Talmud e o Corão...há coisas estranhas neles. Sinceramente, na literatura tudo é permitido, quem não quiser ler, que não leia!
Anônimo disse…
fala merda..rapaz
Anônimo disse…
Adelino, foi com 12 anos.

Posts + acessados hoje

Malafaia faz campanha contra vacina: ‘Não podemos ser cobaias de chinês’

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Negro apanha por suspeita de estar roubando seu próprio carro