Presidente de Câmara de Irecê retira crucifixo de tribuna

Em Irecê, cidade de 75 mil habitantes da Bahia, houve uma rara demonstração de apreço ao Estado laico: o presidente da Câmara tirou da tribuna um crucifixo.

STF (acima)
também deveria
retirar o símbolo
”Em repeito às religiões e crenças dos vereadores, decidi pela retirada desse símbolo”, disse o vereador Rogério Santos Amorim (PSB), conhecido por Figueredo.

Ele argumentou que, se cada vereador colocasse na parede da tribuna uma imagem de sua religião, não haveria espaço para tanto.

O STF (Supremo Tribunal Federal), que ostenta um crucifixo em seu plenário (foto), deveria seguir o exemplo de Irecê.


Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Estudante obtém nota mil no Enem ao defender Estado laico