Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

sábado, 1 de outubro de 2016

Humanos matavam seis vezes mais seus semelhantes

Os humanos herdaram dos antepassados primatas a tendência para se matarem uns aos outros, revela um novo estudo.

Violência de humanos
contra humanos é um
legado dos primatas
A teoria vigente é a de que os seres humanos são violentos por natureza, mas um novo estudo afirma que a tendência para se matarem uns aos outros é herdada dos primatas.

Os cientistas da Estación Experimental de Zonas Áridas e Universidade de Granada em Espanha compilaram dados sobre a morte de cerca de 4 milhões de mamíferos, pertencentes a 1024 espécies, incluindo 600 diferentes populações humanas que viveram nos últimos 50 mil anos.

Na origem da nossa espécie, os humanos matavam seis vezes mais os seus semelhantes que a média dos mamíferos.

A taxa subiu gradualmente até chegar ao pico de 12%, na Idade Média, caindo nos séculos seguintes. Atualmente somos menos violentos que no nosso passado pré-histórico.

Nem todos os mamíferos são violentos.

O estudo mostra que cerca de 40% das 1.024 espécies de mamíferos analisadas é que matam os seus semelhantes - e aqui os primatas são dos mais violentos.

"Enquanto 0,3% das mortes de mamíferos são causadas por elementos da mesma espécie, essa percentagem sobe para 2,3% no ancestral comum dos primatas". Essa é a nossa herança.

Mas o ser humano ultrapassou esse legado da evolução - sobretudo devido à organização em sociedade, às leis, a atitudes culturais que rejeitam a violência.

Os humanos nem estão do "top 5 dos mais mortíferos". Nem estão também aqueles mamíferos que associamos a violência, como os leões ou os lobos.

O mamífero que mais mata o seu semelhante é a suricata - uma em cada cinco é morta por outro membro da sua espécie.

Com informação das agências e texto da SIC Notícias.

Britânicos vão modificar a genética de embriões humanos


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...