Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Testemunhas de Jeová destroem no México templo de 7 mil anos

Fanáticos religiosos demoliram altares de pedra
Seguidores da religião fundamentalista Testemunhas de Jeová destruíram recentemente um templo milenar no México com o argumento de que o local é onde os índios adoram o diabo. 

Trata-se do Santuário de Makonikha, do sítio arqueológico de San Bartolo Tutotepec, que fica no Estado de Hidalgo.

O santuário foi levantado há cerca de 7 mil anos pelo povo indígena Otomi, que ali reverenciava a terra, a água e fogo e faziam oferendas à natureza.

O local é usado para cerimônias religiosas por índios da Sierra Madre Oriental.

Luis Pérez Lugo, secretário da territorialidade da nação Otomi, disse que os Testemunhas de Jeová assumiram que demoliram cerca de uma dúzia de estruturas de pedras de altares de Makonikha. Os fanáticos religiosos moram nas proximidades do sítio arqueológico, na comunidade El Pinal.

“Eles [os Testemunhas de Jeová] disseram que as cerimônias [pré-hispânicas] não estavam na Bíblia e que foram lá limpar o local de um lixo ofensivo a Deus.”

Com informação do site Criterio Hidalgo e imagem de reprodução do Youtube.

Estado Islâmico explode Arco do Triunfo de Palmira, na Síria






Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...