Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Estado Islâmico explode Arco do Triunfo de Palmira, na Síria

Ruína fazia parte do
patrimônio mundial

da Agência Brasil

Extremistas do Estado Islâmico explodiram o Arco do Triunfo na cidade síria de Palmira, informou o chefe de Antiguidades do país. “Recebemos notícias de que o Arco do Triunfo foi destruído no doming]. O Estado Islâmico preparou-o há várias semanas”, disse Maamun Abdulkarim.

O Estado Islâmico tem feito campanha contra o patrimônio arqueológico nas zonas sob seu controle na Síria e no Iraque e, em agosto, decapitou o antigo chefe de Antiguidades do país, de 82 anos.

Os extremistas já destruíram o tempo de Baal Shamin e o templo de Bel, com 2.000 anos, considerado a grande obra-prima de Palmira, desde que tomaram a cidade, em maio.

O Arco do Triunfo, situado na entrada da histórica rua com colunas das antigas ruínas, era o “ícone de Palmira”, afirmou Abdulkarim, alertando que os combatentes do Estado Islâmico já colocaram explosivos em outros monumentos.

“Isto é uma destruição sistemática da cidade. Querem arrasá-la completamente”, disse. “Querem destruir o anfiteatro, a colunata. Neste momento, receamos por toda a cidade”, afirmou, Ele pediu à comunidade internacional que “encontre uma forma de salvar Palmira”.

O grupo destruiu monumentos pré-islâmicos, túmulos e estátuas os quais consideram idolatria, mas especialistas destacam que o califado está também sendo financiado pela venda de artefactos no mercado negro.

Tanto a cidadela quanto as ruínas de Palmira foram classificadas como Patrimônio Mundial da Unesco (a agência das Nações Unidas para a educação e cultura) e, antes da guerra, atraíam cerca de 150 mil turistas por ano.

Com foto de divulgação.





PF prende suspeitos de serem seguidores do Estado Islâmico

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...