Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Juiz condena Neymar por burlar pagamento de imposto

Sempre quando pode, Neymar (foto) agradece a Jesus por suas vitórias, fazendo proselitismo evangélico diante das câmeras, o que, aliás, é proibido, mas o próprio jogador é suspeito de não respeitar o 7º Mandamento — o do “não roubarás”. Aparentemente, o seu aprendizado de cristão não chegou a esse mandamento.

Jogador é suspeito
 de não cumprir o
'não roubaras'
O juiz Bruno Cezar da Cunha Teixeira, da 4ª Vara da Justiça Federal em São Paulo, condenou o jogador e o pai dele, cujo nome é também Neymar, ao pagamento, juntos, de R$ 460 mil à Receita Federal referentes a dívida de imposto de renda de 2007 e 2008, quando o jogador estava no Santos Futebol Clube.

Em sentença proferida no dia 15 de janeiro de 2016, Teixeira afirmou que pai e filho usaram da “artimanha” de declarar parte do salário no time como “direitos de imagem”, cujas deduções fiscais são menores.

Atuados pela Receita, em 2012 os dois depositaram a quantia sonegada em uma conta extrajudicial.

Em abril de 2014, pai e filho recorreram à Justiça para anular a cobrança e, assim, obter o dinheiro depositado.

A alegação dos dois é que não houve nenhuma irregularidade, mas apenas uma interpretação diferente da legislação tributária.

O juiz não aceitou o argumento, não liberando, em consequência, o dinheiro.

Advogados da dupla informarão que vão recorrer à instância superior.

O jogador “100% Jesus”, de acordo com um faixa que ele usou na cabeça em um jogo em 2015, está metido em outros rolos tributários, no Brasil e na Espanha.

Estima-se que a fortuna de Neymar e sua família seja de R$ 300 milhões.

Com informação das agências.





Neymar '100% Jesus' se enrosca mais em suspeita de sonegação
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...