Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Neymar '100% Jesus' se enrosca mais em suspeita de sonegação

Jogador está
mais para
'100% hipócrita'
Quando seu time, o Barcelona, se consagrou vencedor da Liga dos Campões de 2015, em jogo contra o Juventus, em Berlim, Neymar amarrou em sua testa a faixa “100% Jesus”, como se a força divina tivesse alguma coisa a ver com a obtenção do troféu. Como se o deus de Neymar não fosse o mesmo do de seus adversários.

É suposto que quem tem a ousadia de fazer um proselitismo desse diante de milhões de telespectadores é porque possui a consciência de ser mesmo “100% Jesus”, temente a Deus e obediente aos Dez Mandamentos, com destaque para o 7º, “Não roubar”.

Mas esse não é o caso de Neymar — um evangélico que posa de bom garoto —, porque nos últimos dias houve um avanço no caso em que é acusado de sonegação de impostos, o que é, como se sabe, roubo dos cofres públicos.

De acordo com a mais recente informação, o Porsche Panamera amarelo do jogador está apreendido pela Receita Federal porque em sua compra houve o uso de um esquema para driblar a burocracia e custos adicionais.

Uma empresa de nome Select Import, operadora do esquema, teria recebido R$ 60 mil do pai de Neymar.

O carro quase já foi a leilão.

Mas esse rolo do jogador “100% Jesus” é pouco representativo, em grana, perto da acusação da Procuradoria da Fazenda Nacional de que Neymar e empresas de sua família sonegaram impostos de 2011 a meados de 2013. Nesse período, Neymar ainda jogava pelo Santos.

A pedido da Procuradoria, o TRF (Tribunal Regional Federal) determinou o bloqueio de R$ 188 milhões de Neymar.

Tal valor corresponde à multa de 150% sobre o valor original sonegado, de R$ 63,5 milhões, que representa 30% do patrimônio do grupo Neymar, calculado em R$ 244 milhões.

Além disso, pelo levantamento da Receita, o grupo das empresas de Neymar está devendo R$ 4,5 milhões em imposto

Outro Neymar, o pai, nega as irregularidades com o argumento de que houve um equívoco da Receita. Agora, ele vai ter de provar isso à Justiça. E se ele apresentar ao Tribunal Jesus como testemunha, não terá dificuldade em convencer o juiz de que está falando a verdade.

Neymar e seu pai já estavam enroscados com a Justiça espanhola, onde são investigados também por sonegação fiscal.

Ao se transferir em junho de 2013 para o Barcelona, o jogador recebeu uma parte do valor do contrato por debaixo do pano, para pagar menos impostos. O valor oficial da transferência foi de 57 milhões de euros, mas o real teria sido de 86,2 milhões de euros.

Diz Romanos 13:7: “Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.”

Portanto, a faixa que Neymar deveria estampar em sua testa é “100% hipócrita”.

Com informação das agências.





Ateu diz ser um 'cristão' melhor que os cristãos de verdade

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...