Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Estudo constata que crianças sem religião são mais generosas

Jovens cristãos
 ficaram em um
 distante 2º lugar
Um estudo feito com 1.170 crianças de 5 a 12 idades em seis países (Canadá, China, Jordânia, Turquia, EUA e África do Sul) apurou que crianças criadas por pais sem religião são mais altruístas em relação àquelas de lares religiosos.

O neurocientistas Jean Decety, da Universidade de Chicago, em Illinois (EUA), é o principal autor do estudo.

Ele disse: “Nossos resultados suportam a noção de que a secularização do discurso moral não reduz a bondade humana, mas causa exatamente o oposto”.

Para medir o altruísmo das crianças, os pesquisadores pediram a cada uma delas que escolhesse dez adesivos com figuras de carros de que mais gostasse. Então deram um envelope para cada criança de modo que pudesse doar quantos adesivos quisesse para outra turma de jovens que ficou sem o presentinho.

Os jovens sem religião foram os que mais doaram adesivos, na média de 4,1. Em segundo lugar, mas bem abaixo, ficaram as crianças cristãs (3,3), seguidas de perto pelas muçulmanas (3,2).

Verificou-se, também, que o filho de pais mais religiosos foi o menos altruísta.

Decety afirmou que a idade da criança, a sua situação socioeconômica e país de origem tiveram influencia no resultado da pesquisa, mas não o suficiente para anular o efeito das diferenças religiosas.

Publicado na revista Current Biology, o estudo "A associação negativa entre religiosidade e Altruísmo infantil através do mundo" é o primeiro no gênero.

Estudo feito com adultos já tinham chegado a resultados similares.

Com informações da Current Biology e foto de divulgação.





Crente só é solidário com pessoa da mesma fé, sugere estudo

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...