Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Universidade de Lavras faz proselitismo religioso

Mensagem da universidade dá
destaque à "crença no criador"
Alguém da administração da Universidade Federal de Lavras (MG) resolveu manifestar seu desapreço pelo Estado laico, usando a instituição pública como plataforma de evangelização. É o que fica evidente na  mensagem de “Boas Festas” desejando “crença no senhor”, entre outras coisas, como “felicidade” e “amor”. A mensagem foi colocada em um banner na entrada da universidade e em seu site e perfil no Facebook.

O proselitismo religioso se destaca na mensagem porque está em letras brancas, contrastando com os tons predominantes de verde.  Quem assina é a “Direção Executiva”, mas poderia ter sido uma denominação religiosa, que não faria nenhuma diferença.

Entre os cursos ministrados pela universidade estão os de engenharia em diversas áreas do conhecimento, de ciência ambiental, agricultura e medicina veterinária. O reitor é José Roberto Soares Scolforo, doutor em engenharia florestal. Ele assumiu o cargo em junho de 2012 e vai entregá-lo em 2016.







No vídeo de quatro de minutos de “boas festas” postado no site da universidade aparece um estudante lendo não um livro científico, que tenha a ver com os cursos dali, mas um de cunho religioso, o best-seller “A Cabana”, de Wm Paul Young. O livro conta a história do amargurado Mack Allen Phillips (ele teve a filha de seis anos raptada) que recebe um bilhete escrito supostamente por Deus.

A artimanha sub-reptícia que pôs o livro no vídeo é a mesma que destacou “a crença no criador” no banner.

Antônio Mendes
Mendes pede respeito
à Constituição
O estudante Antônio Mendes (foto) lançou na internet uma petição pedindo à administração da universidade que deixe de fazer proselitismo religioso, por representar uma afronta ao Estado laico determinado pelo artigo 19 da Constituição Federal.

Ele argumentou que, em um ambiente universitário, é de se esperar que as diversidades de pensamento e de religião sejam respeitadas, o que, nesse caso, não está ocorrendo na Universidade de Lavras.

“ O direito de crença, qualquer que seja a divindade, bem como o direito de não crença são assegurados e amparados pelas leis brasileiras”, disse Mendes, que é ateu. Até a tarde de hoje (21) a petição tinha 224 assinaturas. Link da petição.


Proselitismo religioso na entrada da universidade
Escola pública não é lugar de religião, afirma professora
setembro de 2010

Religião no Estado laico   Fanatismo religioso
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...