Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Adventista quer obrigar escola a não dar provas aos sábados

estudante Mariesi Teixeira Correa
Mariesi invocou seu
direito à crença
A estudante de direito Mariesi Teixeira Correa (foto) recorreu à Justiça para obrigar o Univag (Centro Universitário de Várzea Grande), no Mato Grosso, a não submetê-la a provas nos sábados porque a sua religião não permite nenhuma atividade nesses dias. Correa é fiel da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Ela está no último semestre do curso.

Correa já conseguiu um liminar em relação às provas do primeiro bimestre, mas a universidade entende que a decisão provisória da Justiça não vale para o segundo período.

“Estou sendo prejudicada”, disse Correa, que acusou a a universidade por intolerância religiosa e exigiu na Justiça reparo para seus danos morais. Seu argumento é o de que a Constituição respalda o direito à crença.

Nocchi disse que não
pode privilegiar ninguém
Nello Nocchi (foto), coordenador do curso de direito, disse que o Univag é um estabelecimento laico e, por isso, não pode privilegiar nenhum estudante tendo como motivo a sua crença. Disse que o tratamento tem de ser igualitário.

Além disso, segundo ele, ao se matricular na universidade, Correa foi informada de que a carga horária do curso exige que os sábados sejam aproveitados para aulas e provas.

“O curso é presencial [...], e nós não temos nenhuma ligação com religião”, afirmou.





Com informação da Rede TV!

Adventista obtém direito de faltar à aulas na sexta à noite e sábado

Fanatismo religioso.     Religião no Estado laico.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...