Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

domingo, 25 de março de 2012

Vítimas de padre do México acusam papa de ignorá-las

Caricatura de Bento 16
Papa não recebeu
vítimas em sua visita
Vítimas de abusos sexuais do padre Marcial Maciel (1929-2008) fundador da ordem conservadora Legionários de Cristo, publicaram ontem (24), no México, um manifesto acusando o papa Bento 16 de ignorá-las durante sua visita ao país.

"Por vossas mãos passou a oportunidade de aceitar esta verdade (dos abusos sexuais de Marcial Maciel), mas não nos escutou. Durante muito tempo fomos ignorados", afirma o manifesto divulgado em León, a 400 km da Cidade do México, onde o papa está hospedado desde a sexta-feira (23).

O documento lembra que oito ex-legionários denunciaram publicamente, a partir de 1997, os abusos sexuais praticados por Maciel.

Em 1998, formalizaram a denúncia na Congregação para a Doutrina da Fé, dirigida por Joseph Ratzinger, hoje Bento 16, mas apenas em 2004 a Igreja decidiu iniciar a investigação, concluída um ano após a eleição do atual papa.

Em maio de 2006, Bento 16 obrigou Maciel a "renunciar a qualquer ministério público" e a "se retirar para uma vida de oração e penitência". Dois anos depois o padre morreu.

Maciel fundou em 1941 os Legionários de Cristo, que hoje dirigem universidades em mais de 22 países (incluindo o Brasil), contam com três bispos e já foram uma das mais poderosas organizações da Igreja Católica.

Durante o papado de João Paulo 2º, Maciel gozou de um tratamento privilegiado, apesar das denúncias de abusos sexuais contra crianças e de ter vida dupla, com duas mulheres e filhos.

Com informação das agências.

Pedófilo, ladrão e drogado. Esse foi o criador da Legionários de Cristo
do La Vanguardia em agosto de 2010

 Karol Wojtyla sempre soube das sujeiras do padre Maciel
do El País em janeiro de 2010 

Marcial Maciel.      Padres pedófilos.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...