terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Detentos rebelados no Maranhão matam seis acusados de pedofilia

com atualização às 17h30

Os 97 detentos da Delegacia Regional de Pinheiro (Maranhão) se rebelaram ontem à noite em protesta contra a superlotação e hoje pela manhã mandaram avisar a delegada Laura Barbosa que, para ‘esvaziar’ o local, tinham matado seis acusados de pedofilia.

A capacidade do cárcere da delegacia é de 40 pessoas. Eles ameaçaram matar outros pedófilos, caso não tivessem suas reivindicações atendidas.

Pinheiro tem 78 mil habitantes e fica a 333 km de São Luís.

Dos seis mortos, quatro foram decapitados. Três das cabeças foram dependuradas em grades de uma cela.

Entre os corpos, está o de José Agostinho Bispo Pereira (foto), 54, que foi condenado a 63 anos de prisão por ter engravidado duas de suas filhas, com as quais teve oito filhos-netos. Ele estava no cárcere à espera de uma vaga no Complexo de Pedrinhas, em São Luís. A cabeça dele foi uma das expostas na cela.

Após uma tentativa de negociação com os rebelados, por intermédio de uma comissão formada por representante da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e por um pastor, a polícia, nesta tarde de terça-feira (8), estava se preparando para invadir o cárcere. Mas ao final da tarde, acabou a rebelião.

Com informação de portais e emissoras de TV.

Pescador é preso por sob a suspeita de ter sete filhos com sua filha.
junho de 2010

 > Posts deste mês.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...