Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Jornada Mundial da Juventude

MP determina recolhimento de cartilha católica homofóbica

Com apoio da CNBB, a cartilha se opõe à escolha da orientação sexual O MP (Ministério Público) do Rio determinou à Secretaria Estadual de Educação que recolha os exemplares da cartilha católica Keys to Biothics (Chaves para a Bioética) por conter conteúdo homofóbico e machista. A cartilha condena a teoria do gênero segundo a qual a orientação sexual de uma pessoa não dependente necessariamente de sua condição biológica. De acordo com denúncia ao MP do grupo de pesquisa Ilè Obà Òyó, do programa de pós-graduação da Uerj (Universidade do Rio), ilustrações da cartilha ironizam a orientação sexual, além de subestimar a sexualidade das pessoas. A cartilha foi produzida pela Fundação Jérôme Lejeune, sob orientação do Centro de Estudos Biosanitários, da Espanha, em parceria com a Comissão Nacional da Pastoral Familiar, entidade ligada à CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). Em quatro idiomas, a cartilha foi distribuída em 2013 na Jornada Mundial da Juventude, que levou

Rio concedeu isenção fiscal de R$ 1,7 milhão a evento católico

Jornada foi beneficiada com isenção que conspurca a laicidade de Estado A prefeitura do Rio de Janeiro e a Igreja Católica vinham dizendo que não houve uso de recursos públicos na organização e promoção da JMJ (Jornada Mundial da Juventude), um evento católico que reuniu este ano naquela cidade jovens de vários países, coincidindo com a visita do papa Francisco ao Brasil. Trata-se de mentira porque a Secretaria de Fazenda do Rio admitiu à Folha de S.Paulo que concedeu a prestadores de serviços do evento o total de isenção fiscal de R$ 1,7 milhão. Além da concessão desse tratamento vantajoso, a prefeitura e os governos estadual e federal tiraram dos cofres públicos cerca de R$ 118 milhões na preparação da cidade para o evento. A camaradagem oficial evitou que a Arquidiocese do Rio, a responsável pela jornada, arcasse com um prejuízo maior, o qual só vai ser zerado com a ajuda dos recheados cofres do Vaticano. A isenção fiscal — aprovada em abril — livrou 22 prestadores de se

Igreja Católica pede orientação a Dirceu sobre como pagar dívida

Dirceu teria aconselhado a venda de hospital e cemitério; dívida é de R$ 100 milhões   A Igreja Católica recorreu aos conselhos do lobista de grandes empresas e petista José Dirceu (foto) para pagar uma dívida estimada em R$ 100 milhões que contraiu com a visita ao Brasil do papa Francisco e a realização da JMJ (Jornada Mundial a Juventude). Dirceu teria aconselhado a Igreja a vender o hospital Quinta D´Or, no Rio, o que já ocorreu, e o cemitério de Catumbi, um bairro da mesma cidade, negócio ainda não concretizado. O petista foi condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) como chefe da quadrilha do mensalão. Quem entrou em contato com Dirceu foi dom Orani Tempesta (na foto abaixo), arcebispo do Rio.  A colunista Mônica Bergamo, da Folha, informou que Tempesta é amigo de Evanise Santos, ex-mulher do petista. Tempesta recorreu ao lobista petista De acordo com ela, o petista aconselhou a venda de patrimônio para que a Igreja não tenha de recorrer a empréstimos ban

Rio terá gasto de R$ 26 milhões com transporte de católicos

Governos municipal e estadual estão na  página de patrocinadores da jornada O governo do Estado do Rio vai fornecer aos peregrinos da JMJ (Jornada Mundial da Juventude), evento católico, passes de transporte no valor de R$ 26 milhões. A informação é da Folha de S. Paulo. A alocação desses recursos dos cofres públicos é inconstitucional, porque o Estado brasileiro é laico, o que significa que nenhuma instância de governo pode financiar quaisquer atividades de cunho religioso. Em dezembro de 2011, a Assembleia Legislativa do Rio já tinha aprovado uma emenda orçamentária de autoria da deputada Myrian Rios (PDT), ligada ao movimento carismático da Igreja Católica, destinando R$ 5 milhões para a organização e divulgação da jornada. A JMJ vai se realizar na cidade do Rio de 23 a 28 de julho, em paralelo à visita do papa Francisco. A Igreja estima que 2 milhões de jovens de vários países participarão da jornada. Além dos recursos oficiais já garantidos — incluindo os da infraestru

Jornada católica vai render em patrocínio R$ 25 milhões

Igreja Católica já tem garantido R$ 10 milhões A JMJ (Jornada Mundial da Juventude), evento católico que se realizará em junho no Rio, paralelamente à visita do papa Francisco, já fechou oito contratos de patrocínio. O mais recente deles foi com a Nestlé. “A Jornada virou um ótimo negócio”, informou o blog Radar, do site da Veja. A Igreja Católica já garantiu cerca de R$ 10 milhões. O total deverá chegar a R$ 25 milhões com a venda de mais dez cotas de patrocínio. Parte do dinheiro se destinará ao pagamento de cantores que participarão de um show que haverá em Guaratiba, onde a prefeitura providenciará a infraestrutura para a missa do papa. A Igreja vai convidar para o espetáculo Milton Nascimento, Ivete Sangalo e Michel Teló, entre outros artistas. A presença dos padres cantores obviamente já está garantida. Tweet Exército usa helicóptero para transportar cruz católica abril de 2013

Exército usa helicóptero para transportar cruz católica

Símbolo da JMJ está percorrendo no momento o litoral Norte paulista Um helicóptero do Exército foi usado hoje pela manhã para transportar a cruz de 3,8 metros que simboliza a JMJ (Jornada Mundial da Juventude), um evento católico, de Caraguatatuba para Taubaté, ambas cidades da região do litoral Norte do Estado de São Paulo. Trata-se de uma transgressão ao Estado laico. Pela Constituição de 1988, nenhuma instância do Estado brasileiro — o Exército, por exemplo, que é custeado com o dinheiro de todos os brasileiros, das mais diversas religiões e dos ateus — pode ter gasto com atividades religiosas ou mesmo se envolver direta ou indiretamente com alguma crença. Ao menos em tese, o Estado brasileiro e Igreja estão separados desde a Constituição de 1891. A JMJ, também conhecida como Jornada dos Jovens, vai se realizar em julho no Rio de Janeiro, em paralelo com a visita do papa Francisco. A expectativa é de que o evento reúna cerca de 2 milhões de jovens de vários países. A pr

Peregrinos estrangeiros obtêm benefícios da Lei Geral da Copa

A concessão de facilidades de visto a católicos fere a laicidade do Estado A Igreja Católica conseguiu que o governo concedesse aos estrangeiros que estarão este ano no Rio para participar da JMC (Jornada Mundial da Juventude) os mesmos benefícios que terão os torcedores da Copa das Confederações, que será realizada em 2013, e os da Copa do Mundo, em 2014. Mais de um milhão de católicos de 158 países terão facilidades de vistos para entrar no Brasil, inclusive sem ter nenhum gasto. Além do passaporte, eles só vão precisar de um comprovante de que participarão da jornada, de 23 a 28 de julho. O benefício fere a laicidade do Estado brasileiro porque a Constituição impede — ou deveria impedir — que o governo beneficie direta ou indiretamente credos religiosos, sem exceção. A Igreja tem argumentado que a Jornada vai incrementar o turismo brasileiro. Os benefícios aos torcedores estão previstos na Lei Geral da Copa. Em relação aos religiosos, não houve a aprovação de nenhum instr

Campanha quer saber quem vai pagar os gastos da visita do papa

Papa estará no Rio em 2013. Quem vai pagar as contas? A Campanha Latinoamericana por Estados Laicos chega ao Brasil com, entre outras, a seguinte questão: quem vai pagar os gastos da visita em julho de 2013 do papa Bento 16? A campanha é uma iniciativa da Red Latinoamericana de Católicas por el Derecho a Decidir , da qual a brasileira Católicas pelo Direito de Decidir faz parte. A proposta da campanha é discutir a importância da laicidade, principalmente nestes tempos  marcados pelo fanatismo religioso em vários países, incluindo o Brasil. Entidades, grupos e pessoas que aderirem à campanha vão publicar textos e imagens nas redes sociais, blogs e imprensa. Para os coordenadores da campanha, se o governo brasileiro, seja federal, estadual ou municipal, custear a visita do papa, mesmo de forma indireta — com renúncia ou isenção fiscal de empresas patrocinadoras, por exemplo —, será uma afronta à laicidade do Estado. Paralelamente à vista de Bento 16 ocorrerá a Jornada Mun

Vaticano quer US$ 10 mi da agência que levar fiéis para Rio em 2013

O encontro dos jovens ocorrerá em paralelo à visita do papa O Vaticano está cobrando US$ 10 milhões (R$ 20,2 milhões pela cotação de hoje do dólar) da agência de turismo brasileira que se interessar levar para o Rio em 2013 jovens de diferentes países para a 28º Jornada Mundial da Juventude. TAM Viagens, CVC e Stella Barros consideram o valor muito alto, de acordo com o site da Veja, que não tem detalhes da negociação, que continua. O encontro dos jovens católicos ocorrerá em paralelo à vista do papa Bento 16 ao Brasil. A 27ª Jornada foi realizada em 2011 na Espanha, sob críticas de não católicos de que o país, em crise econômica, estava tendo gasto para garantir a infraestrutura do evento. As críticas foram rebatidas pela Igreja com o argumento de que a jornada injetou dinheiro na indústria de turismo do país. Com informação de Lauro Jardim . Pedrinha da beatificação de Irmã Dulce custa R$ 35. maio de 2011 Turismo religioso.

CNBB diz haver resistência à Igreja em conselhos do governo

Dom Steiner queixou-se do segundo escalão do governo Dom Leonardo Steiner (foto), secretário-geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos Brasileiros), disse que a Igreja Católica tem tido bom relacionamento com a presidente Dilma Rousseff, mas ele se queixou da “resistência” contra a participação da entidade em conselhos dos ministérios. “Nem sempre nós [CNBB] estamos lá [nesses conselhos] para fazer nossa pregação”, disse Steiner em entrevista ao portal UOL. “Existe uma espécie de resistência” com o argumento de que não se trata de “uma tarefa religiosa”, afirmou Dom Steiner não quis revelar que conselhos são esses, mas excluiu deles o do Ministério da Saúde, que com o qual tem havido bom relacionamento. Na entrevista, e le questionou os dados do IBGE segundo os quais a fuga de fiéis da Igreja Católica se acelerou nos últimos anos. Disse desconhecer o método da pesquisa do instituto. “Precisamos de mais elementos para fazer uma boa análise.” Falou que a Arquid

Em RO, deputado quer feriado no dia da passagem da Cruz Peregrina

Cruz percorre Brasil anunciando encontro de jovens católicos O deputado Jesualdo Pires (PSB), da Assembleia Legislativa de Rondônia, enviou pedido ao governo do Estado para que declare feriado facultativo nos municípios por onde passar a Cruz Peregrina. A cruz está percorrendo o Brasil para divulgar a programação da JMJ (Jornada Mundial da Juventude), um evento católico que se realizará em julho de 2013 no Rio de Janeiro, coincidindo com a visita do papa Bento 16 ao país. Acompanhado de um ícone de Nossa Senhora Aparecida, a cruz percorrerá Rondônia de 1º a 20 de agosto de 2012. O pedido do deputado é inconstitucional porque, pela laicidade do Estado prevista na Constituição, nenhuma instância de governo pode tomar decisão para atender interesses de religiosos, e não só porque, nesse caso, a intenção é beneficiar devotos de um único credo, o da Igreja Católica. De acordo com o Novo Mapa das Religiões divulgado em 2011 pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), Rondônia apresen

Deputados do Rio liberam R$ 5 mi para evento católico

Myrian é do movimento carismático A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou uma emenda orçamentária de autoria de Myrian Rios (foto), 52 , do PDT, que destina R$ 5 milhões à organização e divulgação da Jornada Mundial da Juventude, um evento católico que ocorrerá em 2013, coincidindo com a visita ao Brasil de Bento 16. Parte do dinheiro será utilizada na preparação do Aterro do Flamengo para uma missa do papa. A estimativa é de que 2 milhões de jovens católicos de vários países estejam no Rio. Ex-mulher do cantor Roberto Carlos, Myrian é do movimento carismático da Igreja Católica. Em junho deste ano, ela foi alvo de críticas de usuários das redes sociais por ter afirmado em plenário que não contrataria homossexuais para cuidar de seus filhos por temer a ocorrência de abuso sexual. O governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) terá de aprovar a emenda de Myrian, e não há nenhum indício de que ele vete o repasse da verba aos organizadores da jornada. Cabral não se arriscará