Exército usa helicóptero para transportar cruz católica

Cruz da Jornada Mundial da Juventude
Símbolo da JMJ está percorrendo no
momento o litoral Norte paulista
Um helicóptero do Exército foi usado hoje pela manhã para transportar a cruz de 3,8 metros que simboliza a JMJ (Jornada Mundial da Juventude), um evento católico, de Caraguatatuba para Taubaté, ambas cidades da região do litoral Norte do Estado de São Paulo.

Trata-se de uma transgressão ao Estado laico. Pela Constituição de 1988, nenhuma instância do Estado brasileiro — o Exército, por exemplo, que é custeado com o dinheiro de todos os brasileiros, das mais diversas religiões e dos ateus — pode ter gasto com atividades religiosas ou mesmo se envolver direta ou indiretamente com alguma crença.

Ao menos em tese, o Estado brasileiro e Igreja estão separados desde a Constituição de 1891.

A JMJ, também conhecida como Jornada dos Jovens, vai se realizar em julho no Rio de Janeiro, em paralelo com a visita do papa Francisco. A expectativa é de que o evento reúna cerca de 2 milhões de jovens de vários países.

A prefeitura e o governo do Rio estão arcando com os gastos da infraestrutura para receber os jovens e o papa. Não há uma contabilidade sobre a soma desses gastos.

A Igreja Católica tem argumentado que os jovens vão injetar dinheiro no turismo brasileiro.





Com informação da prefeitura de Caraguatatuba, entre outras fontes.

Exército brasileiro ajuda na distribuição de Bíblia no Haiti
setembro de 2011

Campanha quer saber quem vai pagar os gastos da visita do papa
setembro de 2012 

Religião no Estado laico

Comentários

  1. Onde na lei do estado laico diz que não se pode transportar uma cruz?

    Vc está inventando um estado laico que não existe!!

    Vá estudar meu caro. Vc acha que sua raivinha vai impedir o Brasil e demostrar sua fé?

    Vcs são a minoria, vcs são os excluídos, aprendam a viver num país cristão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você compreende que silenciar as minorias é o primeiro passo em direção a um governo autoritário, não?
      Nada te impede de demonstrar sua fé, minha criança. O problema é quando eu, que estou me lixando pra sua fé e pra fé de toda a comunidade cristã, tenho que pagar pelas demonstrações. Quer carregar cruz, carregue nas suas próprias costas e não me force a carregar.

      Excluir
    2. A lei permite você transportar a cruz e po-la onde você achar mais conveniente. Agora o laicismo impede que seja esse transporte custeado pelo estado. Se há tantos cristãos como você fez questão de dizer, aproveite e peça para que eles levem. O dinheiro publico pertence ao todo e nao a maioria. Obrigado pela atenção e reveja sua postura.

      Excluir
    3. Aprendam vocês a viver num Estado separado da Igreja.

      Excluir
    4. Falou, projeto de hitler

      Excluir
    5. Vão se foder, ateus babacas... Quem você acha que está dando mais despesas: Um transporte de uma cruz ou o bando de corruptos que roubam milhões do povo brasileiro? E não é só cristão que coloca eles lá. É você, ateu ignorante, que contribui para que sejamos roubados todos os dias e aí vem arrumar uma muleta para reclamar! Pare de ficar de protestinho na internet e vai acompanhar um pouco a política do país, seu merda! Levante seu traseiro da cadeira e vá protestar contra toda a corrupção. Vivemos num país de maioria católica. O governo deve cuidar do interesse do povo. Se a maioria tem interesse na visita do Papa, o governo está fazendo certo em contribuir. Vá reclamar dos milhões que estão gastando com a copa do mundo e com as olimpíadas, infeliz!

      Excluir
    6. Crente anormal de bosta

      Excluir
    7. Ad hominem não cola aqui não Leandro. Corrupção é corrupção, não se qualifica pela quantidade, levar uma cruz com dinheiro do Estado é tão errado quanto qualquer outro desvio de dinheiro. Dizer que o ateu ignorante que contribui para sermos roubados não passa de falsa dicotomia barata, troque "ateu ignorante" por qualquer outra coisa e obtenha o mesmo efeito. Você se contradiz quando pede para parar de protesto na internet e ir protestar, ah? Q? !!! E daí se vivemos num país de maioria católica, isso por acaso significa que a igreja catholic tem privilégios? Vivemos num país de todos e não das maiorias. Pare de criar espantalhos e falsas dicotomias e estude um pouquinho só de lógica antes de vir vomitar no teclado.

      Excluir
    8. Esse apedeuta reacionário Leandro Valentim só pode ter comido uma tigela de bosta no café da manhã, não tem outra explicação pra soltar tanta merda desse jeito!

      Excluir
    9. "Quem você acha que está dando mais despesas: Um transporte de uma cruz ou o bando de corruptos que roubam milhões do povo brasileiro?"

      -O que uma coisa tem a ver com a outra, crentelho?


      "É você, ateu ignorante, que contribui para que sejamos roubados todos os dias e aí vem arrumar uma muleta para reclamar! Pare de ficar de protestinho na internet e vai acompanhar um pouco a política do país, seu merda!"

      -Quem disse que não fazemos isso, seu bosta preconceituoso? Uma coisa não exclui a outra.


      "Levante seu traseiro da cadeira e vá protestar contra toda a corrupção."

      -Eu fui a ultima macha contra corrupção E na marcha pelo estado laico. Enquanto isso milhares de crentalhões vão a marcha pra jesus e cagam pro resto.

      "Vivemos num país de maioria católica. O governo deve cuidar do interesse do povo. Se a maioria tem interesse na visita do Papa, o governo está fazendo certo em contribuir."

      -Democracia não é ditadura da maioria, projetinho de hitler. E gostando você ou não, vivemos num estado laico, pelo menos na teoria.

      "Vá reclamar dos milhões que estão gastando com a copa do mundo e com as olimpíadas, infeliz!"

      -Também reclamamos disso. Você é vidente, por acaso, pra saber da vida de todos os ateus?
      Não, você é um crentelhão trouxa que não suporta ver suas crendices da idade da pedra criticadas, e acha que todos tem que aceitar calados as fanfarrices dos bibliólatras dando xiliques em blog alheio.
      Cresça e tome vergonha na cara.

      Excluir
    10. Isso aí, Leandro! Reclamar na internet é coisa de idiota, o certo é reclamar na internet sobre as pessoas que reclamam na internet. Muito mais produtivo!
      É cada um que aparece nesse site...

      Excluir
  2. Se você, crentelho, tivesse capacidade de interpretação de texto, veria que tal atitude, entre tantas outras, é vedada em especial pelo art. XIX d CF. Diria que é irônico um cara vir acusar outrem de ignorância quando ele é que demonstra total apedeutismo. Mas o termo mais correto é: patético.

    E não, caro apedeuta: este não é um país cristão, é um país de maioria cristã, o que não quer dizer nada, afinal, todos somos iguais perante a lei. Argumento de maioria só serve a uns coitados ( como você) que querem instaurar uma ditadura cristã. No dia em que o Talibã cristão conseguir abolir o art. XIX eu passo a me preocupar. Enquanto isso, você é só um vira-latas a aborrecer com seus latidos.

    E se você não se preocupa com a destinação dada ao dinheiro público, achando bonito o caro combustível de helicóptero ser gasto com proselitismo enquanto escolas e postos de saúde padecem por falta de recursos, só tenho a lamentar que pessoas alheias ao bem estar da sociedade tenham direitos voto.

    Ruggero

    ResponderExcluir
  3. O Brasil é oficialmente um Estado laico, pois a Constituição Brasileira e outras legislações preveem a liberdade de crença religiosa aos cidadãos, além de proteção e respeito às manifestações religiosas.E tambem protege os atoas de nao ter religiao,até essa tal de atea se solicitar apoio de um ente politico tambem devera ter apoio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse um encontro mundial de ateus posso apostar que nao haveria esse apoio todo do estado.

      Excluir
    2. À toa é você, lambe-botas de líderes religiosos, que entra num blog de cunho ateu para escrever sua raivinha de crente mimado.

      Excluir
    3. Vai chorando contar tudo pro seu papai do céu então, crentalhão.

      Excluir
  4. Eles podem levar a cruz até ai tudo bem , o problema começa quando o estado financia este tipo de coisa.

    Somos todos iguais perante a lei , quando forem buscar este tipo de apoio governamental o estado deveria dizer , isto é coisa do interesse cristão , cabe a vocês financiar o transporte.

    O estado só não pode negar segurança para o evento , mais não pode financiar nenhum evento religioso.

    Mais porém os religiosos podem fazer o evento que quiser sem o estado se intrometer, desde que financiado pelos seus pares,

    Eles fazem isto pensando nos votos que podem receber.

    O fato do estado não financiar não significa nada , os religiosos continuam tendo todo o direito de fazer o que quiser a festa que quiser , desde que com dinheiro próprio , e governo nenhum vai se opor.

    ResponderExcluir
  5. o FATO é que vivemos em um país atrasado em todos os sentidos.


    e lembrem-se: nada está tão ruim que não possa piorar ainda mais.

    ResponderExcluir
  6. Se vocês tão achando isso ruim, não viram nada. Pra se indignar mais, basta pesquisar o que é "SAREx"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alienação religiosa e cães de guarda: tudo a ver.

      Excluir
  7. Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:

    I - estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público;

    Há interesse público nesse ato?

    Acho que isso encerra a questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual é a lei que prevê a autorização dessa colaboração? CADÊ A LEI, meu filho???

      Excluir
    2. A colaboração de interesse público não pode se dar no campo religioso.

      Além disso, esse ato não tem interesse público, mas sim privado!

      Excluir
    3. Defina interesse público?

      Excluir
  8. sei lá, as vezes eu tenho é pena do pessoal religioso. Se apegam a tudo que veem pela frente.

    talvez nem mesmo uma boa educação fosse suficiente para aplacar essa sede/carência pelo misticismo que o povo tem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho pena, mas isso é motivo para eles tirarem dinheiro do meu bolso para promover seus delírios coletivos? Aliás, isso justifica eles agirem ACIMA da lei, enquanto que eu tenho que cumpri-la direitinho?

      Excluir
    2. ninguem disse que é motivo. Ressaltei a fragilidade em que essas pessoas se encontram.

      o religioso já virou um estereótipo negativo-agressivo para o "cético de gabinete". E não é bem assim. A situação da massa é lastimável, não é a toa que a religião tem tanta força entre eles. O desolamento em vários campos da vida tornam essas pessoas miseráveis. A religião é um conforto que elas possuem.


      só pensar: o que faz um bando de pessoas saírem por aí carregando uma cruz de madeira pra tudo quanto é lado? E qual é o quadro geral da situação?

      acho que a estratégia para esclarecer essas pessoas não fica só na educação. Vivência e experiência no mundo real, não só no teórico, mostram que a situação é incontrolável, prestes a entrar em colapso.

      Excluir
  9. A força da Icar estão tão bem plantada dentro das nossas leis que até a CLT se dobra ao reservar como folga o maldito domingo, acrescentando que trabalhar nesses dias somente em casos especiais e com leis abonando a excepcionalidade... Assim, certos comércios para poderem atuar aos domingos precisam de lei admitindo através de acordo/negociação entre as partes, desde que o empregador garanta que ao menos dois domingos ao mês, por exemplo, o empregado tenha folga em tais dias, não podendo trabalhar mais do que dois domingos seguidos. Hospitais e demais repartições entram em compasso de espera aos domingos, mas trabalham normalmente aos sábados (ao menos até a metade se não for público; se for público vale o regime dos funcionários públicos de apenas 40/30h semanais ou esquema de 12 x 24, o que dá briga de montão porque ninguém gosta de trabalhar aos sábados , domingos e feriados ) e às sextas-feiras, salvo se for algum feriado a cair nesses dias. Trabalhar aos domingos pode ensejar pagamento diferenciado, como nos feriados religiosos ou não. Se uma pessoa quiser dar folga ao funcionário no meio da semana por precisar dele aos domingos vai se incomodar um bocado. Já que é para ter isonomia, então não deveriam trabalhar nem sexta, nem sábado. Conheço escolas, oficinas e relojoarias que fecham aos sábados porque os donos são de religiões que preservam o sábado, mas não compensam no domingo...Usufruem assim das duas prerrogativas, sendo a primeira (sábados) voluntária, mas a segunda (domingos) obrigatória por vinculação à lei trabalhista. Se houvesse mesmo liberdade religiosa poderiam parar aos sábados e trabalhar aos domingos, mesmo como meio dia útil. Por que não é assim? Para sábado o dia todo ( que é meio dia útil na verdade), e vai até domingo parado até meio período também, voltando à tarde e preservando o mesmo tempo de folga (um dia e meio). Mas não fazem assim. Uns por conveniência de ter dois dias inteiros ( sábados e domingos) de 'folga' remunerada. Outros por serem caras de pau mesmo, são 'tão rigorosos' seguidores de sua fé aos sábados sem se importarem de pegar a fé do outro aos domingos já que a lei dá essa brecha. Ele diz que para domingo porque é obrigado por lei e , de fato, é mesmo.
    Não vejo como isso vá mudar no médio prazo, nem no longo...a menos que o 'longo' seja um 500 ou 800 anos pra frente.

    ResponderExcluir
  10. Se os jovens tem dinheiro pra injetar no turismo e esse dinheiro será tanto a ponto de compensar os custos que o estado está tendo com eles, então que esses jovens peguem esse dinheiro e promovam esse evento sozinhos, sem continuar utilizando ilegalmente o estado em seus eventos religiosos.

    ResponderExcluir
  11. O Brasil tá mais para uma Jesuscracia(Governo da maioria cristã) do que para uma Democracia(Governo do povo).
    E além do mais nosso pior problema não é só os Católicos(que já se ferraram na Europa Secular e agora vão investir pesado no Terceiro Mundo), nosso pior problema é a Igreja Evangélica que esta aproveitando a queda do Catolicismo para acabar com o que restou de estado laico no Brasil, com ajuda do PSC e da bancada Evangélica.



    ResponderExcluir
  12. Na realidade o Brasil nunca foi laico, isso é sabido por todos. O que se observa hoje é o crescimento de pressões religiosas na sociedade, o julgamento e a repulsa pelo diferente. Foucault cita isso como Relação de Poder, e é claro que a nossa sociedade vai no futuro pagar um alto preço por isso.

    ResponderExcluir

Postar um comentário