Pular para o conteúdo principal

Freiras alemãs alugavam meninos órfãos para padres pervertidos

Ordem das freiras é chamada hoje por sobreviventes como "convento do horror''

Freiras da Ordem das Irmãs do Divino Redentor, na Alemanha, alugavam por décadas meninos órfãos  para padres e empresários pervertidos, abastecendo, assim, o cofre da instituição.

Essa informação é de um relatório de 560 página extraído de ação judicial movida por Karl Haucke, 63, que foi um dos meninos abusados, contra a Arquidiocese de Colônia para apurar os estupros cometidos contra as crianças da Ordem das Irmãs. Sites de notícias, como o The Daily Beast, tiveram acesso a trechos do documento. Há pelo menos outro processo em tramitação.

A Arquidiocese fez de tudo para que os crimes não fossem divulgados. Durante uma entrevista, tentou que jornalistas assinassem um compromisso de que nada fosse publicado sobre o escândalo sobre o qual estaria disposta a falar. Oito jornalistas abandonaram a entrevista.

A justificativa do arcebispo Reiner Maria Woelki foi de que o relatório contém detalhes "tão horríveis", que ele se negava em liberá-lo para divulgação, além de haver no documento “preconceitos inadmissíveis” contra a Igreja Católica.

O atual bispo da arquidiocese, Karl-Heinz Wiesmann, reforçou o pretexto do seu colega Woelki, com a afirmação de que o relatório, de "tão sangrento", seria chocante torná-lo público.

Ele afirmou à agência de notícias católica KNA que, após ler o relatório, ficou tão perturbado, que teve de se afastar de suas atividades por um mês. “Eu também tenho energia limitada para os fardos que tenho que carregar.”

Vítimas da pedofilia, hoje homens adultos, referem-se à Ordem das Irmãs como "convento do horror".

As irmãs preparavam alguns meninos para serem escravos sexuais e elas os alugavam ou emprestavam por semanas seguidas a predadores. Muitas vezes elas drogavam os garotos e os entregavam nos apartamentos dos pedófilos.

Com frequência, os meninos, antes de serem devolvidos, tinham de participar de orgias. De volta, eles eram punidos pelas irmãs por estarem com as roupas amassadas ou sujas de esperma.

Haucke contou que foi abusado pelo menos uma vez por semana entre as idades de 11 e 14 anos, muitas vezes por mais de um padre.

“Não tínhamos palavras para descrever o que estava sendo feito conosco. Nem sabíamos o que significava. E não parou na dor física. Tínhamos uma clara sensação de humilhação e de sermos usados.”

De acordo com o relatório, pelo menos 175 jovens de 8 a 14 anos foram abusados por duas décadas. A maioria era de meninos.

O documento poupa as freiras pelos crimes, ressaltando que houve "erros sistêmicos de gestão" e "leniência" das responsáveis pelas crianças. Nem sequer um nome das irmãs envolvidas foi divulgado.

O terrível escândalo das Irmãs do Divino Redentor levou a Igreja Católica da Alemanha a fazer um levantamento para descobrir casos semelhantes em outras ordens.

Apurou-se que houve abuso de 1.412 jovens que viviam ou frequentavam conventos, paróquias e mosteiros, envolvendo pelos menos 654 sacerdotes, freiras e outros membros das ordens.

Cerca de 80% das vítimas pesquisadas eram do sexo masculino e 20%, feminino.  Do total de abusadores, 80% estão mortos e 37% deixaram o sacerdócio ou a ordem religiosa.


Comentários

Minha nossa, que horror! Sequer tem como dizer "espero que as crianças estejam bem" pois os traumas devem ter sido imensos!
EDUARDO BANKS disse…
Quero que divulguem o relatório, na íntegra, já que consta dos autos de um processo judicial contra a Arquidiocese de Küln. Colônia, em alemão, é Küln, mas a essa altura, merece ser chamada de "Arquidiocese do Culo", que designa o órgão pelo qual os padres administram e recebem sacramentos.
Heleno disse…
Tantos casos acobertados de abuso sexual na Igreja levantam a supeita de que a instituição é feita justamente para essas práticas. Fossem de fato reveladas e não acobertadas, a igreja não pararia de pé - não ficaria pedra sobre pedra.
Deusão fodao disse…
Ainda bem que eu nção existo. Se eu existisse teria que me matar por ter tantos funcionários doentes mentais e eu continuar absolutamente omisso.
Começa com corrupção de menores à religião. Daí maiores e nefastos abusos na ICAR...
O que fazer com essa humanidade estúpida, cretina, que dá sustentação e poder político, governamental e administrativo, a essa mega, hedionda, monstruosa e imortal organização criminosa.
05.05.2022 (b)
RESPONDAM MINHAS PERGUNTAS, JORNALISTAS CANALHAS E IMUNDOS DAS DIRETAS-JÁ! As mais diabólicas e maquiavélicas fake News são aquelas omitidas, jogadas para baixo do tape, pela grande mídia ocidental prostituída, rameira, vendida, traidora do povo, da Ciência, da Humanidade contemporânea, já que esses satânicos meios de comunicação de massa mantêm os ignorantes e os analfabetos, os órfãos de um Sistema educacional medieval mais ignorantes e fanáticos do que já nasceram sendo, numa eterna Idade das Trevas, num eterno fanatismo religioso, absurdo, monstruoso, diabólico, que coloca diariamente, milhares de espinhos e “miguelitos’’ (outro tipo de cruz retorcida) nos caminhos da Ciência. A Internet, os blogs, as redes sociais, e todos os demais endereços eletrônicos são as únicas ferramentas que a sociedade, a população, dispõe contra os meios de comunicação centenários malditos, prostituídos pelas castas dominantes. Portanto, censura prévia jamais, tutela patriarcal das mulheres americanas pelos ministros canalhas de Trump, jamais! Pendurar homossexuais por ganchos de açougue e cortá-los ao meio jamais! Queimar homossexuais na fogueira, jamais! Escravizar negros e índios jamais! Preconceito nazista contra judeus ou qualquer outra raça, ou povo jamais! Os criminosos que agem na Internet, nesse novo portal divino da Ciência e de suas tecnologias, de acordo com seus crimes, devem ser processados, julgados, condenados. De acordo com a gravidade de seus crimes devem esses lixos humanos sofrerem a pena de morte, ou trabalharem em colônias agrícolas para pagar sua estadia na cadeia. O povo trabalha muito paga impostos pesadíssimos para bancar escritórios para assassinos, traficantes, corruptos do Estado e da República! O que que há? O poder Judiciário não dá conta do recado? Então vamos mudar de Sistema Judicial! Reestruturação completa, radical! É só diminuir os vinhos caros, os bobós de camarão, os medalhões de lagosta! Os cursos milionários para os membros do judiciário nas melhores universidades do mundo, por conta de quem trabalha duro! Por que a grande mídia brasileira tradicional, rameira, mercenária, não menciona jamais os crimes hediondos do cristianismo contra a humanidade, contra as mulheres “bruxas”; o cativeiro de 3.200 anos das filhas, esposas, noras, sogras, etc. do patriarcalismo cristãos demoníaco? E os atos satânicos da Santa Inquisição Católica e das carnificinas evangélicas? E a escravidão dos negros e os genocídios dos índios e nativos praticados pelo cristianismo? Respondam jornalistas canalhas, prostituídos, hipócritas, falsários, mercenários dos proprietários diabólicos, mefistofélicos da Grande Mídia aberta, comercial, que diariamente transforma a população em idiotas, alienados, com seus circos baratos, com o pão mofado que a população come? Respondam cretinos, eu estou aguardando a resposta! E as centenas de milhares de cidadãos do bem assassinados pelos animais que a democracia e o Estado de Direito assassinos genocidas das Diretas-Já sofrem diariamente há 40 anos? Promove, sem nem mesmo indenizar as vítimas, quando os famigerados assassinos sanguinários são soltos 10, 20, 30, 40, 50 vezes? Respondam canalhas jornalistas, não se façam de desentendidos! Responde Miriam Leitão? Você também não sofreu torturas? Seja solidária! LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.
11.05.2022
Causa/efeito não interessa às grandes mídias tradicionais drogadas e prostituídas. O grande problema da era do conhecimento, da informação e da comunicação é que não interessa aos impérios de comunicação de massa políticos e religiosos tradicionais informar às massas populacionais fanatizadas e descerebradas os porquês dos fatos que, se corrigidos, poderiam transformar a civilização moralmente em processo acelerado de degeneração moral, política e religiosa há 10 mil anos. Tudo que interessa às grandes mídias comerciais e estatais abertas drogadas e prostituídas é repercutir o circo lucrativo oportunista e a mitologia religiosa próspera e rentável, mas, quando muito, informar somente: Quem? O quê? Onde? Quando? (L. C. Baleira).
03.06.2022
IGREJA CATÓLICA ITALIANA ESTUPROU 1 MILHÃO DE CRIANÇAS! GRANDE MÍDIA ABERTA BRASILEIRA DROGADA E PROSTITUÍDA SE CALA! Vi e ouvi a Televisão Brasileira se vangloriar pelos altos índices do uso majorado da Televisão em relação à Internet, sendo que o “povo assiste principalmente aos noticiários” da TV, “altamente confiável e com imunidade contra fake News”, segundo a propaganda dos apresentadores da pesquisa. Quem conhece a história da prostituição das mídias tradicionais desde a mídia da Antiga Roma controlada pelo ditador Júlio César sabe que a grande mídia ocidental nunca passou de uma rameira subserviente e mercenária das castas dominantes, ou seja, monarquias, impérios, república, cristianismo, do próprio empresariado midiático comprometido com a politicagem e com o cristianismo. Júlio César, por exemplo, era um dos homens mais ricos de Roma, criador e manipulador da mídia e sacerdote maior dos deuses romanos e da religião. Essa semana mesmo eu assisti a notícia pela BBC Internacional que 1 milhão de crianças foram estupradas pelo clero católico italiano. No Brasil, nem mesmo Rede Record evangélica, “arauto da saúde pública milagrosa e da prosperidade sobrenatural econômica de seus devotados” (há 40 anos, como um todo, falido permanente estado de corrupção, criminalidade e impunidade, isto é, em estado de calamidade pública), apesar de o Bispo Macedo ter ungido Bolsonaro e o pastor Everaldo ter batizado esse pobre diabo, que quer se perpetuar no poder, esse coitado, fanático evangélico, teocrático, anticientífico. A casta dominante do Poder Judiciário brasileiro quer acabar com a Internet, apesar de inimigo de Bolsonaro, porque a WWW é a única solução contra as fake News por omissão, da Grande Mídia aberta Tradicional, WWW o grande e definitivo baluarte da Ciência contra as trevas da ignorância e o fanatismo religioso brasileiro, bastião esse que o iluminismo busca há mais de 10 mil anos, até mesmo antes de sua existência prática, real. Durante o Império Brasileiro, manipulado pela Igreja Católica, a população brasileira só tinha as farmácias para trocar informações enquanto mandava manipular remédios. Os livros eram proibidos assim como era a posse da Bíblia e sua interpretação pelos “leigos” em período anterior. Com Bolsonaro o Brasil deixou de ser um Estado Laico. Porém, graças à Ciência e suas tecnologias e engenharias temos a formidável, a maravilhosa, a magnífica, a “sobrenatural” WWW. Agora sim, sem dúvida alguma, de posse e controle da Internet o povo jamais será escravizado novamente, como está sendo há milhares de anos por falsas promessas comunistas, religiosas, monárquicas, empresariais, militares, etc. Tá ouvindo Bolsonaro? Não é armado com todos os tipos de armamentos de guerra, tampouco com fake News que o povo vencerá a corrupção e a violência com as quais você está envolvido há mais de 30 anos, e sim com conhecimento, com Ciência, com memória viva da Internet contra as castas dominantes de 10 mil anos, memória que a Grande Mídia aberta tradicional esconde a 7 chaves. As fakes News da grande mídia tradicional acontecem diabolicamente, maquiavelicamente, por omissão dos crimes das castas dominantes do passado as quais não querem o povo livre da Idade das Trevas. Estamos agora esperando que o Centrão de Bolsonaro e o Supremo Tribunal Federal proíbam a Internet com base na “Lei do esquecimento” de todos os crimes do cristianismo, da mídia tradicional e das castas dominantes, coesas e coligadas através dos milênios! LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Nova espécie de ave descoberta na Caatinga tem origem em variações do São Francisco

BC muda cédulas do real, mas mantém 'Deus seja Louvado'

Louvação fere o Estado laico determinado pela Constituição  O Banco Central alterou as cédulas de R$ 10 e R$ 20, “limpou” o visual e acrescentou elementos de segurança, mas manteve a expressão inconstitucional “Deus seja Louvado”.  As novas cédulas, que fazem parte da segunda família do real, começaram a entrar em circulação no dia 23. Desde 2011, o Ministério Público Federal em São Paulo está pedindo ao Banco Central a retirada da frase das cédulas, porque ela é inconstitucional. A laicidade determinada pela Constituição de 1988 impede que o Estado abone qualquer tipo de mensagem religiosa. No governo, quanto à responsabilidade pela manutenção da frase, há um empurra-empurra. O Banco Central afirma que a questão é da alçada do CMN (Conselho Monetário Nacional), e este, composto por um colegiado, não se manifesta. Em junho deste ano, o ministro Marco Aurélio, do STF (Supremo Tribunal Federal), disse que a referência a Deus no dinheiro é inconcebível em um Estado moderno, cuja

AdSense desmonetiza página do texto 'Ateísmo significa libertação do medo do sobrenatural'

Pastores do Malafaia têm salário de até R$ 20 mil, casa e carro

Pastores mais habilidosos  estão sendo disputados  pelas igrejas Silas Malafaia, 53, informou que o salário dos pastores de sua igreja, a Assembleia de Deus Vitória em Cristo, vai de R$ 3.000, para iniciantes, a R$ 20.000, com benefícios que incluem casa mobiliada, escola para filhos e plano de saúde. Pastores com experiência têm direito a carro do ano. É a primeira vez que um líder religioso neopentecostal revelou o salário dos pastores. Na falta de maiores informações, os valores citados por Malafaia podem ser tomados como referência do mercado de salários dos pregadores da Bíblia. As perspectivas desses profissionais são as melhores possíveis, considerando que não precisam ter formação universitária. Um professor de ensino médio não ganha tanto, nem sequer um médico em início de carreira, por exemplo. “Mas é preciso saber ler a Bíblia, pregar, explicar”, disse Malafaia à jornalista Daniela Pinheiro, que escreveu para a revista Piauí de setembro reportagem sobre o pastor.

Em vídeo, Malafaia pede voto para Serra e critica Universal e Lula

Malafaia disse que Lula está fazendo papel de "cabo eleitoral ridículo" A seis dias das eleições, o pastor Silas Malafaia (foto), da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, gravou um vídeo de 8 minutos [ver abaixo] pedindo votos para o candidato à prefeitura de São Paulo José Serra (PSDB) e criticou a Igreja Universal e o ex-presidente José Inácio Lula da Silva. Malafaia começou criticando o preconceito que, segundo ele, existe contra pastor que emite opinião sobre política, o mesmo não ocorrendo com outros cidadãos, como operários, sindicalistas, médicos e filósofos. O que não pode, afirmou, é a Igreja, como instituição, se posicionar politicamente. “A Igreja é de Jesus.” Ele falou que tinha de se manifestar agora porque quem for para o segundo turno, se José Serra ou se Fernando Haddad, é quase certeza que será eleito, porque Celso Russomanno está caindo nas pesquisas por causa do apoio que tem recebido da Igreja Universal. Afirmou que apoia Serra na expectativa de

Livro conta em 300 páginas histórias de papas das quais poucos sabem

Padre explica seu vídeo sobre mulher apanha porque quer

O padre cantor Fábio de Melo tem tentado nos últimos dias, nas redes sociais, rebater as acusações de que é machista.

Eleição de Haddad significará vitória contra religião, diz Chaui

Marilena Chaui criticou o apoio de Malafaia a Serra A seis dias das eleições do segundo turno, a filósofa e professora Marilena Chaui (foto), da USP, disse ontem (23) que a eleição em São Paulo do petista Fernando Haddad representará a vitória da “política contra a religião”. Na pesquisa mais recente do Datafolha sobre intenção de votos, divulgada no dia 19, Haddad estava com 49% contra 32% do tucano José Serra. Ao participar de um encontro de professores pró-Haddad, Chaui afirmou que o poder vem da política, e não da “escolha divina” de governantes. Ela criticou o apoio do pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus do Rio, a Serra. Malafaia tem feito campanha para o tucano pelo fato de o Haddad, quando esteve no Ministério da Educação, foi o mentor do frustrado programa escolar de combate à homofobia, o chamado kit gay. Na campanha do primeiro turno, Haddad criticou a intromissão de pastores na política-partidária, mas agora ele tem procurado obter o apoio dos religi

A física moderna sugere que o tempo não avança, é apenas uma ilusão