Pular para o conteúdo principal

Justiça determina que a pastora Fordelis use tornozeleira eletrônica

A Justiça do Rio determinou que a pastora-deputada Fordelis (PSD) seja monitorada por uma tornozeleira eletrônica e que permaneça em casa das 23h às 6h.

Fordelis é suspeita de ser a mandante do assassinato do seu marido, o pastor Anderson de Camargo. A pastora nega.

O pedido de monitoramento foi feito pelo Ministério Público porque uma testemunha estaria sendo ameaçada. 

Testemunha importante, Regiane Ramos comunicou às autoridades que teme por sua integridade física porque, segundo ela, alguém da família da pastora jogou uma bomba em sua residência.

Em depoimento à polícia, Regiane contou que, antes do crime, um dos filhos de Fordelis que trabalhava em sua oficina, o Lucas César dos Santos, lhe contou que a pastora e outros filhos dela estavam tramando a morte de Anderson, o que viria ocorrer.

Posteriormente, em uma carta à polícia, Lucas contou uma versão diferente.

Nas redes sociais, Fordelis diz que está sendo perseguida e afirma ter saudades do marido.

A sua igreja, o Ministério Flordelis, foi rebatizada como Comunidade Evangélica Cidade do Fogo.

Resumo do caso

- Denunciada pelo Ministério Público do Rio, Flordelis foi indiciada por mandar matar seu marido porque ele vinha controlando o dinheiro da igreja.

- Na versão de Fordelis, o pastor Anderson de Camargo foi morto na residência do casal por assaltantes.

- O MP também indiciou 10 pessoas, incluindo sete filhos, que estão presos.

- O pastor Anderson foi morto na madrugada de 16 de junho de 2019, domingo, com pelo menos 30 tiros, um deles na cabeça.

- Há suspeita de que Fordelis mandou assassinar o marido após tentar envenená-lo pela comida.

- A pastora vai responder pelos crimes de homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), associação criminosa, falsidade ideológica (uso de documento falso), e tentativa de homicídio (envenenamento).

- É praticamento certo que a Câmara dos Deputados vai cassar o mandato de Fordelis quando o Conselho de Ética da casa voltar a se reunir.

Memes são
implacáveis
com a pastora


Com informação do G1 e de outras fontes.              






Ex-obreiro afirma que pastora Flordelis atraia fiéis para sua cama

Pastora Flordelis e seu marido frequentavam casa de swing, diz fiel à polícia

Pastora Flordelis participa da reconstituição do assassinato de seu marido

STF autoriza investigação da pastora Flordelis no caso da morte do marido

Fordelis afirma que vai processar quem estiver chamando-a de ‘assassina’

Comentários

Emerson Santos disse…
Como sempre tudo vai acabar em pizza ... ela vai cumprir a pena (se condenada) em liberdade .. etc etc ... Azar do marido ... que como Adão não enxergou a cobra... e caiu no papo da mulher ... Depois ela arruma outro marido ... fim

Posts + acessados hoje

Derrota de Crivella abala projeto de poder de Bolsonaro e o de Edir Macedo

Igreja do 'santo' Maradona tem altar, cultos e mandamentos

'Penha me transformou em monstro', afirma ex-marido