Gay ex-Testemunha de Jeová diz que voltou para casa dos pais por causa da pandemia e foi expulso

O design gráfico Theogenes Costas (foto), o Theo, conta nas redes sociais que por causa do coronavírus teve de voltar para casa dos pais, no interior de Pernambuco, e foi expulso por ser homossexual.

Theo já foi seguidor das Testemunhas de Jeová, religião dos seus pais, para os quais o filho se rendeu ao diabo. 

“O tempo de estudos, leitura e conversa com amigos dentro do quarto de porta fechada foram interpretados como 'perversão dentro de uma casa de família cristã'”, relata.⁣

Theo diz que seus pais falaram que ele deveria tirar a porta do quarto para continuar lá.

O design conta que preferiu mudar-se provisoriamente para o sofá de uma casa de um amigo em Recife.

Pediu ajuda pela internet e obteve mais R$ 6.000.
 
Informa que arrumou emprego e lugar para morar e que vai usar o dinheiro arrecadado em um tratamento psicológico para tratar de uma depressão e também na atualização de seus equipamentos de trabalho.


Comentários

  1. No título diz que foi expulso. No texto diz que preferiu mudar-se. Algo não bate certo. A verdade é que um homem daquele tamanho, se quiser viver na casa dos pais, tem de se sujeitar às regras da casa. Ponto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então essas regras deveriam ser apenas em colaborações econômicas e de ajudas diversas, ser honesto (coia que religiosos nunca enfatizam em "valores"). Mas nunca de intolerãncia. Como sempre LGBTs preconceituados, tendo religiosidade insana como fator mor.

      Excluir
  2. Concordo com o que o colega K disse ... se ele sabe que os pais são alienados e fanáticos dessa seita de malucos ... sabe que viver no mesmo teto terá consequências ... é procurar problematizar uma situação .. Aceita que não tem mais parentesco com eles que é melhor ...

    ResponderExcluir
  3. Minha casa, minhas regras. Os pais aceitaram ele de volta com uma condição: "Theo diz que seus pais falaram que ele deveria tirar a porta do quarto para continuar lá." Por qual motivo ele não aceitou essa condição? Tá fácil de resolver: aceita e volta. Simples assim. E não foi expulso porque os pais eram TJs. Ele decidiu sair por conta própria (como diz o texto). Mais um título tendencioso.

    ResponderExcluir
  4. Emerson, chamar uma pessoa ou grupo de malucos, alienados ou fanáticos só porque tem crenças diferente das tuas e preconceito e intolerância!

    Eu sou TJ e acredito que é normal um pai, decidir não abrigar um filho que tem como se virar sozinho, e é adulto se tem uma forma de vida que os pais não aprovam e pode influenciar negativamente outros membros da família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Inflienciar negativamente seria o "pensamento" religioso, como demonstram. Religiosidade deveria ser RESTRITA absolutamente no foro íntimo ENTRE ADULTOS, nunca se intrometemndo FORA. Seja na vida de 3's, na Educação, no Estado etc, que devem ser laicos sempre.

      Excluir
  5. Afetar negativamente... Kkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Nossa, que bando de malucos. Inacreditável que em pleno século XXI, ainda há criaturas
    tão primevas, acéfalas e psicóticas. Quanta ignorância. Essas seitas devem acabar gente,é inconcebível suas existências em pleno terceiro milênio.

    ResponderExcluir

Postar um comentário