Pular para o conteúdo principal

Ministro de Educação e pastor defende uso de 'dor' para ensinar as crianças

Em uma palestra postada no YouTube (ver trecho abaixo), o pastor Milton Ribeiro, agora ministro da Educação, disse que, quando preciso, a metodologia de ensino de crianças deve incluir  a“dor”.

Em outras palavras: quem estiver ensinando, professor ou pais, deve bater nas crianças, o que é condenado por instituições internacionais e pela lei brasileira.


O Congresso aprovou em 2014 o que passou a ser conhecida como “Lei da Palmada”, a de número 13.010, que, além de palmadas, proíbe beliscões e castigos físicos de toda a ordem.

Até aquela data, 54 países tinham lei semelhante.

Milton Ribeiro tem base bíblica para defender a violência às crianças.

Está em Provérbios 23:13,14: “Não retires a disciplina da criança; pois se a fustigares com a vara, nem por isso morrerá. Tu a fustigarás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno”. 


Com informação do YouTube e da Bíblia.



Silas Malafaia defende castigo bíblico à vara para crianças

Polícia prende pastor por abuso de meninas 'a mando de Deus'

Evangelizador confessa ter cometido estupro de crianças em templo

Menina de 5 anos reproduz em desenhos abuso de pastor




Comentários

Anônimo disse…
Podem sentir dor, mas não podem aprender sobre educação sexual, essa é a lógica do Bozismo que esse canalha defende.
Emerson Santos disse…
Kkkkkk ... a turminha ja sofre de bulling .. professores militantes , ou despreparados, escolas sem material , sem verba .. etc .. etc .. e quem devia apanhar que eram os que gerenciam essa joça.. vão ser a molecada :))) ... Brasil indo a passos largos pra Idade Média ... Vou já indo preparando minha carroça
Heavyman disse…
Se eu pegar uma faca e enfiar na barriga dele, será que ele vai gostar e sentir prazer pela dor?. Esse cara é Sadomasoquista né?.