Pular para o conteúdo principal

Igreja Católica da Alemanha perde mais de 400.000 fiéis somente em 2019

O número de alemães católicos caiu de 23.002.128 em 2018 para 22.600.371 em 2019, ou seja, 401.752 a menos. A informação é de relatório da própria Igreja Católica.

Os números apurados pela DBK (Conferência dos Bispos da Alemanha) são consequências da secularização da sociedade, conservadorismo da Igreja e escândalos de padres pedófilos.


Embora a Alemanha seja um Estado laico, os cidadãos religiosos contribuem para as igrejas por intermédio de um imposto anual, que varia de 8 a 9% da renda.

Para deixar de pagar esse imposto, os alemães têm de se desligarem formalmente da religião.

Do total dos católicos, apenas 9,1% compareceram às missas, contra 9,3% de 2018. A frequências às igrejas nunca esteve tão baixa como agora.

Registrou-se queda nos casamentos, comunhões, crismas e funerais.

Em 2019, houve o ingresso e/ou readmissão de apenas 5.339 pessoas na Igreja Católica, com queda de 15% em relação ao ano anterior.


Igreja Católica do Brasil tem menos pedófilos do que outras?

Igreja Católica alemã perde fiéis, mas continua bilionária

Apoio da Igreja Católica a Hitler foi vergonhoso, admitem bispos da Alemanha

Número de católicos e protestantes da Alemanha cairá pela metade até 2060

Não é cobrança de taxa, mas a moral católica que afasta alemães da Igreja




Comentários

Emerson Santos disse…
Como diria o verdão ... UNBEDEUTENDER GOTT !!!

Posts + acessados hoje

Derrota de Crivella abala projeto de poder de Bolsonaro e o de Edir Macedo

Bolsonaro impõe sigilo em telegramas de interferência em crise da Universal em Angola

'Penha me transformou em monstro', afirma ex-marido