Pular para o conteúdo principal

Negacionistas: Caio Coppolla revela que teve Covid e Sikêra Júnior reduz sua doença a uma gripezinha

Crítico ácido do isolamento social, o comentarista da CNN Brasil Caio Coppolla, 29 anos, revelou ter testado positivo para o novo coronavírus. O também jornalista Sikêra Júnior  (José Siqueira Barros Junior, 52 anos, apresentador da TV A Crítica, de Manaus e da RedeTV!  de programas do gênero mondo cane,  jurava que estava "só com uma gripe". Apoiador da família Bolsonaro, Sikêra também abriu fogo contra o isolamento social. Vinte dias depois, recuou. Nesta quarta-feira, assumiu.

BACHAREL EM DIREITO, CAIO 
COPPOLLA INFORMOU TESTAR POSITIVO 
PARA COVID-19. SIKÊRA JÚNIOR DIZ 
ESTAR SÓ COM UMA GRIPEZINHA

A revelação de Caio Coppola foi feita na noite da terça-feira (28 de abril de 2020) ao vivo no programa O Grande Debate. Ele explicou que agora é  considerado um paciente recuperado. De fato, em março Coppolla  se afastou da emissora quando teve sintomas correspondentes aos da  Covid-19. A confirmação, no entanto, ocorreu  só com o teste.

No dia 12 de abril de 2020, houve um mal estar no programa O Grande Debate. Coppolla defendia a mesma opinião de Jair Bolsonaro. Para Coppolla, devia-se dar o fim ao "isolamento horizontal" em prol do “isolamento vertical”, isto é, apenas das pessoas que são consideradas do grupo de risco.

"Isolamento horizontal" foi expressão cunhada pelo primeiro-ministro do Reino Unido,  Boris Johnson,  que acabou testando  positivo foi  internado. Contudo, o procedimento não tem respaldo dos cientistas e nem apoio da Organização Mundial de Saúde (OMS). Agora, Johnson pede aos britânicos que fiquem em casa.


Só uma gripe 

Já Sikêra Júnior fez, no dia 1º de abril um violento ataque contra o isolamento, e teve sua página do facebook retirada do ar pela empresa que adotou a política de não contrariar as orientações da OMS para reduzir a crise de saúde mundial e devido à pandemia.

Dia 25, ele mudou a narrativa. “Estou me recuperando. É gripe. E agora toda gripe é suspeita. E como sou do grupo de risco, aí fica todo mundo cismado. É aquela coisa de tensão. É o momento", justificou.

O apresentador contou que fez dois exames. O primeiro deu negativo, segundo contou. Sua assessoria de Imprensa e a filha negaram que ele esteja com Covid-19. Ele não publica nada no Twitter desde o dia 24 de abril. 

Somente nesta  quinta-feira (29 de abril)  confessou que testara positivo para Covid-19. Em entrevista ao programa dele mesmo, desmentiu os boatos de que estava em estado grave.

“É uma surpresa, né? A gente acha que só pega fogo na casa do vizinho. E a vida me deu essa lição. A gente não acredita enquanto não acontece com a gente, né? Enquanto acontece com o nosso vizinho, normal. Mas quando acontece conosco, a história é outra. E é isso", narrou.

Com Congresso em Foco, Gazeta Web, redes sociais e outras fontes de informação 



Comentários