Vídeo: prefeito que disse que cura da Covid-19 virá da igreja é internado

O prefeito Washington Reis, de Duque de Caxias (RJ), foi internado na madrugada do dia 11 com sintomas de coronavírus, principalmente dificuldade de respiração.

Ele já tinha feito exame para detectar a Covid-19 e deu negativo e agora fará uma contraprova para confirmar ou não o resultado.

Embora a cidade se destaque entre as que mais estão sendo afetadas pelo novo coronavírus na Baixada Fluminense, o prefeito Reis disse que não ia fechar as igrejas evangélicas porque a “cura vem de Deus”.


Em um vídeo que circula nas redes sociais (ver abaixo), ao lado de Leide, Secretária de Desenvolvimento Econômico e vereadora licenciada ligada à Universal, Reis afirmou que ia determinar o fechamento dos templos, diferentemente, portanto, da decisão de outros prefeitos. 

"Nossa orientação desde a primeira hora é manter as igrejas abertas porque a cura virá de lá, dos pés do senhor", disse.

"Vamos orar para que Duque de Caxias tenha a proteção de Deus.”

Nas redes sociais, o prefeito está sendo criticado com o argumento de que ele deveria se internar em um templo da Universal, e não em um dos melhores hospitais, o Pró-Cardíaco, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro, deixando de ocupar um leito de quem acredita na ciência. 



Com informação da Agência Brasil e de outras fontes.






Coronavírus faz igreja dos EUA de cura pela fé a cancelar visitas a hospitais

Justiça manda Santuário de Aparecida cancelar eventos por causa do Covid-19

Coronavírus faz Centro Adventista cancelar palestra com criacionista

Pastor americano diz que Deus enviou o coronavírus para 'eliminar' pecadores





Comentários

Postagens mais visitadas

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Artista gospel se recusa a cantar em casamento de amigo gay

Veja os 10 trechos mais cruéis da Bíblia

Trechos bíblicos cuja existência crente finge não saber

Carl Sagan escreve sobre um 'pálido ponto azul' nos cosmos, a Terra

Igreja de 221 anos fecha nos EUA por falta de fiéis; avanço da secularização