Pular para o conteúdo principal

Pastores canalhas sabem bem como funciona a mente humana

Luís Carlos Balreira / Opinião     Os cientistas estudaram um grupo de orangotangos e observaram que o crescimento de enormes bochechas (abas ou aletas) do macho alfa não permite que nenhum outro macho do grupo as desenvolva. Quando o macho alfa morre outro orangotango do grupo e tão-somente um deles desenvolve imediatamente enormes bochechas. Isto significa que o organismo desses animais responde e modo naturalmente miraculoso aos estímulos sociais e ambientais.

Isto prova que as “curas milagrosas” existentes em todas as religiões nada têm a ver com Jeová, Jesus Cristo, Espírito Santo, ou quaisquer outros deuses, e sim dos estímulos impactantes, com hipnose, com estado alterado da consciência, provocado, especificamente sugestionados.

Isto acontece tanto para o bem quanto para o mal. Ou seja, provoca e cura ou a doença.

Os pastores canalhas sabem bem como funciona a mente humana, por isso o pastor R.R. Soares ameaçou retirar as curas milagrosas daqueles que não quisessem dar seu testemunho em público.

Existe outro facínora milionário investidor da indústria da fé que é formado em psicologia. “Em verdade vos digo” que atém mesmo as descrentes e hereges lagartixas promovem seus próprios milagres.


A lagartixa solta sua cauda por causa do predador que corre atrás dela. Todavia, em poucas horas nascerá outra em seu lugar. A mulher estéril desiludida da religião e da Ciência, quer muito ter um filho, por isso milagrosamente desenvolve uma enorme barriga sem conteúdo algum (gravides psicológica). A raposa do ártico em poucas horas desenvolver uma pelagem do preto para o branco alvíssimo, dez vezes mais protetora do frio. O urso que dorme 6 meses sem se alimentar.

Enfim, a natureza possui milhares de exemplos de “curas milagrosas” provocadas pela necessidade de sobrevivência, que nada têm a ver com todos os deuses da humanidade que são muito bons quando se trata de produzir catástrofes naturais, perseguições políticas, religiosas; prisões, torturas, espadas e fogueiras.

Os papas, as igrejas evangélicas, os “Joãos de Deus” da vida, são todos ateus que envergonham os verdadeiros ateus-científicos, ateus idealistas, por isso esses ateus canalhas que passaram para o lado dos inimigos fazem tantas canalhices todos os dias, sem medo algum das palavras que eles mesmo comem da Bíblia, e ordenam que seus clientes engulam goela abaixo.

Esses ateus canalhas sabem que os deuses jamais existiram a não ser na cabeça dos ignorantes e analfabetos, e tiram vantagem disso. Esses ateus vagabundos que querem enriquecer sem trabalhar.

Por outro lado, nós ateus verdadeiros compreendemos que os governantes, autoridades e administradores brasileiros corruptos geram desemprego, sistema de saúde de péssima qualidade, faculdades de medicina que formam péssimos médicos, charlatães e picaretas, cidade sem esgotos transmissoras de doenças, sistema judiciário de última zurrapa, etc.

Todavia, nós ateus do bem deixamos, ao mesmo tempo, de perdoar esses ateus proprietários de religião, porque todos os ateus devem se unir com os cientistas e destruir todo o mal da sociedade, todas as mentiras que destroem corações, mentes, sociedade, povos e nações.

Por isso, o povo brasileiro adoece. No Brasil temos 45 milhões de brasileiros do bem com necessidades especiais esperando pelos milagres evangélicos.

Onde estão os milagres de Jeová, de Jesus Cristo e do Espírito Santo? Por que não fazer o milagre do desaparecimento do coronavírus?

Até mesmo os orangotangos sabem que esses evangélicos de meia pataca são todos picaretas.

Luís Carlos Balreira é presidente mundial da Legião Científica Brasileira.



Jornal critica intolerância evangélica contra umbanda

Evangélicos de escola de música de universidade do Rio se recusam a cantar Villa-Lobos

'Bandidos de Jesus' destroem terreiro de candomblé na Baixada Fluminense

Diarista espírita foi demitida por evangélica por causa de religião




Comentários

27.03.2020
PAPA FRANCISCO E BISPO MACEDO, DOIS VIGARISTAS QUE NÃO DESISTEM NUNCA DE EMPOLGAR OS IMBECIS E IMPRESSIONAR OS ANALFABETOS FUNCIONAIS. Qualquer criança inteligente sabe que não houve uma praga, uma enchente ou dilúvio, um incêndio de grandes proporções, em toda na história da humanidade, que tenham sido detidos com máscaras narigudas, cruzes ou crucifixos milagrosos, arcas da aliança, jejuns, orações, danças, sacrifícios humanos, etc., ou então catástrofes ou pestes que tenham sido provocadas por castigo divino, cometas, etc. Papa Francisco, seu vigarista, continue tentando acabar com o coronavirus, com seu “crucifixo milagroso” fake, fajuto. O cristianismo passou 2000 anos vendendo cadeirinhas no paraíso e relíquias santas ou milagrosas para os trouxas. Você é tão farsante e mentiroso quanto o Bispo Macedo e todos os demais proprietários de igrejas evangélicas brasileiras. Algum dia as pestes vão embora, todavia, vou lhe informar: Uma praga ou peste só acaba de matar quando as pessoas se afastam dela, ou seja, após ela dizimar todos que dela se aproximaram. A peste negra só foi vencida pela ciência, pelos antibióticos. Vocês, cristãos ignorantes, passaram 2000 anos sem saber a origem ou etiologias das epidemias e pandemias, sendo que não eram “miasmas”, como vocês, cristãos ignorantes acreditavam que fossem, ou seja, “conjunto de odores fétidos que viajavam no ar” ou castigo divino. Além disso, vocês, cristãos organizados em castas exploradoras da humanidade, são assassinos, viviam, em 1522 – ano do suposto milagre do “Crucifixo Milagroso de São Marcelo” – ocupados com uma das maiores carnificinas e genocídios de todos os tempos, digo, a guerra sanguinária entre católicos e protestantes/evangélicos. Qual deus ou santo com vergonha na cara faria algum milagre para poupar a vida de tão sanguinários viventes? Francisco e Bispo Macedo, vocês são os maiores vigaristas, caras de pau, de todos os tempos. Vocês esquecem que agora a Ciência providenciou fotografias, internet, vídeos, celulares, imprensa, televisão, satélites, estatísticas, gráficos com curvas de ascensão, pico e declínio de infectados, curados, mortos, etc. Agora vocês só enganam analfabetos e otários que gostam de ser enganados. Eu prefiro acreditar na dança da chuva dos pajés, porque a história e a Ciência, já provaram e comprovaram todas guerras, chacinas, carnificinas, morticínios, canalhices, farsas e canalhices, provocados por cristãos nesses 2000 anos dessa maldita e demoníaca organização criminosa. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.
31.03.2020
COVID-19: “ZEZUS QUISTO”, “O MÉDICO DOS MÉDICOS” JÁ CHEGOU? ONDE ESTÁ O “PAPAI DO CHÉU”? O “ESPRITO SHANTO” VAI CONTINUAR INVISÍVEL? (PARTE I). Expliquem agora a suas crianças, fanáticos, o porquê de mamãe ter morrido de covid-19, onde está papai, vovô, titia? Por que ele está se escondendo, sem poder sair de casa? Por que não está indo à escolinha? Tudo vai passar? Nada disso, tudo vai continuar do mesmo jeito, as mesmas crendices e superstições, a mesma ignorância, os mesmos meios de comunicação de massa escondendo tudo das crianças, fanatizando os adultos, colocando trilhões de dólares nas mãos dos vigaristas proprietários de igrejas, enquanto aos cientistas faltam até migalhas, trocados, mixarias, para continuar e terminar pesquisas importantes. Em Ciência, uma pequena descoberta junta-se a outra e a outra e vai conduzindo a mudanças formidáveis para a humanidade. Os cientistas já provaram que têm inteligência e capacidade para acabar com todas as pestes e doenças. Para que construir igrejas faraônicas de bilhões de reais? Cristo não nasceu na manjedoura? Vocês, cristãos, são hipócritas, insensatos, mentirosos, falsos, destruidoras da humanidade. A perseguição dos cristãos à Ciência começou no cristianismo primitivo e nunca mais parou. Por pura sorte, o coronavírus é quase que uma “gripezinha” perto de uma bactéria furiosa como a da peste negra que matou 200 milhões de pessoas. Hoje, com as megacidades, seriam 4 bilhões de mortos. A podridão cadavérica de humanos se espalharia por todo o planeta. Vocês passariam a ver mortos-vivos e Frankensteins ao vivo e a cores. Graças aos antibióticos da Ciência atualmente morrem somente 2 mil pessoas por ano por causa da bactéria da peste negra. Mas, a peste negra pode voltar a qualquer momento como mutante, a bactéria ainda está encubada, ela ainda vive em ratazanas. Os cientistas precisam de verbas, muitas verbas, e os cientistas não são ladrões e canalhas como os políticos e os fanáticos proprietários de igrejas. Precisamos escolher os melhores estudantes do Brasil, desde o Ensino Fundamental e prepará-los, com todas as condições possíveis e tranquilidade para eles e seus familiares, numa cidadela científica, para torná-los grandes cientistas. A Ciência já está muito obsoleta e atrasada para uma grande revolução científica. Precisamos destruir o fanatismo cristão no Brasil, não pelo método sanguinário da Santa Inquisição da Santa Madre Igreja e dos protestantes queimadores de “bruxas” e de seres humanos “endemoniados”. Mas sim com educação de qualidade, planejamento familiar, verbas para pesquisas científicas prioritárias para a saúde, bem-estar, qualidade de vida, para todos os seres humanos. Isto não é utopia. Para dar respostas a milhares de doenças e síndromes, ainda hoje sem etiologia nem cura, a Ciência precisa mergulhar profundamente no corpo humano, no âmbito dos átomos, das moléculas, conhecer as organelas celulares na palma da mão, as profundezas do RNA, DNA. Temos que conhecer cada átomo ou impureza dentro da adenina, timina, guanina, uracila, etc. A célula humana ou animal é como uma cidade, como Nova Iorque, por exemplo; precisamos conhecer cada rua, cada beco, cada praça, cada ponte, cada riacho; somente assim poderemos acabar com todas as doenças existentes. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

Posts + acessados nos 30 dias mais recentes

Morre de Covid-19 pastor bolsonarista que defendia uso da cloroquina

Angolanos expulsam os pastores brasileiros de 30 templos da Universal

Edir Macedo amaldiçoa angolanos que expulsaram pastores brasileiros de templos