Pular para o conteúdo principal

Lei anti-ciência de Ohio permite que alunos deem resposta com base na religião

Se for aprovada pelo
 Senado Estadual, os dogmas
 religiosos vão aniquilar o ensino
da ciência nas escolas

A Câmara dos Deputados do Estado de Ohio (EUA) aprovou uma lei que permite que os alunos respondam nas provas questões com base na sua religião, mesmo que cientificamente eles estejam errados.

A chamada "Lei das Liberdades Religiosas dos Estudantes" foi aprovada no dia 13 de novembro de 2019 por 61 votos contra três, com o apoio de todos os deputados republicados.

Agora a lei será submetida ao Senado Estadual, onde os republicanos são maioria.

Se a lei for aprovada, um aluno poderá responder, por exemplo, que a Terra tem 6 mil anos, de acordo com a Bíblia, e não 4,5 bilhões de anos, de acordo com estudos de cientistas baseados na crosta terrestre.

Os trabalhos escolares também poderão ser feitos de acordo com os dogmas religiosos.

A lei determina explicitamente que as escolas não podem penalizar estudantes que nos exames deem resposta coerente com sua crença religiosa, mesmo que contrariem os ensinamentos da comunidade científica.

Também autoriza os estudantes a usarem as instalações escolares para encontros religiosos e remove a proibição de que nos intervalos das aulas haja proselitismo religiosos.

Em outras palavras, a lei, se sua aprovação for confirmada, transforma as escolas de Ohio em templos religiosos e aniquila o ensino da ciência, mesmo tendo de admitir o que resultado de dois mais dois continua sendo quatro.


Com informação do texto da lei e de outras fontes.



Deus e governo são mistura perigosa, alerta outdoor de humanistas do Tennessee

Maioria dos americanos não quer envolvimento da religião com política

Governador do Alabama diz que seus 'irmãos' são apenas os cristãos

Corte Suprema recusa pedido para a retirada de Deus do dólar



Comentários

Anônimo disse…
Isso, “Sertinho”. Vão dar respostas religiosas para questões de ciências. Vão aprender tudo errado e depois vão para o mercado de trabalho... sabe quando um laboratório químico (por exemplo) vai contratar alguém que contesta a ciência? Um hospital vai contratar um médico que receita rezar ao invés de medicar... Ou mesmo antes disso, fazer o vestibular dando respostas religiosas... nunca passarão...

Se bem que isso pode ser bom... vendo por outro lado, não teremos mais “profissionais religiosos” por aí.
AspenBH disse…
Famoso tiro no pé: quando essas crianças chegarem ao mercado de trabalho, serão motivo de chacota; quando competirem com a ciência e tecnlogia produzidas na China, Europa etc novamente serão motivo de chacota. 😁
Anônimo disse…
Pronto, ninguém mais vai reprovar nas provas, pq o que não falta é loucos inventando loucuras todos os dias. E tem que respeitar as loucuras alheias.
Anônimo disse…
Paulo Lopes uma sugestão de matéria: https://www.bandab.com.br/cidades/mulher-acende-vela-para-oracao-e-perde-tudo-em-incendio-na-rmc/
Se a nossa bancada evangélica ler essa reportagem, estamos fudidos. Sou professor e, há algum tempo, tive um "problema" com uma aluna TJ que, numa pergunta sobre as possíveis transfusões sanguíneas que um acidentado com o sangue tipo O poderia receber, respondeu que nenhuma, pois nenhuma era permitida por deus, e citou até o versículo dos Levíticos que vetam tal prática. Dei errado na resposta e pai e mãe foram lá reclamar. Como sou professor de escola pública, não "virou nada", só a chateação. Mas e se eu lecionasse em uma escola particular onde o freguês sempre tem razão?
https://amarretadoazarao.blogspot.com/2019/11/a-biblia-e-nova-enciclopedia-barsa.html
21.11.2019
A BESTIALIDADE DE JEOVÁ, DE JESUS CRISTO E DO ESPÍRITO SANTO. Toda a bestialidade, hipocrisia, desfaçatez, falsidade, dissimulação e maquiavelismo da humanidade têm origem na religião, com seus sacrifícios humanos e animalescos, na antropofagia sagrada, em seus rituais imbecis e inócuos, como a dança da chuva, ritos de passagens, leitura de acontecimentos futuros, vida após a morte, etc. O Abrão da Bíblia, foi o maior macumbeiro promotor de sacrifícios bestiais de todos os tempos! O Deus judaico-cristão, o bestial Jeová, supostamente onisciente, onipresente e onipotente, precisaria ser muito imbecil para criar uma humanidade previsivelmente infectada com o vírus satanás, e, ao mesmo tempo, ordenar a todos o “Crescei e multiplicai-vos”. Que espécie de imbecil seria esse Deus criador de tudo e de todos que não tinha capacidade de prever no que se tornaria sua criação? Criar a humanidade seria o mesmo que fabricar um carro com defeitos terríveis e ordenar sua fabricação em escala. Quanto à vida após a morte e a reencarnação, só vou esclarecer mais uma vez aos imbecis: Uma serpente mamba negra ou um ser humano obedecem a uma linhagem cromossômica obediente a um determinismo implacável, mutável a longuíssimo prazo e dependente do meio ambiente. Temos espécies animais hoje que sofreram alteração mínimas em milhões de anos. Jamais, em hipótese alguma, haverá troca-troca de papéis por “vida após a morte” ou através de “reencarnação”. Isto é cretinice, imbecilidade da pior espécie. Para um ser humano negro que deixasse a África e fosse viver numa terra gelada, seria necessário no mínimo 20 mil anos para que ele se tornasse branco de olhos azuis ou verdes. Somente a Ciência e suas tecnologias concedem livre-arbítrio positivo insofismável. Aqueles dissidentes antigos das selvas que se separaram da tribo mãe por livre e espontânea vontade e buscaram outros lugares para viver demonstraram um livre-arbítrio relativo, dependente da sorte, sem saber o que iriam encontrar pela frente. Poderia ser bom por algum tempo, porém a guerra, vitória ou derrota, viria mais cedo ou mais tarde. Somente, a Ciência pode ser determinante positiva com certeza absoluta. Esta é a conquista que todo o ser humano deve almejar e conquistar, ou seja, o livre-arbítrio pelo método científico. Para isso, é necessário que todos abandonem todas as religiões, todos os deuses, e passem a acreditar no verdadeiro amor e na verdadeira justiça da Deusa Ciência e de sua filha, a Deusa tecnologia. Somente essas deusas podem acabar com todos os males e sofrimentos da humanidade. Os cientistas são os profetas amados dessas duas divindades maiores dos seres humanos. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.
22.11.2019
JEOVÁ, JESUS CRISTO, ESPÍRITO SANTO: OS DEUSES DA CARNIFICINA. FERNANDO E ISABEL. PAPA ALEXANDRE VI OU RODRIGO BORGIA. LULA E DILMA. CLÃ BOLSONARO. (PARTE I). A vibrante, constante e infinita transformação de pobre em rico pelas revoluções industriais, pelo capitalismo, pelo liberalismo, e, mais recentemente pelo neoliberalismo (liberalismo, comunismo, cristianismo, capitalismo selvagem), é algo que não pode ser contestado nem mesmo pelo mais canalha comunista ou pelo mais vil fanático religioso cristão. Assim como a mitologia cristã bíblica afirma que Jesus transformou água em vinho, a capitalismo liberal tem transformado indivíduos, famílias e nações miseráveis ou pobres em cidadãos de classes médias e ricas. Isto vem acontecendo em gigantescas escalas, progressões geométricas, ritmo alucinante, desde a Primeira Revolução Industrial há 270 anos. Mas a maldita pobreza nasce, cresce e se multiplica como verdadeira praga de insetos, gafanhotos devoradores de plantações. Os cientistas e as indústrias não têm tempo de aperfeiçoar nada ou produzir coisas alguma rápido o suficiente para acabar com a pobreza e miséria, que trazem consigo tantas revoluções sanguinolentas, tanta criminalidade, tanta corrupção, e tanta impunidade. Quando o liberalismo democrático transforma um miserável em rico e tampo suficiente para nascer 100 mil miseráveis. E não é que os bens de consumo sejam fabricados vagarosamente, não, claro que não. As indústrias, as escolas, os produtos alimentícios, e todos os demais bens de consumo estão sendo produzindo à velocidade da luz; é que os miseráveis são mais rápidos na multiplicação dos nascimentos. Crianças nascem aos borbotões em favelas, cortiços, lixões a céu aberto, embaixo de pontes e viadutos, etc. Há muito tempo os veículos, as máquinas, as aeronaves já deveriam ser transportes superseguros, com acidente zero, ou seja, acidentes deveriam ser coisas do passado distante. Mas a explosão populacional entre pobres e miseráveis exigem velocidade extrema em tudo. As indústrias precisam trabalhar a todo o vapor fabricando produtos baratos, perigosos, de baixíssima qualidade para satisfazer o poder aquisitivo dos crescentes mercados. Tudo deve ser produzido às pressas. O airbag, que salva inúmeras vidas, por exemplo, foi inventado em 1952, mas utilizado em automóveis, em grande escala, somente em anos mais recentes. A própria Bíblia exige que os pobres “cresçam e se multipliquem”. Até hoje o cristianismo é inimigo mortal do planejamento familiar. Com o controle da TV na mão eu costumo, tal qual um radar, buscar todos os tipos de “atrações”, nas dezenas de canais no Brasil e no exterior. Enquanto eu estava clicando, parei alguns segundo num canal da Igreja Universal para ouvir o pastor. Dizia ele, mais ou menos assim: “Nesse Brasil conturbado, violento, cheio de problemas, as pessoas só podem encontrar a paz em Deus, blá, blá, blá, (...). Como todos conhecem essa velha baboseira que funciona como uma lavagem cerebral brutal e violentíssima, eu pensei comigo mesmo? “Como é possível que alguém com um mínimo de neurônios que tenha, venha a cair numa conversa cretina dessas. A Igreja Universal e as outras igrejas evangélicas já estão infestando o Estado e a República das Diretas-Já há 36 anos. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

05.12.2019
BRASIL DAS FERAS CRISTÃS DOMINANTES E DAS PRESAS CRISTÃS SILENCIOSAS E INOCENTES. O Brasil é um gigantesco frigorífico produtor de carne fresca de ovelhas cristãs incautas, silenciosas, inocentes. Sem dúvida, “nosso” país é um fabuloso abatedouro administrado por lobisomens, lobos em pele de cordeiro, cães selvagens católicos e hienas evangélicas. (L. C. BALREIRA).

Se não fosse os cientistas, 70% dos fanáticos cristãos norte-americanos estariam vivendo na Idade das Cavernas tentando dominar o fogo! (L.C. BALREIRA).

12.02.2020
“GRAÇAS A DEUS”, VERDADEIRO “ABRE-TE SÉSAMO” PARA O TRIUNFO E RIQUEZA DOS CORRUPTOS, CRÁPULAS E CANALHAS DA POLÍTICA, DA RELIGIÃO, E DAS MÍDIAS TRADICIONAIS DO BRASIL. O COMENTÁRIO DANTESCO DA APRESENTADORA DO PRIMEIRO IMPACTO DO SBT. MÁRCIA DANTAS, BONITINHA, MAS ORDINÁRIA! (PARTE I). Já não basta destruição do Brasil, causada pelos evangélicos eleitos nas urnas nesses 40 anos de caos e de vergonha. No Congresso Nacional existem 200 advogados do diabo e 200 evangélicos satânicos. Quando os militares deixaram o poder, cerca de 40 anos atrás, começou uma corrida do tipo “Deu a Louca no Mundo” (1963) em direção aos altos salários, formidáveis mordomias, e magníficos assaltos aos cofres públicos. Nesses 40 anos, dezenas e dezenas de milhares de candidatos evangélicos foram eleitos. O Brasil tornou-se uma teocracia infernal, de fato, e, criminosamente de direito. Tudo que esses presidentes, governadores, deputados, vereadores, etc., precisavam para se elegerem era falar em Deus e Jesus Cristo com a frequência de um verdadeiro crente temente a Deus. Em suma, os crentes e os advogados do diabo, principalmente, se apropriaram do Brasil e foi uma completa destruição, doce e perfeito inferno para fanáticos, corruptos, criminosos. Não faltaram catástrofes, desmoronamentos, dilúvios, rios de sangue das mineradoras, incêndios de prédios e florestas, ou seja, uma quantidade de tragédias que jamais foram vistas antes, com tanta frequência e amplitude. Quanto mais tragédias mais “Toma-lhe Deus e Jesus Cristo no rabo do artista brasileiro do povo. Anarquia, crises socioeconômicas, corrupção, criminalidade, impunidade. Apresentadores de TV, de programas sanguinário com matéria-prima super abundante, tais como furtos, roubos, estupros, assassinatos, assaltos, etc. Ou seja, os proprietários de canais de TV ganharam rios de dinheiro com rios de sangue, haja vista que o ouro está ali, os crimes que contribuíram para tornam a vida dos cidadãos de bem um inferno, de 40 anos já, estavam e continuam bem ali, na porta das programas policiais, ruas, nas residências, nas favelas, nos assaltos a banco, nos feminicídios, nas balas perdidas, etc. Os apresentadores de programas sanguinolentos de TV tornaram-se milionários. Apesar das mortes e carnificinas eles sempre esperam uma brechinha, alguém que escapa com vida para pronunciarem o termo mágico que faz milagres, de fato, para a fortuna dos candidatos, apresentadores, formadores de opinião, etc., ou seja, é um verdadeiro “Abre-te Sésamo” dos crápulas, canalhas e facínoras dos meios de comunicação, da política e da religião; verdadeiros aproveitadores – asquerosos, sujos, imundos, demoníacos – da ignorância e das crendices do povo brasileiro, analfabeto e analfabeto funcional: “Graças a Deus”, palavras mágicas para que os canalhas triunfarem e o povo sofra no Brasil. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

12.02.2020
“GRAÇAS A DEUS”, VERDADEIRO “ABRE-TE SÉSAMO” PARA O TRIUNFO E RIQUEZA DOS CORRUPTOS, CRÁPULAS E CANALHAS DA POLÍTICA, DA RELIGIÃO, E DAS MÍDIAS TRADICIONAIS DO BRASIL. O COMENTÁRIO DANTESCO DA APRESENTADORA DO PRIMEIRO IMPACTO DO SBT. MÁRCIA DANTAS, BONITINHA, MAS ORDINÁRIA! (PARTE II-FINAL). A mais recente e monstruosa dessas criaturas se apresenta disfarçada de anjo, verdadeiro lobo em pele de cordeiro. Rosto de anjo, mas coração de vampira; como todo o sociopata. Sem dúvida, mais uma candidata a milionária da TV, já que nosso povo do bem não vai acordar tão cedo em seu berço “esplêndido”. Um povo cristão do bem, em sua maioria, mas, infelizmente, incauto, ingênuo; de boa vontade e índole em demasia, a ponto de não mais saber relacionar causa e efeito, tornando do Brasil, através do seu voto nas urnas fakes, um verdadeiro paraíso para criminosos eleitos, facínoras engravatados. Márcia Dantas, continue falando absurdos, asneiras, cretinices e aberrações, dizendo que Deus protege as criancinhas. Você sabe, Márcia Dandesca – esperta formadora e reforçadora de opinião – que “a mão que embala o berço” de milhões de bebês, crianças no mundo – vítimas de acidentes de trânsito ou domésticos, estupros, guerras, balas perdidas (que no Brasil matam até fetos dentro do útero das mulheres), etc., morrem despedaçadas. Que Deus seletivo é este que você tanto fala? Márcia, você é bonitinha, mas muito ordinária! Eu nunca tinha visto uma formadora de opinião da imprensa televisiva tão bonitinha e tão descarada! LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

13.03.2020
CORONAVIRUS: A IMPORTÂNCIA DAS “CRIATURINHAS INVISÍVEIS DO PAI CELESTIAL” E A INGENUIDADE PROTESTANTE/EVANGÉLICA DO POVO AMERICANO COMUM. Na narrativa do cinema “Guerra dos Mundos”, os micróbios vencem os poderosos alienígenas que invadiram a Terra. Um padre, personagem da estória, se orgulha da façanha microbiana e afirma: “os micróbios também são criaturinhas de Deus”. Não obstante, temos aí mais um paradoxo entre as coisas divinas do criacionismo e as coisas da vida real, haja vista que a sobrevivência da humanidade ou sustentabilidade do DNA dos seres humanos, “filhos prediletos do Pai Celeste”, depende do equilíbrio e da estabilidade funcional não mutatória dos micróbios, seres tão desprezíveis pelo criador que são até mesmo invisíveis a olho nu. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DO TEMPLO DOS PROFETAS CIENTISTAS.

15.03.2020
POR QUE TODOS OS TIPOS DE CÂNCER AINDA NÃO SÃO PREVENÍVEIS? POR QUE NEM MESMO AS TERAPIAS DE ENGENHARIA GENÉTICA E NANOTECNOLOGIA FARMACÊUTICA OU MEDICINAL NÃO PODERÃO GARANTIR CURA DEFINITIVA PARA TODOS OS TIPOS DE SÍNDROMES GENÉTICAS OU CONGÊNITAS? (PARTE II). Daqui para a frente, desta minha teoria, adentraremos nas variáveis intrínsecas e extrínsecas ou endógenas e exógenas dos porquês de tantos tipos de câncer e também das razões das dificuldades de preveni-los e curá-los de modo fácil e estratégico. Assim como existem ratazanas no Estados Unidos da América, entocadas, com a bactérias da peste negra encubadas, existem dezenas de milhões de seres humanos com doenças ou síndromes raras encubadas em seu DNA. São mutações de dezenas de milhares de anos que se acumulam não somente de forma ativa ou passiva, recessiva ou dominante, esperando uma fraqueza do organismo do companheiro ou companheira para se manifestar, mas também na forma hereditária de fraqueza ou resistência contra determinadas doenças, ou seja, imunidade. Felizmente, 90% dos seres humanos, por exemplo, têm resistência contra a lepra. Se não fossem tais defesas, também hereditárias, contra a bactéria mycobacyrtium leprae estaríamos todos nas mãos dos políticos, ou seja, toda a humanidade estaria com lepra. Os políticos brasileiros mancomunados com a grande mídia drogada e prostituída, encontraram um nome bonito para a lepra, ou seja, “mal de Hansen” para que o problema fosse resolvido, tanto para o saneamento básico quanto para a doença. Os povos da floresta exterminaram todas essas doenças hereditárias e ou congênitas, que foram aparecendo, com o infanticídio, cortando assim o mal pela raiz, já que jamais tiveram ciência e tecnologias para lidar com males hereditários. Seu método de tratar esse tipo de mal parece muito cruel, todavia a vida nômade desses povos não permitiria cadeiras de roda ou muletas no ambiente que viviam e no modo de vida que levavam. Dessa forma, a imunidade é transmitida geneticamente após muitas gerações sendo atacadas por uma determinada peste. Os índios brasileiros foram quase que exterminados por epidemias como varíola, tifo, sarampo, gripe, peste bubônica, papeira, febre amarela, tuberculose, coqueluche, sífilis. Os negros não eram tão vulneráveis quantos os índios para determinadas doenças trazidas pelos europeus porque a África tinha mais intimidade migratória com os europeus, ou seja, o contacto e a interação ente negros e brancos já acontecia milhares de anos antes do que com os ameríndios americanos. Portanto, as defesas hereditárias contra uma certa doença são forjadas na mortandade, nos sacrifícios e na dor das gerações anteriores. Os europeus viviam em grandes cidades, com intenso contacto entre as pessoas e com muita imundície, de forma semelhante à nossa cidadela celular hipotética, aventada no presente comentário-tese. No próximo item (PARTE III), veremos o que seria necessário para que pudéssemos eliminar todas as doenças da humanidade, fazendo um paralelo hipotético entre a célula e uma cidadela humana, super científica e tecnológica do século XXI. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.
29.03.2020
COVID-19. POBRES TERRÁQUEOS HUMANOS IMBECIS, SE RECUSARAM A PERTENCER AO REINO ANIMAL, MAS NÃO CONSEGUEM SER UMA COISA NEM OUTRA. QUEM QUISER VER O FUTURO DA HUMANIDADE, SEM CIÊNCIA, QUE AMPLIE O COVID-19 E SUBSTITUA SEUS PEDÚNCULOS POR CRUZES CRISTÃS DE CEMITÉRIO. (PARTE I). Os átomos formaram moléculas, as quais, por sua vez, formaram organelas, células, órgãos, tecidos, organismo, seres animados, numa tentativa de saberem o que são, onde estavam, para onde iriam. Todavia, se deram conta de que o cérebro dos animais comuns não lhes daria as respostas ambicionadas. Então, aconteceu uma oportunidade para a espécie que viria a evoluir até se autodenominar “Homo sapiens sapiens”, que acabou gerando a espécie mais imbecil e mais difundida no planeta, dentre todas as demais, ou seja, o Homo religiosus. Quando os malditos cristãos chegam às Américas, os povos que lá viviam eram saudáveis a um custo muito alto, o infanticídio de crianças com defeitos genéticos ou hereditários de nascença, principalmente. Com isso, tornaram-se uma espécie pura, bonita, forte, saudável. Mas, tudo isso, acabou com a chegada dos malditos cristãos, que clonaram, replicaram, no “Novo Mundo” tudo que não prestava no Velho Mundo. Os ameríndios tinham o infanticídio, os “civilizados” fanáticos religiosos tinham a Ciência, o método científico, os cientistas, mas continuaram a desprezar e hostilizar a razão, a lógica, o melhor método possível para solucionar problemas, isto é, puseram tudo a perder. Essa subespécie demoníaca, os cristãos, repudiaram os cientistas, em prol do fanatismo, do fundamentalismo, do extremismo, da superstição, da crendice, da lavagem cerebral religiosa desde a mais tenra idade dos filhos. Até hoje, no Brasil, as crianças consideram os cientistas, como “loucos”. Os cientistas, a duras penas, conseguiram provar que não há saída para a humanidade sem a Ciência. Todavia, tornamo-nos acumuladores de pragas e doenças em nosso organismo. No futuro, ninguém sobreviverá um dia sequer sem tomar as vacinas do dia. Quantas vacinas o ser humano pode suportar ninguém sabe ainda. Atualmente, temos centenas de vacinas, sendo que boa parte delas se tornam incubadas durante toda a vida, passando a se modificar para atacar novamente quando o indivíduo perde a imunidade. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.
29.03.2020
COVID-19. POBRES TERRÁQUEOS HUMANOS IMBECIS, SE RECUSARAM A PERTENCER AO REINO ANIMAL, MAS NÃO CONSEGUEM SER UMA COISA NEM OUTRA. QUEM QUISER VER O FUTURO DA HUMANIDADE, SEM CIÊNCIA, QUE AMPLIE O COVID-19 E SUBSTITUA SEUS PEDÚNCULOS POR CRUZES CRISTÃS DE CEMITÉRIO. (PARTE II-FINAL). Os idosos são os mais atacados, apesar do demagógico e fantasioso “Estatuto do Idoso”, aliás, como todos os estatutos fakes desses malditos mafiosos das Diretas-Já. Algumas, como vírus da varicela-zoster passam a atacar toda e qualquer parte do organismo, tais como órgãos sexuais, ânus (prurido anal), pele, cérebro, etc. Neste caso, o medicamento “Aciclovir” é apenas um paliativo que deve ser usado até o fim da vida dos idosos, principalmente. A vacina está em torno de 600 reais, o governo não fornece, dando preferência para medicamentos de milhares ou milhões de reais. Da mesma forma que os governos não curam mais diarreia e deixam muitas mulheres morrer no parto, todavia gastam milhões com transplantes de órgãos, por paciente. Quero dizer o seguinte: Os terráqueos estão gastando trilhões de dólares por ano em circo, esportes, turismo, jogos tecnológicos, consumo desnecessário, corrida espacial, etc., deixando os investimentos em pesquisas científicas médicas, biológicas, bioquímicas, e afins ou relacionadas, nas mãos do lucro pelo lucro, das empresas privadas. Evidente que tais empresas não vão desenvolver um produto que acabe definitivamente com uma doença enquanto o paliativo fabricado por ele estiver dando um retorno de trilhões de dólares. Os governos e os meios de comunicação de massa incentivam o fanatismo religioso cristão, que no Brasil passou a dominar o Estado e a República com o advento das Diretas-Já. Uma coisa é certa, os cientistas têm milhões de problemas e questões para solucionar. Já soube que cientistas precisaram de 50 mil reais para terminar uma pesquisa de ponta importante e não teve. Entretanto, um jogador de futebol analfabeto ganha fortunas em uma só temporada, que poderá sustentar sua prole por gerações. Cantores, desportistas outros, atores, etc. Resta saber se os descendentes de todo esse pessoal terão futuro sem uma Ciência proativa, poderosa, que não vise somente o lucro? Temos que acabar com todas as doenças. Os trilhões gastos em corridas espaciais de nada vai adiantar se espalharmos pelo universo uma raça, uma espécie de mortos-vivos ou frankensteins? Quem quiser ver o futuro do planeta Terra, sem Ciência, que amplie o coronavírus e substitua seus pedúnculos por cruzes cristãs de cemitério. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.
04.04.2020
POR QUE OS PODEROSOS DEUSES MICRÓBIOS, ONIPRESENTES E ONIPOTENTES, ESTÃO NOS CASTIGANDO COM TANTOS MEDOS, CANSAÇOS, ESGOTAMENTOS, DEPRESSÕES E ESTRESSES? POR QUE TANTAS AMEAÇAS E VIOLÊNCIAS POR PARTE DESSES SERES SEM PERNAS E SEM BRAÇOS? O QUE ESTÃO QUERENDO NOS ENSINAR ESSAS CRIATURAS ACÉFALAS E CRUÉIS? QUANTOS SACRIFÍCIOS HUMANOS TEREMOS QUE OFERECER A TAIS NANODEUSES ATÉ DEIXARMOS DE SER ESTÚPIDOS, IMBECIS E DESCEREBRADOS? Eu depreendi que esses pequenos-grandes seres impiedosas perderam a paciência com a estupidez dos governantes e administradores das grandes metrópoles, ensinando, com prejuízo da explosão demográfica deles mesmos, que para uma parcela significativa da população de uma megalópoles basta saírem às ruas 3 vezes por semana, no máximo, basta usar a Ciência, o método científico, a lógica, a razão. No momento, o Covid-19 está ensinando que é preciso o isolamento social para que possa haver tratamento para todos, assim como médicos, enfermeiros, não estressados; medicamentos, equipamentos, leitos, etc. Vejam como os micróbios sem cérebro estão ensinando as criaturas com o maior cérebro proporcional ao corpo, dentre todos os seres vivos. O Covid-19 está nos dizendo para nos organizarmos para diminuir de imediato os mortos no trânsito, nessa corrida insana atual. O Covid-19 está nos dizendo que nas grandes megalópoles é necessário planejamento familiar para que haja tempo de formar professores bem qualificados, médicos, enfermeiros, padeiros; aperfeiçoamento e criação de soluções por parte dos cientistas, etc. O Covid-19 está mostrando que já temos algumas tecnologias e metodologias para solucionar boa parte de nossos problemas urbanos. Por exemplo, o casal que quiser ter um número exagerado de filhos deve ir para o interior onde está faltando profissionais para as populações rurais, das florestas. Os motoristas de caminhão das rodovias podem dirigir menos e mais devagar, sem tomar arrebites, se as fábricas providenciarem caminhões fabricarem veículos de carga com o triplo da capacidade, ou quem sabe outra solução? Será que não vamos tirar ensinamentos desse alto preço que estamos pagando, sendo castigados pelos deuses micróbios, por nossas imbecilidades? Para que igrejas lotadas todos os dias? Quantos fieis morrem por dia no trânsito? Quantos são assaltados? Quantos saem sem um tostão furado dos templos, após deixarem lá todas as suas pequenas posses? Não temos celulares? Televisão? Computadores? Videoconferências? Até quando vamos nos comportar como bestas humanas? Como gado? Como ovelhas? Como manada? LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

14.04.2020
TUDO INDICA QUE HAVERÁ UMA ONDA DE PROSPERIDADE ECONÔMICA APÓS ESSA ONDA DE COVID-19. Uma das ondas de peste negra na Europa dizimou 1/3 da população em apenas 5 anos, com isso aconteceu um planejamento familiar forçado, pavoroso, por meio do terror biológico da natureza. Mas, depois desse controle da natalidade natural veio uma onda gigantesca de liberdades dos servos agricultores, e mais liberdade e independência, já que eles passaram a ser arrendatário das terras dos nobres, ricos e famosos. Após a Primeira Guerra Mundial, muitos países envolvidos na guerra prosperaram, até mesmo a Alemanha miserável, endividada e inflacionada pode se reerguer a ferro e fogo, impondo um controle de natalidade à base do terrorismo e da morte nas camadas mais pobres da população, holocausto e escravização de judeus matança de indivíduos com debilidade mental, principalmente alemães. A Segunda Grande Guerra Mundial, por sua vez, sofreu outro grande controle de natalidade pelo terror, e também após o término da guerra outra formidável expansão econômica, um verdadeiro boom econômico, conhecido como a Era de Ouro do capitalismo, foi um período de prosperidade econômica. A pílula anticoncepcional incrementou ainda mais a prosperidade e riqueza das nações, principalmente daqueles países nórdicos que levaram muito a sério o planejamento familiar, a educação de qualidade e pesquisa e desenvolvimento, tais como Holanda, Dinamarca, Suécia, Noruega, etc. As explosões demográficas entre as populações pobres e miseráveis dos países pobres e fanáticos religiosos agravaram cada vez mais a situação de pobreza, corrupção dos políticos, fanatismo religioso, criminalidade e impunidade de tais nações. A china realizou um controle de natalidade (planejamento familiar forçado), preparando-se para a chagada do capitalismo neoliberal atual. Tudo indica que haverá grande prosperidade após essa onda do Corona vírus ou covid-19, mesmo que, felizmente, não houve um “controle de natalidade” igual à peste negra, mesmo porque os cientistas estão criando vacinas ou medicamentos que estão barrando todas as pandemias que estão chegando. Tudo vai depender das lições aprendidas ou das lições esquecidas, como sempre. Se houver planejamento familiar, educação de qualidade cada vez maior, respeito à Ciência, e controle do fanatismo religioso cristão ou de qualquer outra religião o Brasil terá sua chance, a começar também pelo estímulo ao mercado interno. LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.
14.05.2020
QUO VADIS HOMO “SAPIENS SAPIENS”? Os milagres científicos e tecnológicos dos cientistas estão compensando e recompensando os últimos 10 mil anos de escravidão, sacrifícios humanos, doenças, pestes, pragas e pandemias dizimadoras povos e nações. A Ciência pretende continuar prosperando em tal reparação para que os humanos possam esquecer todas as atrocidades do passado, todo o sofrimento e a brutalidade desse longo período de insanidade política, militar e religiosa. A medicina cada vez mais está providenciando saúde e longevidade, seja com as máquinas, aparelhos, utensílios, instrumentos e demais tecnologias que erradicam o trabalho bestial da dezena de milênios mais recentes, seja com os novos transportes, hotéis, comodidades que proporcionam o turismo mundial, com todas as coisas e dispositivos da era das informações, das comunicações, dos conhecimentos que providenciam sustento, profissões, esportes, lazeres, divertimentos, entretenimentos. E, se não fosse a ingratidão dos preguiçosos da leitura, dos ignorantes, dos analfabetos funcionais, dos corruptos governantes e administradores, dos fanáticos religiosos, etc., que só escutam a Bíblia, a Ciência já estaria a meio caminho da Admirável Sociedade Nova, fomentando e incrementando benesses, segurança, ecologia, sustentabilidade, justiça, igualdade, liberdade, saúde plena pela engenharia genética, dignidade humana, qualidade de vida, 1 milhão de vezes mais do que já está fazendo. Ou será que os cientistas estão lutando por uma causa perdida. Será que o Homo troglodita dos séculos vindouros assim como o dos milênios anteriores continuará somente se interessando pelo controle de seu harém? Querendo de forma animalesca passar seus genes para o maior número de fêmeas possível? Por conquistar o território vizinho com mais alimentos e mais fêmeas para subjugar? Prosseguirá interessado somente no controle de do grupo, das sociedades, povos e exércitos? Em guerras de conquista? Em castigar ou matar as fêmeas infiéis ou desobedientes? Será que esse ser bestial vai continuar querendo os conselhos diários de seu feiticeiro, seu xamã, seu padre, seu pastor? Será que esse homem macaco vai continuar deixando tudo nas mãos dos deuses, do acaso, da aleatoriedade? Pois esse homem-chimpanzé todas as coisas já viu na TV a cabo e está enjoado, fatigado, a não ser pelas coisas que também interessavam aos nossos parentes primatas de 1 milhão de anos para cá. Ele não pensou ou se interessou em procurar resolver algum problema de sua comunidade, mas também acha que as florestas são lugares muito difíceis de se viver. Ele prefere deixar nas mãos e na vontade dos deuses as tempestades, doenças, dores, pestes, pragas e tragédias. Aborrecido com a repetição das coisas, o primata do século XXI tentou ler um livro, mas dormiu de cansaço mental após ler um ou dois parágrafos e preferiu se deslocar ao culto para ouvir as palavras motivadoras do seu pastor. Para onde, então, vais arrastar a humanidade novamente, homens das cavernas? LUÍS CARLOS BALREIRA. PRESIDENTE MUNDIAL DA LEGIÃO CIENTÍFICA BRASILEIRA.

Posts + acessados hoje

Igreja do 'santo' Maradona tem altar, cultos e mandamentos

Para não pagar imposto, TJs alegam que máquina de passar roupa é essencial à religião

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade