Bolsonaro diz que Estado é laico, mas ele é cristão e quer evangélico no STF

Fundamentalismo
 evangélico gostaria de
assumir o controle
do Supremo

[opinião] O presidente Jair Bolsonaro disse hoje, 31 de maio de 2019, que está na hora de o Supremo Tribunal Federal ter um ministro evangélico. 

Admitiu que o Estado é laico, mas ele é cristão.

“Não me venha a imprensa dizer que quero misturar a Justiça com a religião. Todos temos uma religião ou não temos. E respeitamos e tem que respeitar. Será que não está na hora de termos um ministro do Supremo Tribunal Federal evangélico?”.

O presidente foi aplaudido de pé por quase um minuto.

Na campanha eleitoral, Bolsonaro já tinha prometido que colocaria no Supremo "um verdadeiro cristão".

No momento, líderes evangélicos estão irritados com a decisão do STF de equiparar o crime de homofobia ao racismo, com todos os rigores da lei.

Praticamente, eles vestiram a carapuça de homofóbicos.

O sonho da direita religiosa não é ter um só ministro no Supremo, mas vários, de modo que ela  submeter os brasileiros a uma agenda retrógrada, de lesa-humanidade, proibindo qualquer tipo de aborto, entre outras coisas.

Se a sociedade — incluindo o STF, que legalizou o ensino confessional facultativo nas escolas — tivesse um pouco de zelo pelo Estado laico, talvez a democracia brasileira não estaria agora sob forte ataque dos fundamentalistas evangélicos.

Com informação do O Estado de S.Paulo e de outras fontes.




Jair Bolsonaro faz ameaça de instituir um Estado cristão

Jair Bolsonaro afirma a evangélicos que está em missão divina

Políticos adotam pregação de pastores, e Estado laico tende a desaparecer

Nenhum presidente pode impor um Estado cristão, diz vice da chapa de Bolsonaro

Bolsonaro aprova lei que permite que adventistas faltem em dia de prova



Receba por e-mail aviso de novo post

Comentários

  1. Seria ótimo um ministro evangélico, até para dar uma ampliada nas visões de mundo do STF. A coisa anda um tanto estagnada por lá.

    ResponderExcluir
  2. Bolsonaro calado é um poeta.

    ResponderExcluir
  3. Passou da hora de termos um ministro ateu no STF; igualmente, um ministro do candomblé, da umbanda, do budismo, do espiritismo, da fé bahai, do taoismo, do xintoísmo, etc! Quando o Brasil será um país verdadeiramente democrático mesmo?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

EDITOR DESTE SITE



Paulo Lopes é jornalista profissional diplomado.
Trabalhou no jornal centenário abolicionista
Diário Popular, Folha de S.Paulo, revistas da
Editora Abril e em outras publicações.