Bolsonaro diz que colocará no Supremo um ‘verdadeiro cristão’. Um pentecostal?


Candidato se incomoda
com a atuação do STF
 em determinados temas,
como a união gay
[análise]

O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSB), na foto, prometeu em um vídeo colocar um “verdadeiro cristão” no Supremo Tribunal Federal.

Se ele for eleito, vai lhe caber indicar substitutos aos ministros que se aposentarem ou que se afastarem por outros motivos.

O STF tem, sim, cristãos (católicos), e eles são ali a maioria. Tanto que, em votação apertada, é verdade, o Supremo  aprovou o ensino confessional facultativo nas escolas, de acordo com expectativa da Igreja Católica e contra o fundamento do Estado laico.


Para Bolsonaro, os ministros não são verdadeiros seguidores de Cristo porque eles têm sido flexíveis em questões como a do aborto e da união entre casais do mesmo sexo.

Bolsonaro é um candidato católico que tem o apoio de líderes evangélicos como Silas Malafaia e Marco Feliciano, que estão entre os religiosos mais retrógrados do país.

Para corresponder ao conservadorismo do candidato e de seus apoiadores, uma indicação ao STF seria o nome de um pentecostal ou de alguém bem sintonizado com o conservadorismo evangélico, o que daria na mesma coisa.

Bolsonaro não afirmou exatamente isso, mas deixou subentendido.

Com informação do cana de Bolsonaro no Youtube.


Jair Bolsonaro faz ameaça de instituir um Estado cristão

Evangélicos apoiam Bolsonaro porque querem um crente na presidência a qualquer custo

Jair Bolsonaro afirma a evangélicos que está em missão divina



Silas Malafaia começa a fazer campanha para Bolsonaro

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site