Agência católica de adoção fecha para não ter de aceitar pais gays


Para a 'caridosa'
entidade, é melhor a
 criança com nenhum
 pai do que haver
dois pais ou duas mães
[opinião]

Uma agência católica de acolhimento de crianças órfãs e de adoção de Buffalo, do Estado de Nova Iorque (EUA), anunciou o encerramento de suas atividades.

Fundada há 95 anos, a Catholic Charities of Buffalo resolveu, assim, não se submeter à lei que proíbe que as instituições de adoção discriminem pais do mesmo sexo.

A entidade se curvou aos dogmas do retrocesso, manifestando-se cruel com as crianças abandonadas.

Fica uma pergunta: quantas vezes, em sua existência, a Catholic Charities deixou de entregar crianças a pais homossexuais?

Essa é uma entidade da religião cujo líder pregou "amor ao próximo".

Com informação do site Crux.


Houve sobra de 370.000 ingressos para missa do papa na Irlanda

Na Irlanda, Francisco admite fracasso da Igreja em combater 'crimes repugnantes'

Enviado do papa investiga denuncias de pedofilia envolvendo bispo brasileiro




Ex-presidente da Irlanda diz que batismo de bebê é violar direitos humanos

A responsabilidade dos comentários é de seus autores.

Comentários

-------- Busca neste site