Pular para o conteúdo principal

Padre Paulo Ricardo fala sobre 'a nova droga popular do momento'. A masturbação

Um dos líderes da extrema direita católica, o sacerdote diz ter descoberto o motivo da apatia crescente entre familiares: a masturbação


Paulo Lopes
jornalista, trabalhou na Folha de S.Paulo, Diário Popular, Abril e em outras publicações

Pelo que parece, o padre Paulo Ricardo se especializou em masturbação, sobre a qual tem falado muito.

Para ele, a masturbação e a pornografia são “a mais nova e popular droga do momento”. Ele compara o onanismo ao vício da maconha, crack e cocaína.

Conhecido como “Malafaia dos católicos”, Paulo Ricardo publicou em seu site o curso "O Mal da Pornografia e da Masturbação".

Nele, o padre afirma que “o habito da masturbação afeta profundamente a atividade cerebral e o comportamento humano, causando vício e dependência”.

Paulo Ricardo fala baixo, mas
seu extremismo iguala ou supera
o do estridente pastor Malafaia
IMAGEM: CAPTURA DE VÍDEO

“São visíveis, no dia a dia, as consequências desse vício. Aquelas atividades comuns e prazerosas que fazem parte do cotidiano — como encontrar um amigo, rezar, comer, estar com a família, contemplar uma obra de arte etc. — começam a ficar sem graça.”

Entre outras coisas, o padre descobriu a causa da apatia entre familiares e por que pouca gente vai aos museus. É a masturbação.

O “especialista” em sexo (embora supostamente celibatário) alerta que os adictos, nesse caso, acostumados a estímulos visuais, podem vir a sofrer de impotência “em um relacionamento sexual de verdade”.

Isso é uso de fake news para atemorizar os "pecadores". Paulo Ricardo é terrorista.

O curso faz menção a estudos científicos, Deus, como se salvar do vício, etc.

Em resumo, trata-se de um amontoado de besteiras que presta um serviço ao obscurantismo.

Acho que determinados padres deveriam extravasar seus desejos sexuais com a masturbação, ou de alguma outra forma, sei lá, em vez de estuprar crianças e adolescentes e abusar de adultos. Sobre isso, o Malafaia católico não fala.

• Padre prega união religiosa mesmo sem consentimento de um cônjuge 


Comentários

Unknown disse…
Site Cristofóbico, anticristão e pagão!
Pierre disse…
Paulo Lopes mostrando que sua indigência espiritual e intelectual são fatos, e não apenas versão dos fatos. Quem injuria está com a consciência enodoada. Você é a prova de que jornalista nestes dias é sinônimo de imprestável soez e mentiroso.
Unknown disse…
Põe de nota de rodapé, essa é a minha ficção científica, minha estorinha de criança. Não ponho fatos reais, somente meus contos de fada.
Louco. Caluniador. Como pode? Seu mau caráter. Safado. Coloque FATOS. Coloque ARGUMENTOS. Não suas especulações, seu analfabeto funcional. Vá estudar.
Sai do seu comodismo mórbido e aceite uma coisa: se não pode refutar o que o Padre provou, VOCÊ ESTÁ ERRADO. Uma vergonha isso, uma vergonha. Safadeza, canalhice. Falo na verdade, pois seus atos são e exatamente o que eu digo, eu provo. Você prova?
A pessoa que escreveu isso é sem dúvidas um LIXO, não tenho a menor dúvida que deve ser um viciado em pornografia, qualquer ser humano que se preze a ler os artigos atuais sobre os males da pornografia sabe qual grave é, e você deve ser uma pessoa muita burra e certamente não viu o primeiro vídeo do Reverendíssimo Padre Paulo Ricardo, o mesmo diz bem no início do primeiro vídeo sobre a série: pornografia, que estaria ali dado sua opinião como leitor e não como um cientista, pois o mesmo não é, segundo, ele mesmo, citou todos artigos, autores, cientistas, livros que ele leu sobre o assunto.. apresentou de forma clara e científica os efeitos da pornografia no cérebro, o próprio Padre dá a sugestão de um livro sobre o assunto para quem não é cristão, certamente você não viu todos os vídeos, se tivesse não estaria aí escrevendo merda na internet. Desserviço é esse blog, que não consegue mostrar uma opinião sem se basear em achismos, meu caro eu jamais teria encontrado esse blog na internet se não tivesse colocado o nome do Padre Paulo Ricardo, todos podem fazer uma crítica desde que você consiga ao menos entrar em um debate de forma justa e inteligente, o que eu sinceramente não consegui ver aqui. Se você deseja fazer uma crítica de verdade eu sugeria que ao menos se prestasse a ver todos os vídeos por completo. Você se esquece da podridão que envolve a pornografia, violência, tráfico sexual, pedofilia, é assim que deseja proteger os seus ? O problema não é você ser ateu, o problema é utilizar da imagem de um sacerdote para falar besteira na internet.
O Padre Paulo Ricardo tem um curso muito bom, COMO DEIXAR DE SER BURRO, te concedo meu acesso no site dele, você certamente está precisando urgentemente.
Paulo Lopes disse…
Comentários acima dão ideia do fanatismo religioso dos seguidores do padre Paulo Ricardo, do qual até Francisco quer distância. Eles fazem parte do gado bolsonarista. Vou continuar de olho no padre que é um dos líderes da extrema direita católica. Se existisse inferno, o padre já teria lugar reservado ao lado direito de Satanás.
Paulo Lopes disse…
Jamais pensei que, aos 72 anos, pai e avô, alguém sugerisse que sou "um viciado em pornografia". Não me lembro a última vez que ri tanto como agora.
CBTF disse…
Rachei de rir com essa Maria Inara Rodrigues falando que faz um curso com o padre chamado "Para deixar de ser burra", pelo visto o curso não está fazendo efeito.
Unknown disse…
A Maria Inaiara fez um curso pra deixar de ser burra. Pelo visto, ou o curso falhou miseravelmente.
Paulo Lopes disse…
Sim, pornografia pode fazer mal para o cérebro, aliás, tudo em excesso prejudica o organismo.

Beber água demais, por exemplo, incha o cérebro e pode matar a pessoa. Mas ninguém bebe ou deixa de beber água devido a crença religiosa - pelo menos ao que se sabe.

E religião demais pode ser transtorno mental, cujo sintoma é o fanatismo, e isso já está aprovado.

— Água demais pode fazer mal e até matar
http://www.clinicoop.com.br/noticias.asp?id=686

— Transtorno mental é desencadeador de fundamentalismo, afirma neurocientista
https://www.paulopes.com.br/2013/08/fundamentalismo-eh-disturbio-mental-diz-cientista.html

— Quem crê em Deus vingativo é propenso a sofrer de paranoia
https://www.paulopes.com.br/2013/08/fundamentalismo-eh-disturbio-mental-diz-cientista.html

— Lesão no cérebro pode resultar em fanatismo religioso
https://www.paulopes.com.br/2017/05/lesao-no-cerebro-resulta-em-fanatismo-religioso.html

— Livro orienta como curar a Síndrome do Trauma Religioso
https://www.paulopes.com.br/2013/03/livro-orienta-como-se-curar-da-sindrome-do-trauma-religioso.html

— Jovem fala de sua luta para se livrar da obsessão por religião
https://www.paulopes.com.br/2018/02/jovem-fala-de-sua-luta-para-se-livrar-da-obsessao-por-religiao.html

— Livro aborda alucinação de quem conversa com Deus
https://www.paulopes.com.br/2012/04/livro-aborda-alucinacao-de-quem.html
Revista Banksia disse…
Padre com medo de punheta!
Revista Banksia disse…
Que beleza! Os seguidores do Padre Paulo Ricardo descobriram o Paulopes! Daqui a pouco vai sair vídeo dele no canal descendo o cacete, e aí que o blog do Paulopes vai explodir de acessos e visualizações. Continuem assim, vão ajudar o nosso camarada ateu com bastante publicidade gratuita às custas das "necessidades materiais da Igreja".

Post mais lidos nos últimos 7 dias

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Escola Estadual Igreja Evangélica muda de nome e deixa de afrontar o Estado laico

Malafaia divulga mensagem homofóbica em outdoors do Rio

Juiz que anulou união estável gay é pastor da Assembleia de Deus

Pastor Boas: "Não  nego minha fé" O juiz  Jeronymo Pedro Villas Boas (foto), 45, da 1º Vara da Fazenda Municipal e de Registros de Goiânia (GO), que anulou a união de um casal homossexual, admitiu hoje (22) que é pastor. "Sou pastor da Assembleia de Deus Madureira e não nego minha fé." Ele reafirmou  que a sua decisão está amparada pela Constituição que exige que para uma união o casal receba a autorização de um juiz. Justificou que a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), que garante aos homossexuais os mesmo direito civis dos demais brasileiros, não é vinculante e o acórdão daquela sessão ainda não foi publicado. "As pessoas no Brasil para viverem juntas e se unirem têm que ter os requisitos formais da lei. Quem reconhece isso é um juiz.". O juiz foi convidado a participar hoje (22)  de uma sessão da bancada Evangélica da Câmara, que entregou a ele uma moção de apoio. A corregedora-geral de Justiça de Goiás, Beatriz Figueiredo Franco

As mulheres deveriam ficar longe do cristianismo. Oito razões

Essência do totalitarismo é querer fazer o 'bem para todos'

Título original: Tentação totalitária por Luiz Felipe Pondé para Folha Você se considera uma pessoa totalitária? Claro que não, imagino. Você deve ser uma pessoa legal, somos todos. Às vezes, me emociono e choro diante de minhas boas intenções e me pergunto: como pode existir o mal no mundo? Fossem todos iguais a mim, o mundo seria tão bom... (risadas). Totalitários são aqueles skinheads que batem em negros, nordestinos e gays. Mas a verdade é que ser totalitário é mais complexo do que ser uma caricatura ridícula de nazista na periferia de São Paulo. A essência do totalitarismo não é apenas governos fortes no estilo do fascismo e comunismo clássicos do século 20. Chama minha atenção um dado essencial do totalitarismo, quase sempre esquecido, e que também era presente nos totalitarismos do século 20. Você, amante profundo do bem, sabe qual é? Calma, chegaremos lá. Você se lembra de um filme chamado "Um Homem Bom", com Viggo Mortensen, no qual ele é um cara

Arcebispo afirma que vida dos descrentes não tem sentido

Para Battisti, o sentido da vida está no sobrenatural  O arcebispo Anuar Battisti (foto), 59, de Maringá (PR), escreveu um artigo onde aborda um tema recorrente por parte de religiosos, o de que não há sentido na vida dos descrentes em Deus. “Este ambiente de descrença, misturado com ateísmo, leva a pessoa a viver no deserto da vida sem gosto, sem rumo, vagando em busca de um sentido”, escreveu dom Battisti no artigo publicado no Diário.com. “A ausência de Deus cria na alma humana um vazio de sentidos que leva ao desespero, à negação de tudo o que diz respeito ao sobrenatural”, acrescentou. A americana Paula Kirby, consultora de organizações seculares, escreveu recentemente no Washington Post que quem precisa de Deus para que a sua vida tenha um significado é porque a sua família e amigos, em tese, não têm nenhum valor. O que, obviamente, é um absurdo. Ninguém precisa de Deus, por exemplo, para amar seus filhos. Kirby argumentou que é o cristianismo que tenta tirar todo

Médico acusado de abuso passa seu primeiro aniversário na prisão

Roger Abdelmassih (reprodução acima), médico acusado de violentar pelo menos 56 pacientes, completou hoje (3) 66 anos de idade na cela 101 do pavilhão 2 da Penitenciária de Tremembé (SP). Foi o seu primeiro aniversário no cárcere. Filho de libaneses, ele nasceu em 1943 em São João da Boa Vista, cidade paulista hoje com 84 mil habitantes que fica a 223 km da capital. Até ser preso preventivamente no dia 17 de agosto, o especialista em reprodução humana assistida tinha prestígio entre os ricos e famosos, como Roberto Carlos, Hebe Camargo, Pelé e Gugu, que compareciam a eventos promovidos por ele. Neste sábado, a companhia de Abdelmassih não é tão rica nem famosa e, agora como o próprio médico, não passaria em um teste de popularidade. Ele convive em sua cela com um acusado de tráfico de drogas, um ex-delegado, um ex-agente da Polícia Federal e um ex-investigador da Polícia Civil. Em 15 metros quadrados, os quatros dispõem de três beliches, um vaso sanitário, uma pia, um ch

Música gravada pelo papa Francisco tem acordes de rock progressivo. Ouça