Padre prega união religiosa mesmo sem consentimento de um cônjuge

 padre Paulo Ricardo de Azevedo Jr.
Padre admitiu que até bispos
desconhecem o procedimento
 
O padre Paulo Ricardo de Azevedo Jr. (foto), da Arquidiocese de Cuiabá (MT), prega em um vídeo o sacramento do casamento mesmo para o casal cujo um dos cônjuges não quer nenhuma proximidade com a Igreja Católica. Para tanto, segundo ele, a única exigência é que a união esteja registrada em cartório.

Ele disse que os cânones de 1161 a 1165 instituem a chamada “sanação radical”, que permite que uma união civil seja validada como casamento religioso, mesmo contra a vontade de um dos pares. “É como se o matrimônio tivesse sido celebrado [na igreja]”, disse.

O padre explicou que vale, no caso, o consentimento que os cônjuges deram para o casamento civil.

Azevedo citou um casal constituído por mulher católica e por marido protestante como um caso em que a “sanação radical” pode ser aplicada.

Azevedo informou que o interessado terá formular o pedido da “sanação” à sua igreja, mas advertiu que o pároco pode não estar informado sobre os referidos cânones, o que, segundo ele, pode ocorrer inclusive com bispos. A autorização para o procedimento é dada por um bispo.

O padre argumentou que essa é a solução para o cônjuge católico regularize o seu casamento, podendo, em consequência, se confessar e comungar, além de participar de outros sacramentos da igreja.

A pregação de Azevedo, além de potencializar um atrito entre um cônjuge e outro, lembra a Idade Média, quando a Igreja realizava conversões forçadas, principalmente de judeus.

Com informação da íntegra do vídeo do padre Azevedo

Padre chama protestante de otário por falar mal de Maria e do papa.
fevereiro de 2012

Comentários

  1. E daí? Ele jura que é importante. Manda ele pegar o tal do casamento na igreja dele enrolar bem enroladinho e...

    ResponderExcluir
  2. Olha só... um padre que leu os cânones. E pior, leva a sério aquilo.

    Isto me lembrou dos mormóns que batizam os mortos...



    ResponderExcluir
  3. Foi a única saída pro otário do cõnjuge crente se sentir casado na igreja, mesmo que o outro cõnjuge mande a igreja pra pqp.

    ResponderExcluir
  4. Que sujeitinho dispensável. E essa foto é a cara desse prepotetente. Mas pra gente dessa estirpe nada que um vá tomar *** não resolva.

    ResponderExcluir
  5. Grandes coisas, isto só faz sentido para quem acredita que deus vai te odiar se vc não entrar no jogo dos catofilos.

    ResponderExcluir
  6. O que faz o desespero para aparecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desespero porque ? saõ ritos da igreja qual é problema?
      Vai lá ver os estatuto do torcedor do Corinthians do SP, Palmeiras, porque esta palhaçada de criticar e fazer ironia com uma instituição de que existe a séculos ?

      Excluir
    2. Anônimo29 de setembro de 2012 12:06
      Desespero porque ? saõ ritos da igreja qual é problema? Vai lá ver os estatuto do torcedor do Corinthians do SP, Palmeiras, porque esta palhaçada de criticar e fazer ironia com uma instituição de que existe a séculos ? , e daí que essa pseudo instituição tem séculos de idade ? é por isso que eu tenho que obedece-la mesmo que , eu não seja católico ? leia a constituição que diz ¨ninguém será obrigado afazer alguma coisa se , não for em virtude da lei , os cânones da icar não tem valor nem amparo jurídico no br. então ,não é s regras da icar que todos temos que obedecer e sim , as leis do estado laico .

      Excluir
  7. Que bom para eles. Não me afeta em nada. Quer dizer, ia ser até interessante se casar com uma religiosa sem precisar pisar na igreja...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que dizer que agora, pra "casar na igreja", não é mais preciso ir casar na igreja. hein? perfect!

      Excluir
  8. Tudo bom Paulo? Vi essa postagem em outro blog. Dá uma olhada, talvez a situação apresentada valha algo em seu blog.

    http://feriasdoclark.blogspot.com.br/2012/09/juizes-bananas-para-politicos-bananas.html

    ResponderExcluir
  9. Prefiro ter meu casamento "abençoado" por meu cachorro que por padres pedofilos e pastores estelionatarios

    ResponderExcluir
  10. É uma regra mais idiota do que a outra. Esses magicos inventam pecados virtuais , e castigos idem. Pobre dos homens que se submetem a estas insanidades em troca de abstrações.

    ResponderExcluir
  11. http://blogdomensalao.wordpress.com/2012/09/25/imagens-aleatorias/

    ResponderExcluir
  12. Adoro ver os neo-ateus se debatendo por causa dos religiosos.Saudade do ateísmo de vanguarda... rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse crentelho não entendeu nada da notícia.

      Excluir
    2. Mais um q acha q ateu bom eh ateu calado

      Excluir
  13. Lembre-se:

    Casar com pessoa religiosa é casar com a religião dela!

    ResponderExcluir
  14. esse padre gaga ,pensa que as regras da igreja dele pode obrigar alguém a se tronar católico mesmo contra a vontade da pessoa, ele está querendo passar em cima do código civil do br ,isso é uma atitude depuro desespero por parte da icar que,perde muitos fiéis a cada dia que passa no br e por isso , se um dos nubentes aceitar essa regra da icar ,não só ele se torna católico e sim , o outro nubente que não deseja ser católico aí , a icar vai usar esta estatística mentirosa e dizer que ela está crescendo no br .

    ResponderExcluir
  15. Todo mundo gosta do respeito, mas nem todos querem perimitir isso aos outros. Na real, quer casar... beleza, na igreja... beleza. Mas se o casam não entra nesse "acordo", imagino os inumeros futi=uros conflitos. É melhor ficarem separaados.

    ResponderExcluir
  16. Porque vcs criticam a atitude de um padre que quer seguir a sua crença?, então todo mundo pode seguir o credo que quiser mas quem é católico não pode seguir o seu credo que logo é criticado.Deixem de ser hipócritas!!O sacramento do matrimônio é sagrado para os católicos e o protestante (não se sabe ao certo qual a sua crença,pois cada igreja tem a sua doutrina, se acredita na indissolubilidade do matrimônio ou não)deve respeitar a crença do conjuje, se não não case.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1 de outubro de 2012 10:17 , também deve-se ,respeitar a não crença do outro cônjuge e , não obriga-lo a se casar na sua religião .

      Excluir
  17. "Se em ambas as partes ou numa delas falta o consentimento, o matrimônio não pode ser objeto de sanação radical, quer o consentimento tenha faltado desde o início, quer tenha sido dado no início, mas depois tenha sido revogado. Se não houve o consentimento desde o início, mas depois foi dado, pode ser concedida a sanação desde o momento em que foi dado o consentimento." (Cân. 1162)

    ResponderExcluir
  18. MAGNIFICO PADRE PAULO!O Pe Paulo tem toda razão, aliás é maior defensor da fé da Igreja Tradicional católica no Brasil, contrapondo-se fortemente às seitas e ideologias anticristãs, inclusive à esquerdista Teologia da libertação que é o Marxismo Cultural, sob forma de doutrina da Igreja fraudada para subverter os incautos, por sinal vinculada e defensora do PT; pessoa de rara inteligência e perspicácia.
    As suas diretrizes canônicas e doutrinárias são sempre seguras, no caso concernentes aos eventuais cônjuges que se encontrem na delicada situação de não permanecerem em explícito adultério com a outra parte retrátil às normas da Igreja.
    Pe Paulo é um marco no Brasil no combate ao comunista PT subversor e alienador da sociedade por contrapor-se ao cristianismo e que, graças a Deus, definha-se dia a dia, com sua credibilidade restrita cada vez mais a minorias desinformadas e seus membros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eric2 de outubro de 2012 13:35 , o que esse padre idiota quer além de obrigar todo undo a ser católico sem quer ou querer ser ,é simplesmente aumentar o número de fiéis da icar através de falsas estatísticas até poq ,a icar caiu do pedestal no br e a coisa tá muito feia para o ado dela .

      Excluir
  19. Padre Paulo, estou com o senhor porquê estás com a Igreja! Estes comentários aqui postados mostram que o senhor está no caminho certo da evangelização. Vá em frente, pois o Senhor Deus promete recompensar os fiéis:

    "Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim.
    Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós." (Mateus 5, 11-12).

    ResponderExcluir
  20. Everton Oliveira18 de novembro de 2012 18:55
    Padre Paulo, estou com o senhor porquê estás com a Igreja! Estes comentários aqui postados mostram que o senhor está no caminho certo da evangelização.; me explica uma coisa : se o teu padreco louras geladas ( paulo ricardo ) está no caminho certo para evangelizar ( arrecadar mais fiéis para a icar ) então poq a icar diminui muito a cada dia que passa no br ?

    ResponderExcluir
  21. Não entendo como que pessoas que nem são cristãs ficam preocupadas com o que a Igreja Católica está sendo contra ou a favor. Porque se preocupam com isso? A regra é para os católicos. Somos nós cristãos católicos que precisamos obedecer, que precisamos aceitar o que a Igreja pensa, escreve e ensina. Não é obrigação destas pessoas não católicas acolherem, acatarem o que Igreja ensina, você não é obrigado. Mas a partir do momento que você se dispõe a colocar uma cruz sobre o peito, a se aproximar da mesa do altar da Sagrada Eucaristia, seja homem o suficiente para obedecer o que alí naquele altar se pede

    ResponderExcluir

Postar um comentário

-------- Busca neste site