Pular para o conteúdo principal

Igreja de Montreal proíbe padres de ficar a sós com crianças

A Arquidiocese Católica de Montreal (Canadá) proibiu que padres e funcionários leigos fiquem a sós com crianças, de modo a haver um “ambiente saudável e seguro” em relação à pedofilia. A medida vale para dez paróquias e poderá se estender para o total das 194.

Própria Igreja
 quer padres longe
 das criancinhas
A decisão mostra que a própria Igreja Católica, pelo menos a de Montreal, admite que o abuso sexual de crianças por sacerdotes está longe de ser resolvido, apesar de o Vaticano ter prometido combater o problema.

Ao anunciar a “Boa Nova de Cristo”, a proibição, o arcebispo Christian Lépine se dirigiu aos fiéis reconhecendo que, de fato, existe uma “terrível realidade de abuso por parte de membros da Igreja de menores e de pessoas vulneráveis”.

Carlo Tarini, representando sobreviventes de abuso por padres, disse que a proibição veio tarde demais porque os pedófilos de batinas atuam impunemente há décadas.

Para ele, a Igreja de Montreal, uma tomar essa medida drástica, está mais preocupada em não ter de pagar indenização, decorrente de demandas judiciais, do que com a segurança das crianças.

Com informação do National Post.

Padre canadense confessa ter abusado de 13 adolescentes






Comentários

Posts + acessados hoje

Vídeo mostra que filho de Testemunhas de Jeová já discrimina colega da escola

90 trechos da Bíblia que são exemplos de ódio e atrocidade

Pesquisa usada por deputado para punir cristofobia mostra não haver perseguição a cristãos no Brasil