Em Bangladesch, radicais do islã exigem pena de morte a ateus

Fundamentalistas tentaram impedir
 jornalistas  de filmar a manifestação
Quatro pessoas mortas e mais de 200 feridas, incluindo jornalistas. Esse foi o saldo dos confrontos hoje em Daca, Bangladesch, entre a polícia e muçulmanos que querem pena de morte aos blogueiros ateus acusados de blasfêmia.

Os confrontos ocorreram no centro da cidade, próximo de uma mesquita. Os manifestantes atacaram com tijolos e pedaços de madeiras os policiais, e estes reagiram com disparos de balas de borracha e bomba de gás lacrimogêneo.

"A violência se espalhou em uma grande área da cidade, com a fumaça dos veículos em chamas tomando o céu", disse uma testemunha.

Houve em várias cidades manifestações convocadas pelo partido JL (Jamaat-e-Islami), entre outros, com o propósito de cobrar do governo e da Justiça mais empenho contra os ateus que, segundo os radicais, estão usando a internet para ofender Maomé.

Na cidade portuária de Chittagong, os confrontos também foram violentos, como em Dacar. A polícia teve de disparar balas de borracha contra milhares de manifestantes.

Na semana passada, o blogueiro Ahmed Rajib Haider foi assassinado a facadas por supostos fundamentalistas islâmicos. Os ateus revidaram em blogs com críticas ao Islã e a Maomé, o que deixou os fundamentalistas furiosos.

Ao final da tarde, as autoridades policiais comunicaram que a situação estava sob controle.

Na avaliação de analistas, o JL aproveitou as críticas dos ateus para tumultuar o país porque, no começo do mês, Abul Quader Mollah, um dos seus líderes, foi condenado à prisão perpétua por ser o responsável por assassinatos em massa durante a guerra de 1971 no Paquistão Oriental.

Independentemente disso, em Bangladesh qualquer manifestação de descrentes pode ser enquadrada na lei de blasfêmia, com pena de prisão.






Com informação da IBNLive, entre outras fontes.

Sete países têm lei de pena de morte a ateus, revela relatório
dezembro de 2012

Comentários

  1. O que Bangladesch falou para o Brasil?

    Eu sou vc amanha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só se o Islã dominar o Brasil? Até agora voce disse uma grande besteira.

      Excluir
    2. Fundamentalismo é igual em qq religião ...... CEGA.

      Excluir
    3. Ele não quis dizer o islamismo propriamente dito, mas sim essa opressão fundamentalista proveniente da religião como um todo, no nosso caso um domínio neopentecostal, através do domínio político por parte deles que já começou.

      Excluir
    4. Filhote de Abraão,

      O mesmo pode acontecer se o Brasil se tornar uma teocracia cristã cujas leis serão baseadas na bíblia. Ou será que vc esqueceu que a sua bíblia diz claramente que os descrentes devem ser mortos e que o seu deus não viu problema nenhum em dizimar tribos inteiras por estas acreditarem em outros deuses?

      Se o Brasil se tornar uma teocracia cristã e td que há na bíblia se tornar lei, todo mundo que não é cristão e que não acredita no deus judaico-cristão correrá o risco de receber a pena de morte. Isso inclui os praticantes das religiões afro-brasileiras, os wiccanos, budistas, muçulmanos, satanistas, judeus, hindus, ateus,agnósticos, panteístas, etc.

      E não duvido se a carnificina acontecer até mesmo entre os cristãos. Afinal, o cristianismo tem várias doutrinas diferentes e cada uma vai querer puxar a sardinha para o seu lado, cada uma vai querer que a sua doutrina seja imposta sobre todas as outras, etc. A Reforma Protestante e o Massacre da Noite de São Bartolomeu que não me deixam mentir.

      Vai ser igual a disputa xiitas x sunitas, onde pessoas que tem a mesma religião entram em conflito por causa de diferenças ideológicas.

      Excluir
  2. eu não sei como estes insanos ainda tem seguidores,,um bando de animais irracionais..e tem muitos ainda dizem que não conhecemos direito a religião deles, que não são todos que são assim...
    eu nem quero conhecer este bando de debeis mentais.
    eu já vi estes caras queimando cristãos, matando tudo em nome deste deus que não existe que esta na mente doentia deste povo desprovido de raciocínio.
    criminosos,assassinos,ridiculos com esta cuia na cabeça igual a um idiota,com mulheres parecendo cortina, que nunca conhecem um orgasmo de verdade.
    quando que o mundo vai evoluir para que este tipo de coisa não exista mais???
    quando digo que a religião é o cancer da sociedade, ainda tem gente que me acha louco...pqp.

    ResponderExcluir
  3. Países onde não ir:

    [√] Bangladesh: Check!!!

    ResponderExcluir
  4. imagino se sao minoria ou maioria, que se matam no deserto, em cidades destruidas, por um lugar e um povo completamente alienado, nao sei, sera que nao deveriamos deixar eles se matarem?

    ResponderExcluir
  5. Bang Bangladesh. There is no other solution.

    ResponderExcluir
  6. Miriam, católica de valores22 de fevereiro de 2013 21:59

    isso parece doença...

    nao sei muito como funciona religião desse povo, só sei de umas coisas, tipo a forma desumana que tratam as mulheres, mas pelo q a tv mostra so vejo fanatismo e desgraça...

    ninguem tem direito de tirar a vida do outro so pq ele é ateu, pelo menos, a Bíblia é bem clara, nao pode matar ou desejar a morte dos outros

    a salvação é individual, tontos, se a pessoa é ateu, deixa ela, ela dever saber muito bem que quem nao acredita em Deus nao vai ter parte no reino dos Ceus...

    violência nao serve pra nada...

    se eles falaram mal do Maomé, deixa eles, se ele existe mesmo, esses meninos vao ter que prestar as contas com ele

    todo mundo tem direito de nao crer e crer no que quiser, eu mesma nao to nem ai

    não pode falar nada sobre o Maomé que vc é atacado por pessoas pertubadas, precisam de um hospicio na certa

    acordem, ninguém e dono da vida de ninguem

    se a pessoa quer ser ateu, macumbeira, bruxa, cristã, budista e não ta fazendo mal a ninguem deixa ela

    eu queria so entender o que se passa na cabeça desse povo descontrolado que sai batendo e matando os outros por causa de religião... os ateus tem a religião deles, do mesmo jeito que nao sou obrigada concordar com o ateismo deles, eles nao sao obrigados a concordar com o meu cristianismo

    esse povo devia conhecer uma coisa chamada respeito e amor ao proximo

    esse dai precisam conhecer as graças de Jesus urgentemente... tão dominados pelo ódio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. poisé Miriam, que atrasados esses mulçumanos, fazendo a mesma coisa que católicos faziam a pelo menos mil anos atras. uma dica de linchamentos contra "pagãos" promovidos por cristãos católicos é o filme Àgora, baseado numa história real que aconteceu no século V. Mostra que infelizmente o fanatismo não é exclusividade de NENHUMA religião.

      Excluir
    2. os cristão fizeram a mesma coisa, nenhuma religião é limpa.

      Excluir
    3. Miriam,

      você é totalmente desinformada da história da sua igreja, até pouco tem mulher não podia votar porque sua igreja não permitia, não podia tomar anticoncepcional porque sua religião não permitia,divorciar também não podia, macumbeiro era linchado em praça publica atiçado por padres, foi preciso criar lei de liberdade religiosa para acabar com a insanidade da sua igreja católica, se você hoje tem liberdade de expressar ou liberdade de ir e vim, você tem que agradecer ao secularismo, e não esse deus bundão que implantaram na sua cabecinha oca, outra coisa sua burrinha que você precisa aprender de um vez por todas,ateus não tem religião, por isso que os ateus não tem motivo pra se preocupar, porque o reino do céus e o inferno não existe!!

      Agora se você acha que os muçulmanos precisa de jesus,vai lá na mesquita deles e grita bem alto!!

      Excluir
    4. Miriam, católica de valores23 de fevereiro de 2013 17:00

      Unkown, os cristãos não, eu já falei que toda instituição, por mais sagrada que ela seja, infelizmente tem gente corrupta, mais é muito errado achar que os ato de umas pessoas irresponsaveis servem para todos da Igreja

      anônimo 1, isso foram pessoas corruptas querendo manchar a imagem da Igreja, e nada disso tinha a ver com a Bíblia, quem fez isso que vc diz supostamente ter acontecido, era provavelmente gente com disturbios mentais e sociais que já morreram e ja acertaram as contas com Deus e eu não considero pessoas que fazem mal como cristãs, pra mim ou são loucos ou não são nada

      tem fanatismo em toda religião mesmo, mais o fanatismo dentro da Igreja católica é muito diferente, eu tenho uma sobrinha que é católica fanática, tanto que ela usa véu na Igreja e até conseguiu transformar a filha dela em freira, ou seja, fanáticos católicos não são tão agressivos e descontrolados como fanáticos dessa religião ai, tente ver a diferença

      Excluir
    5. Miriam, católica de valores23 de fevereiro de 2013 17:03

      anônimo 2, não era a minha Igreja, eram pessoas gananciosas, perturbadas e corruptas, que nem eram religiosas

      Jesus tratava todos como seres humanos, independentemente se fosse homem ou mulher, e eu me inspiro nele

      se um cristão trata uma mulher como lixo, ele so pode ser um misogino louco e doente, pois somos todos filhos de Deus e não devemos tratar ninguém de forma diferente, se esse alguém é um pessoa boa

      cristãos não podem praticar feitiçaria ou frequentar cartomantes para ver o futuro, mais isso não quer dizer que devemos discriminar pessoa que praticam isso, no salão que eu frequento tem uma das moças que trabalha lá meche com feitiçaria, ela até perguntou se eu via problema nisso eu disse que eu não tinha preconceito com quem pratica, mais eu nunca praticaria

      não fique comparando povos de uma época com os de hoje, existia toda uma coisa cultural, nem religiosa era, o povo dessa época não tinha estudos, eram desorientados e consideravam esse tipo de coisas normal, pq eles não sabiam interpretar a Bíblia corretamente, acho que eles nem sabiam ler

      não, tenho que agradecer a Deus sim, pois a cada século ele tornou seus filhos católicos mais inteligente e tolerantes com as diferenças do mundo

      se os católicos fossem tão descontrolados com vc fala, nos ja teriamos dominado o Brasil, pois somos maioria, vc é que tem que agradecer por viver num pais de maioria católica

      se ateísmo não é religião, é o que?? pra mim é a mesma coisa do budismo, uma religiao sem um Deus

      aqui onde eu moro nem tem mesquita de muçulmanos, mais se tivesse eu ia sem nenhum medo la falar de Jesus

      Excluir
    6. "supostamente"?????? é tudo HISTÓRICO!!!!!!!!! E quem mandou matar a pobre Hipátia porque era uma MULHER que ousava ser filósofa, ou seja, pensar, e que deflagrou o linchamento dos "pagãos" foi o BISPO da cidade do Cairo!!!! OU seja um autoridade dessa igreja IMUNDA a qual você pertence!

      E o que adianta discutir com vocês fanáticos religosos? Ainda que vissem uma foto do papa pelado estuprando uma criancinha, haveriam de inventar argumentos para justificá-los! Vocês são cegos, todos cegos, bem fazem em se denominarem "ovelhas", porque é isso que são, ANIMAIS QUADRUPEDES sem RACIOCINIO PRÓPRIO, a quem não resta outro destino do que ser tosqueados por PASTORES e irem para o abate quando estiverem velhos demais para produzirem lã.

      Excluir
  7. Pesquisei no G1 e no site da BBC, a notícia é totalmente diferente do que está sendo publicado aqui:

    "Quatros manifestantes de partidos políticos islâmicos de Bangladesh foram mortos nesta sexta-feira (22) em confrontos com a polícia. Eles protestavam por todo o país contra os tribunais de crimes de guerra ligados à guerra da independência de 1971. Segundo a agência de notícias France Press, o número de feridos chegou a 200." (Via G1)

    "A iniciativa se segue a duas semanas de amplos protestos, pedindo a pena de morte para os acusados de crimes contra a humanidade durante a guerra de independência entre Bangladesh e Paquistão, em 1971." (Via BBC)


    Sou ateu, mas quando vi a notícia já desconfiei que seria uma furada.Pfffffff.

    ResponderExcluir
  8. ridiculo esses islâmicos agora se meteram até com os ateus

    ResponderExcluir
  9. E agora, quem poderá nos esclarecer? haha
    Provavelmente alguns manifestantes não faziam ideia do que estavam ali, apenas seguiram os demais, como religiosos que são. hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, esse povo é massa de manobra, e por isso mesmo são um perigo!

      Excluir
  10. Todas as religiões monoteístas
    compartilham da mesma hipótese, só
    divergindo em detalhes como o nome
    do seu deus. E todas têm causado o
    mesmo dano, em nome da hipótese. Não é preciso nem falar no
    fundamentalismo islâmico, que
    aterroriza o próprio islã. Há o
    fundamentalismo judaico, com sua
    receita teocrática e intolerante para a
    sobrevivência de Israel. O fundamentalismo cristão, que
    representa o que há de mais retrógrado
    e assustador no reacionarismo
    americano, e as religiões
    neopentecostais que se multiplicam no
    Brasil, quase todas atuando no limite entre o curandeirismo e a exploração da
    crendice.

    Luis fernando verissimo.

    ResponderExcluir
  11. tempos atrás se não me engano ,na síria um grupo de refugiados se escondeu numa mesquita porque disseram que não seriam atacados na casa de alah.. E eles foram atacados e muito morreram.

    A religião é verdade para os simples, mentira para os sábios, e útil para os governantes. O dia que a religião for um problema para os governos, então este dia vai ser o fim da religião.mais religião e política estão juntos e misturados..

    ResponderExcluir
  12. E é o ateu que o Datena chama de criminoso ou assassino?
    Cadê ele pra ver isso aqui.
    Só um cego não vê que a religião é uma droga igual ao crack, pois te transforma em um zumbi.
    Que vergonha de ser um ser humano nessas horas. Enquanto existir uma religião, existirá isso.
    Junior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No caso do crack, os religiosos dizem que é a droga que faz com que pessoas boas pratiquem coisas ruins.

      No caso da religião, os religiosos dizem que são pessoas más que usam a religião pra praticar coisas ruins.

      O discurso deles é sempre muito conveniente ao que lhes interessa!
      Religiosos, além de desonestos, são perigosos. SEMPRE!

      Excluir
    2. Religiosos sempre perseguem e atacam grupos de seres humanos (ataques ideológicos, morais e físicos).

      Quando suas vítimas resolvem revidar (geralmente através do diálogo e das desconstrução de idéias preconceituosas a seu respeito), então os religiosos se colocam como se fossem as vítimas partem para suas TRÉPLICAS de forma ainda mais cruel, desonesta e, principalmente, bárbaras (geralmente com agressões físicas e, em muitos casos, aplicando pena de morte).

      E depois ainda aparece gente dizendo os grupos perseguidos pelos religiosos é que deveriam "evitar afrontar ou 'ofender' a religião" para evitar que os fanáticos intensifiquem suas loucuras desumanas! Ou seja, os oprimidos estariam errados em revidar o opressor, devendo aceitar a opressão calados e, de preferência, escondendo e/ou dissimulando sua real personalidade (ficar no armário) pra não 'ofender' os totalitários e intolerantes religiosos.

      Absurdo exigir tolerância com os intolerantes, absurdo!
      Ser covarde é um direito de cada um, agora exigir que sejamos todos masoquistas e passivos diante da religião, é outra bem diferente, pois quem faz isso está do lado dos intolerantes religiosos, independente daquilo da posição religiosa que professa.

      Excluir
  13. tinha era de explodir esse paizinho de merlim...

    ResponderExcluir
  14. a palavra religiao significa ligaçao com Deus se todos mirasem em jesus que e a manifestaçao de Deus veja como jesus atuou ele acabou com essa lei de apedrejar mulher adultera e todas as naçoes que tiveram como base o cristianismo ate ai foram prospera se liguem façauma analise quais regioes do mundo nao tem graça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas segundo a bíblia, a mulher deve ficar calada perante ao marido e um pai pode vender a filha. Não me venha com essa que o cristianismo serve de base moral para alguém não, estou cansado de ver cristãos acusando a religião alheia afirmando que a sua é a correta. Esses manifestantes fundamentalistas são cegos, assim como você!

      Excluir
    2. Miriam, católica de valores23 de fevereiro de 2013 16:43

      falou tudo, compara o Brasil com um país que a maioria é mulçulmano pra ver a diferença, dai vc vai que o cristianismo não tem essas agressividades, somos mais respeitosos e controlados, pois sabemos que matar é incorreto perante os olhos de Deus

      concordo com tudo, Gisa

      Excluir
    3. Miriam,

      Mais uma vez você está falando besteira,pegue um livro de história sério,sem influência cristã,que você vai ficar sabendo que quando a igreja católica tinha o poder total nas mãos,eram eles (os padres) faziam as leis,baseado na bíblia,eles mandavam roubar e matar quem fosse diferente,sabe porque vocês não fazem mais isso? porque existe leis, graças a quem? o secularismo!!

      Então menina bobinha,pare de dá atenção a esses padrecos,que eles só querem ver seu mal,e vai estudar, e outra seu deus não existe!!

      Excluir
  15. Tenho pena dos ateus de lá. Sem hipocrisia. A nossa religião (Jesus) não apoia isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. claro que apóia seu tosco, lê o que teu livro sagrado fala sobre incrédulos..

      Excluir
    2. Imperatriz Ayeka Masaki Jurai23 de fevereiro de 2013 11:34

      como não apoia ??? não deixará viver a feiticeira, não vim trazer paz mas a espada. conta outra fernando homem-briba

      Excluir
    3. Eu sei que não adianta explicar porque o véu está nos olhos dos incrédulos.

      Mas vou explicar assim mesmo. A lei de Moisés que era apenas para o povo Judeu passou. Jesus trouxe a liberdade e o livre arbítrio, a escolha é sua, vida ou morte. Deus não mudará a sua justiça porque voce é duro de coração e não crer. Contudo o juízo não se cumprirá de imediato mas Ele da tempo para que se arrependam.

      A espada á qual Jesus se refere é a luta entre o bem e mau que muitas vezes está próximo de nós.

      Excluir
    4. Filhote de Abraão,

      A sua religião não vê problema nenhum em seguir um livro onde se diz claramente - preto no branco - que descrentes devem ser mortos.

      Não fala merda, Filhote de Abraão.

      Excluir
    5. Livre arbitrio?
      Leis?
      Morreu pelos pecadores?
      Povo judeu?

      "Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?
      Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus." 1 Corintios 6:9-10

      Excluir
    6. morreu pelos pecadores ? Acabou com a lei? Mais serão julgados pela lei? Então jesus não serve pra nada, só a lei que serve ? Mais a lei não acabou? #ExplicaCrente..

      Excluir
    7. jesus trouxe a liberdade e o livre arbitrio? Que liberdade O___o ??? #CaraDoido

      Excluir
    8. Filho de Abraão
      «Jesus trouxe a liberdade e o livre arbítrio, a escolha é sua, vida ou morte.»

      Errado.
      E não é Jesus, é o Cristo. Mas eu percebo.
      Não foi o livre arbítrio, foi o férreo arbítrio porque você está impedido de pensar livremente, as suas respostas são as deles (você não pode discordar).

      «… a escolha é sua, vida ou morte.»

      Como é que existe livre arbítrio se a alternativa a discordar é a morte. Ou concorda e vive, ou discorda e morre, isso é livre arbítrio ou é férreo arbítrio (ditadura)?

      «A espada á qual Jesus se refere é a luta entre o bem e mau que muitas vezes está próximo de nós.»

      Quando eu o questionei você não respondeu mas se você ler com atenção todo o capítulo, esta narrativa revela a preparação agressiva de promoção da “palavra”. No diálogo, Jesus instiga os discípulos a serem persistentes e intimidativos para conseguirem a atenção das pessoas e a serem intolerantes e provocadores, caso fossem ignorados.

      A questão de trazer a espada e não a paz, é uma forma de mentalização para convencer os discípulos de que, em caso de serem confrontados e ameaçados pelo uso da violência verbal, nada deveriam temer, pois estariam protegidos pelo “poder” transcendental.

      «Contudo o juízo não se cumprirá de imediato mas Ele do tempo para que se arrependam.»

      Você vive com a mente acorrentada pelo medo de punição numa vida pós túmulo e está hipotecando a sua liberdade por isso.

      Excluir
    9. Miriam, católica de valores24 de fevereiro de 2013 01:27

      filho de abraão, tua Bíblia deve tar cheia de erros

      eu só não te dou uma pq não sei onde vc mora

      Jesus não trouxe "liberdade", pois liberdade significa fazer o que você quiser, mesmo que seja errado, e isso é exatamente o que não devemos fazer de acordo com as leis de Deus

      se Jesus tivesse trazido liberdade, nenhum cristão precisaria seguir os mandamentos, não precisariamos seguir as leis de Deus

      mais precisamos, se não o obedecermos, nao entraremos no Céu...

      eu já tinha ouvido falar q Bíblia de evangélico era diferente da de católico, mais não pensei que fosse tão modificado assim... deve ser por isso que alguns vcs não creem em Maria, mãe de Jesus, já vi muito evangélico dizer que ela não existiu, um absurdo... eu me pergunto se essa pessoas acham que Jesus nasceu de chocadeira... esses alguns dizem que Jesus não teve mae e ainda se proclamam "conhecedores da palavra, do evangelho"

      me poupe vai

      Excluir
    10. Miriam,

      Finalmente uma cristã que admitiu honestamente que não há livre-arbítrio no cristianismo.

      Por causa disso, vai nevar em MG. heheheheh

      >> " eu me pergunto se essa pessoas acham que Jesus nasceu de chocadeira..."

      Com certeza, ele não nasceu de uma virgem. rsrsrsrs

      Excluir
    11. PARTE 1/2


      Filho de Abraão.23 de fevereiro de 2013 13:07

      Eu sei que não adianta explicar porque o véu está nos olhos dos incrédulos.

      Mas vou explicar assim mesmo. A lei de Moisés que era apenas para o povo Judeu passou. Jesus trouxe a liberdade e o livre arbítrio, a escolha é sua, vida ou morte. Deus não mudará a sua justiça porque voce é duro de coração e não crer. Contudo o juízo não se cumprirá de imediato mas Ele da tempo para que se arrependam.

      A espada á qual Jesus se refere é a luta entre o bem e mau que muitas vezes está próximo de nós.

      Primeira parte:

      Dizer que não adianta explicar porque o véu está nos olhos dos incrédulos é uma falácia. É o mesmo que dizer que não entendemos porque não temos o Espírito Santo. É dizer que só poderemos entender as coisas do cristianismo se nos convertermos. Muito conveniente, não!? Chamo essa falácia de 'Vade Mecum' (Vem Comigo), uma vez que para compreendermos temos que passar para o lado dos cristãos, seguir o cristianismo e suas 'otoridades', obter a sabedoria do Espírito Santo, internalizar todo o ensinamento do cristianismo e abrirmos mão de nosso livre pensar para nos acorrentarmos a maneira linear e rígida imposta por Jesus e toda a interpretação cristã da Bíblia. Ora, mas isso também funciona no sentido inverso: passe para o lado dos críticos do cristianismo, bem como das demais religiões, e c também verá que está errado, que o cristianismo é uma farsa. Simples assim!

      Ao dizer que 'A espada a qual Jesus se refere é a luta entre o bem e o mau, que muitas vezes está próximo de nós' c comete dois erros:


      primeiro: segundo o Dicionário de Símbolos de Jean Chevalier e Alain Gheerbrant, José Olympio Editora, essa sua interpretação exotérica (e não esotérica), ou seja, voltada para o mundo exterior em vez do interior, é a causa principal do fundamentalismo. Ao exteriorizar a simbologia da espada, tal interpretação se aproxima ou mesmo 'se casa' com a visão militar sobre o mesmo assunto, isto é, novamente a visão de que existe um 'nós' do lado do bem que deve combater o 'eles' do lado satânico. Onde quer que exista esse tipo de pensamento estará formada as trevas (sombra), que um dos arquétipos da psicologia analítica ou das profundezas de Carl Gustav Jung. Por isso, ao unir-se com o Estado, as religiões tendem a combater os inimigos dessa forma: a ferro e fogo. Contudo, a interpretação verdadeira desse símbolo a nível espiritual significa a luta interior, em nossa alma, e que nada tem de propagar violência ao ambiente externo. A luta é tão-somente a nível espiritual interno;


      Excluir
    12. PARTE 2/2


      Filho de Abraão.23 de fevereiro de 2013 13:07

      Eu sei que não adianta explicar porque o véu está nos olhos dos incrédulos.

      Mas vou explicar assim mesmo. A lei de Moisés que era apenas para o povo Judeu passou. Jesus trouxe a liberdade e o livre arbítrio, a escolha é sua, vida ou morte. Deus não mudará a sua justiça porque voce é duro de coração e não crer. Contudo o juízo não se cumprirá de imediato mas Ele da tempo para que se arrependam.

      A espada á qual Jesus se refere é a luta entre o bem e mau que muitas vezes está próximo de nós.


      Segunda parte:


      segundo: de acordo com a explanação acima, podemos perceber que na expressão 'Não vim trazer a paz, mas a espada' os dois termos da oração estão em contradição. Explico: como alguém pode combater o mal que constantemente tenta se apoderar de sua mente se não está em paz? Esse mal são os pensamentos que temos a todo momento (maledicências, ceder a vícios, corrupção, arquitetar assassinato, etc.) que internalizamos de acordo com o ambiente em que vivemos, bem como a cultura a que pertencemos e também, em certo grau, nossa hereditariedade. Para que possamos combater o mal (os pensamentos não éticos, ruins) temos que estar em paz, uma vez que é necessário sermos pró-ativos e não reativos. Se não temos paz, então iremos sempre reagir e não agir. A reação é instintiva, não racional, e por isso que vemos tantos absurdos mundo afora: as pessoa reagem sem refletir, impulsionadas por maneiras ou padrões errados de lidar com os problemas e que são aprendidos através do contágio diário com toda sorte de exemplos de violência, principalmente através de filmes hoje em dia. Portanto, essa expressão dita por Jesus é contraditória, sim! No sentido que está nos evangelhos significa que a paz é descartada e que se deve combater com a espada (em seus vários significados, como 'Logos', 'Verbo', 'fiel da balança', 'ideia de luminosidade ou claridade', etc.) de modo a vencer a qualquer custo, ou seja, sem a paz para intermediar os processos de luta tanto interior (na alma) quanto exterior (entre pessoas, entre Estados, etc.) as pessoas ficam livres para usarem de todo subterfúgio, artimanhas, engodos, para vencerem. Dito de outra forma: se autoiludem, pois encontram respaldo num livro que tudo permite desde que estejam do lado do 'deus' do bem. Não é à toa que vemos os criminosos, principalmente psicopatas, usando a Bíblia para justificar seus atos bestiais. Não é à toa que Hitler, Ku Klux Klan, WASP, e outros grupos usaram e usam a Bíblia. Não é à toa que vemos Paulo de Tarso recomendando que os missionários devem agir como gregos entre os gregos, como judeus entre os judeus, como pagãos entre os pagãos, ou seja, devem ser dissimulados para converterem as pessoas aos cristianismo (hábito que dura até hoje porque o 'bom' exemplo foi bem internalizado pelos cristãos, né!?). Conclusão: sem paz (e vale lembrar que a paz é um conceito implícito no conceito de justiça) não se pode lutar (se resolver) internamente, nem é possível resolver os problemas externos. Isso também vale para o islamismo, uma vez que 'islam' significa 'paz', e a Guerra Santa, ou Jihad, era inicialmente apenas uma luta interna, da alma.

      Excluir
    13. PARTE 1/2


      Filho de Abraão.23 de fevereiro de 2013 13:07

      Eu sei que não adianta explicar porque o véu está nos olhos dos incrédulos.

      Mas vou explicar assim mesmo. A lei de Moisés que era apenas para o povo Judeu passou. Jesus trouxe a liberdade e o livre arbítrio, a escolha é sua, vida ou morte. Deus não mudará a sua justiça porque voce é duro de coração e não crer. Contudo o juízo não se cumprirá de imediato mas Ele da tempo para que se arrependam.

      A espada á qual Jesus se refere é a luta entre o bem e mau que muitas vezes está próximo de nós.

      Primeira parte:

      Dizer que não adianta explicar porque o véu está nos olhos dos incrédulos é uma falácia. É o mesmo que dizer que não entendemos porque não temos o Espírito Santo. É dizer que só poderemos entender as coisas do cristianismo se nos convertermos. Muito conveniente, não!? Chamo essa falácia de 'Vade Mecum' (Vem Comigo), uma vez que para compreendermos temos que passar para o lado dos cristãos, seguir o cristianismo e suas 'otoridades', obter a sabedoria do Espírito Santo, internalizar todo o ensinamento do cristianismo e abrirmos mão de nosso livre pensar para nos acorrentarmos a maneira linear e rígida imposta por Jesus e toda a interpretação cristã da Bíblia. Ora, mas isso também funciona no sentido inverso: passe para o lado dos críticos do cristianismo, bem como das demais religiões, e c também verá que está errado, que o cristianismo é uma farsa. Simples assim!

      Ao dizer que 'A espada a qual Jesus se refere é a luta entre o bem e o mau, que muitas vezes está próximo de nós' c comete dois erros:


      primeiro: segundo o Dicionário de Símbolos de Jean Chevalier e Alain Gheerbrant, José Olympio Editora, essa sua interpretação exotérica (e não esotérica), ou seja, voltada para o mundo exterior em vez do interior, é a causa principal do fundamentalismo. Ao exteriorizar a simbologia da espada, tal interpretação se aproxima ou mesmo 'se casa' com a visão militar sobre o mesmo assunto, isto é, novamente a visão de que existe um 'nós' do lado do bem que deve combater o 'eles' do lado satânico. Onde quer que exista esse tipo de pensamento estará formada as trevas (sombra), que um dos arquétipos da psicologia analítica ou das profundezas de Carl Gustav Jung. Por isso, ao unir-se com o Estado, as religiões tendem a combater os inimigos dessa forma: a ferro e fogo. Contudo, a interpretação verdadeira desse símbolo a nível espiritual significa a luta interior, em nossa alma, e que nada tem de propagar violência ao ambiente externo. A luta é tão-somente a nível espiritual interno;

      Excluir
    14. Miriam, católica de valores24 de fevereiro de 2013 15:39

      Michelle, livre-arbítrio tem sim, é vc escolher entre seguir as vontades de Deus ou ficar por ai vagando numa vida vazia, sem Deus e sem objetivos ou fazer o que quiser sem importar com o que vai acontecer depois, se vc vai ser punido ou não por seus atos infantis e rebeldes...

      estou precisando de neve mesmo, mais aqui no centro-oeste ta parecendo o inferno

      o que eu falei é que tem evangélico que rejeita a existência e de Maria, que não dá valor algum a ela... sim Maria era virgem sim, uma das mulheres mais puras que já existiu na história da humanidade, tanto que teve a graça de ter um filho do nosso criador supremo

      Excluir
    15. Observação: o contrário de paz é intraquilidade, agitação, caos. Logo, Jesus descarta a paz (sossego, tranquilidade) e faz apologia à intraquilidade, ao caos, à agitação. Muitos estudos demonstram que Jesus tinha ligações profundas com o zelotes, que eram os judeus que queriam se libertar de Roma através da luta armada. Vale lembrar que existiam muitas pessoas com o nome de Yeshua ou Yehoshua entre os judeus por ser um nome comum. Assim sendo, o Jesus histórico é um amálgama de muitos pernsonagens que viveram naqueles tempos, bem como o cristianismo é um amálgama de várias religiões (nada no cristianismo é original, e tudo que nele existe já existia antes e já havia sido dito também).

      Excluir
    16. Rubim Geontelus

      Eu tentei responder-lhe anteriormente mas não consegui publicar, segundo a justificação, devido ao elevado número de comentários do post. Eu já não possuo o texto, em que refutava a sua opinião, mas também não é essa a razão deste comentário.

      O que me leva a comentar desta vez tem a ver com algumas premissas dos seus argumentos.

      «Assim sendo, o Jesus histórico é um amálgama de muitos personagens que viveram naqueles tempos…»

      O Jesus da história, ou o Cristo da fé, existiu e foi uma e só pessoa, descendente de famílias com privilégios, ele era, na ocupação do império romano, um pretendente á coroa dos judeus. A inscrição “Rei dos Judeus” existente na cruz (em que foi crucificado) não estava lá por acaso.

      Toda a agitação política na altura, que também tinha a ver com questões de independência, serviu os propósitos a atingir pelos promotores da”palavra”.

      «… bem como o cristianismo é um amálgama de várias religiões …»

      Este será, por assim dizer, o cristianismo como o conhecemos hoje, apesar de se teimar em confundir seitas com religião. O cristianismo, o islamismo ou o judaísmo são religiões, apesar de partilharem o mesmo deus Abraãmico, sendo o catolicismo representante “oficial” (digamos assim) do cristianismo, os protestantes e os evangélicos e alguns outros (pouco representativos) são seitas que derivaram de cisões dentro da própria igreja.

      O cristianismo não é uma amalgama de religiões, o cristianismo, nas suas origens nem tinha nada a ver com religião, era apenas uma ideologia de solidariedade e esperança em que os mais desfavorecidos confortavam-se e encorajavam-se uns aos outros potenciando forças suficientes para a luta de sobrevivência que viviam no seu dia a dia.

      Posteriormente é que a religião, através do catolicismo, se foi integrando e, da mesma forma que tomara como sua a igreja aos gnósticos, associou a doutrina, centrada na figura de “Cristo” (o ungido), á ideologia de “bem-fazer” tornando-a sua também.

      Excluir
    17. Miriam

      >> "Michelle, livre-arbítrio tem sim, é vc escolher entre seguir as vontades de Deus ou ficar por ai vagando numa vida vazia, sem Deus e sem objetivos ou fazer o que quiser sem importar com o que vai acontecer depois, se vc vai ser punido ou não por seus atos infantis e rebeldes"

      Isso não é livre-arbítrio. Como uma pessoa que postou aqui antes disse e eu concordei, isso se chama férreo-arbítrio: ou vc faz as coisas do jeito que o seu deus quer ou vc está fudida 10.000 vezes. Eu vejo o seu deus mais como um ditador sanguinário e implacável do que um pai amoroso que cristãos como vc preferem/escolhem enxergar.

      O seu deus estabeleceu uma ditadura: ou vc faz o que ele quer, pensa o que ele quer que vc pense, faça o que ele manda, age do jeito que ele quer que vc aja, seja o que ele quer que vc seja, o obedeça sempre, nunca o questione, nunca discorde dele, seja uma seguidora fiel ou então...já sabe. É assim que ditadores implacáveis agem: eles tiram a sua liberdade sem vc perceber; inventam mentiras e partem para ameaças para te manter no cabresto e te castigam se vc ousar pensar por si própria, questioná-los ou se opôr a eles.

      Com certeza, vc sabe como as coisas eram na época do regime militar aqui no Brasil, né? É exatamente assim que as coisas são com o deus que vc acredita.

      O livre-arbítrio é qdo vc tem a liberdade de fazer suas escolhas e decisões; de fazer seu próprio e ser responsável por sua vida, por si mesma e pelas consequencias de seus atos. Isso contraria td o que a sua religião acredita. Vcs vêem o seu deus como uma entidade que sabe de tudo. Assim sendo, ele já sabe o que vc vai fazer antes mesmo de vc nascer. É sinal que já está td traçado. Não tem aquela frase que um fio de cabelo não cai da sua cabeça sem que o seu deus saiba? Pois é...baseado nisso, não há livre-arbítrio.

      O férreo arbítrio - além de tirar a sua liberdade - tirar tb a responsabilidade que vc tem sobre si mesma e sua vida. Vc passa a acreditar não ser responsável por mais nada. Independentemente se algo dá certo ou errado na sua vida, vcs agradecem à deus ou falam que essa foi a vontade de deus ou foi culpa do demônio, etc. É uma posição mto comodista e covarde, não?



      >>" Maria era virgem sim, uma das mulheres mais puras que já existiu na história da humanidade, tanto que teve a graça de ter um filho do nosso criador supremo"

      Só há dois jeitos de uma mulher engravidar: fazendo sexo ou fazendo inseminação artificial. Como não existia inseminação artificial qdo Jesus nasceu, então sobra o mais provável: Maria fez sexo antes de se casar. Ou ela teve um caso com outro cara, ou ela e José não conseguiram esperar a noite de núpcias ou infelizmente ela foi estuprada. Só que como - independentemente se o sexo que ela fez foi consensual ou não - naquela época, a coisa não acabava para mulheres que perdiam o cabaço antes de casar. Pode ser que ela resolveu mentir para salvar a própria pele. Ou então algo que é mais provável ainda: alguém decidiu que seria melhor inventar uma estória de que Jesus nasceu de uma virgem para tentar dar "veracidade" à natureza divina dele.

      Excluir
    18. Michelle

      «" Maria era virgem sim, uma das mulheres mais puras que já existiu na história da humanidade, tanto que teve a graça de ter um filho do nosso criador supremo"»

      Michelle, por favor, não caia também nesse erro, ela está falando de doutrina, o catecismo que sustenta a sua crença. Ela sabe como as mulheres engravidam e essas coisas se fazem, mas ela está apenas a traduzir a sua fé.

      Excluir
    19. Respostas aos argumentos de Demo: parte 1/3


      Demo24 de fevereiro de 2013 18:12
      Rubim Geontelus

      Demo: 'Eu tentei responder-lhe anteriormente mas não consegui publicar, segundo a justificação, devido ao elevado número de comentários do post. Eu já não possuo o texto, em que refutava a sua opinião, mas também não é essa a razão deste comentário'. 

      Rubim Geontelus: Veja bem, se não tem os textos que diz que refutava meus argumentos, então seria melhor nem ter mencionado isso, pois não posso me defender de pretensos argumentos seus que refutavam os meus. Nesses casos, a ética orienta para que não mencionemos tais casos, ou seja, se não tem os textos, para que mencioná-los? . Caso contrário, corre-se o risco de parecer um embromador, um fanfarrão, alguém semelhante àqueles que argumentam que venceram o debate sem que existam provas de que tenham mesmo vencido, ou seja, a falácia do pombo enxadrista. Sinto muito, mas é isso que tais pretextos parecem!

      Também achei estranhíssimo c dizer que não havia espaço e blá-blá-blá. Já vi notícias nesse blog com mais de cem comentários ou muito mais talvez, e jamais vi casos de rejeição de comentários devido a espaço. Também não vi quaisquer avisos do Paulopes quanto a esse tipo de problema, e gostaria até que ele pudesse explicar isso, pois, como eu disse, essa sua informação é estranhíssima, no mínimo.

      Esse seu argumento é muito desagradável , infeliz, deselegante!



      Excluir
    20. Respostas aos argumentos de Demo: parte 2/3a


      Demo24 de fevereiro de 2013 18:12
      Rubim Geontelus


      Demo: O que me leva a comentar desta vez tem a ver com algumas premissas dos seus argumentos.

      «Assim sendo, o Jesus histórico é um amálgama de muitos personagens que viveram naqueles tempos…» 

      O Jesus da história, ou o Cristo da fé, existiu e foi uma e só pessoa, descendente de famílias com privilégios, ele era, na ocupação do império romano, um pretendente á coroa dos judeus. A inscrição “Rei dos Judeus” existente na cruz (em que foi crucificado) não estava lá por acaso.

      Toda a agitação política na altura, que também tinha a ver com questões de independência, serviu os propósitos a atingir pelos promotores da”palavra”.



      Rubim Geontelus : tem certeza que c conhece mesmo o cristianismo? Já ouviu falar de Yeshua Bem Pandera (ou Pantera)? Não, pois seu argumento deixa claro que jamais ouviu falar desse personagem. Será que c também já ouviu falar que a inscrição INRI já existia muito antes da pretensa crucificação do Jesus bíblico (sim, pois os islâmicos negam que houve uma crucificação, bem como outras fontes)? INRI significa os quatro elementos em aramaico: Iam (água), Nour (fogo), Ruach (ar) e Iabeshah, e a tecnologia de evolução espiritual conhecida como alquimia é muito mais antiga que o cristianismo. INRI também significa 'Igne Natura Renovatur Integra'. INRI pode ainda significar 'Isis Naturae Regina Ineffablis'. Bem, como um mantra entoado desde tempos muitos antigos por diversos povos: egípcios, judeus, persas, maias, incas, celtas, etc. C pode pesquisar melhor sobre o assunto, mas eis um link sobre o assunto:

      http://www.gnosisonline.org/teologia-gnostica/o-poder-renovador-de-inri/


      Excluir
    21. Respostas aos argumentos de Demo: parte 2/3b


      Demo24 de fevereiro de 2013 18:12
      Rubim Geontelus



      C sabe também que a simbologia da cruz é mais antiga que o cristianismo, não é!? Pois é, bem como a simbologia do peixe (que nada mais é que a Vesica Piscis, conhecido desde o Antigo Egito), a simbologia do vinho e do pão, etc.

      C também já ouviu falar de Crestus, não é!? Se não, então pesquise antes de falar o que não tem certeza. Eis um link interessante sobre uma pesquisa a respeito de Jesus:

      http://www.recantodasletras.com.br/artigos/1067416

      Recomendo também que c veja o documentário Zeitgeist.

      Quanto a um Jesus específico ter existido com as características de um 'rei' é possível, sim, embora não exatamente com esse nome. O pesquisador e escritor Ralpe Ellis escreveu o livro 'Jesus, o último dos faraós', e demonstra bem essa possibilidade.

      C também já ouviu falar que o nome Jesus, que na verdade se origina do grego e não diretamente do hebraico Yeshua, é uma corruptela de um dos nomes do 'deus' Hórus do Antigo Egito? Pois é, tudo que fala da vida de Jesus já existia no Antigo Egito sobre a figura de Hórus: nascido de uma virgem, fazia milagres, foi crucificado, ressuscitou, tinha doze sacerdotes que o seguiam, etc.

      Khrisna também tem muitas semelhanças com a história contada sobre o Jesus bíblico, bem como Orfeu, Mitra, e outros.

      Porém, o que não se discute é se existiu um Jesus específico que tenha sido descendente de faraós, ou de Yeshua Bem Pandira (Pantera), Crestus, ou outros personagens. O que se discute é que o Jesus bíblico é claramente uma farsa, um amálgama de vários personagens, bem como uma metáfora para o solstício de inverno (como podemos ver em Zeitgeist e outras fontes). Será que c entendeu agora o que eu quis dizer com amálgama?


      Quero deixar claro que estou lhe respondendo por uma questão de ter ficado indignado com seus argumentos! C não soube interpretar o que escrevi, e vem argumentar que eu disse que não havia existido um judeu que reclamou suas linhagens de rei. O que falei é que existiram muitas pessoas com o nome de Yeshua e Yehoshua, bem como outros, e que se confundem quando da fabricação do mito do salvador. Por favor, leia com mais atenção, e não procure colocar palavras na boca dos outros, pois isso é falta de educação.

      Essa não é a primeira vez que c se dirige a mim de modo grosseiro, distorcendo minhas palavras e colocando palavras em minha boca...muito desagradável mesmo!

      Excluir
    22. Respostas aos argumentos de Demo: parte 3/3


      Demo24 de fevereiro de 2013 18:12
      Rubim Geontelus



      Demo:

      «… bem como o cristianismo é um amálgama de várias religiões …» 

      Este será, por assim dizer, o cristianismo como o conhecemos hoje, apesar de se teimar em confundir seitas com religião. O cristianismo, o islamismo ou o judaísmo são religiões, apesar de partilharem o mesmo deus Abraãmico, sendo o catolicismo representante “oficial” (digamos assim) do cristianismo, os protestantes e os evangélicos e alguns outros (pouco representativos) são seitas que derivaram de cisões dentro da própria igreja.

      O cristianismo não é uma amalgama de religiões, o cristianismo, nas suas origens nem tinha nada a ver com religião, era apenas uma ideologia de solidariedade e esperança em que os mais desfavorecidos confortavam-se e encorajavam-se uns aos outros potenciando forças suficientes para a luta de sobrevivência que viviam no seu dia a dia.

      Posteriormente é que a religião, através do catolicismo, se foi integrando e, da mesma forma que tomara como sua a igreja aos gnósticos, associou a doutrina, centrada na figura de “Cristo” (o ungido), á ideologia de “bem-fazer” tornando-a sua também.



      Rubim Geontelus: engano seu! O cristianismo sempre foi uma religião, pois supostamente nasceu no seio do judaísmo, que é uma religião. Logo, em seus princípios, o cristianismo pode ser considerado como uma seita dentro do judaísmo, e não menos que uma religião em relação ao mesmo. Mais uma vez lhe pergunto: c sabe mesmo o que é um amálgama? C sabe o que é um 'blended whisky''? É um whisky original, mas é composto por diversos outros. Seu sabor, cor, textura, são únicos, mas é formado por outros. Da mesma forma podemos falar do cristianismo: sempre foi uma religião, e em nenhum momento eu disse que não era. O que falei é que é uma religião formada por várias outras, que nada tem de original, e que tudo que tem no cristianismo já existia em outras religiões. Bem, em todo caso, procure se informar melhor sobre as origens do cristianismo, bem como as modificações e concessões que o mesmo fez para adequar os 'pagãos'.

      Quando falamos de cristianismo, nos referimos à entidade que se tornou poderosa, organizada, e que conhecemos hoje em dia. Não precisamos sempre dizer que houve um cristianismo anterior. Até mesmo porque não sabemos como foi esse tal cristianismo anterior. C tem alguma filmagem in loco de como era realmente? Claro que não! Logo, tudo que temos são os relatos dos evangelhos, que, por sinal, não são confiáveis por terem sido escritos por segundos muito tempo após os pretensos acontecimentos. Acontecimentos esses que constam apenas nos evangelhos, como os eventos da crucificação (terremoto, o mundo ficou escuro, tempestades, mortos se levantaram de túmulos, etc.). Sendo assim, fora dos evangelhos, não existem documentos que comprovem realmente a autenticidade de nada que exista nos evangelhos.


      Quero deixar claro que estou lhe respondendo por uma questão de ter ficado indignado com seus argumentos! C não soube interpretar o que escrevi, e vem argumentar que eu disse que cristianismo não é uma religião. O que eu disse, e demonstrei acima nos argumentos, é que o cristianismo é um amálgama de várias religiões, ou mesmo um plágio de Hórus, Khrishna, Mitra. Recomendo que se informe melhor sobre ao assunto antes de se arvorar a desmentir os outros sem ferramentas suficientes apropriadas. Por favor, leia com mais atenção, e não procure colocar palavras na boca dos outros, pois isso é falta de educação.

      Essa não é a primeira vez que c se dirige a mim de modo grosseiro, distorcendo minhas palavras e colocando palavras em minha boca...muito desagradável mesmo!

      Excluir
    23. Rubim Geontelus

      Eu não cultivo o hábito da pretensão. O que eu lhe estava tentando dizer é que discordei e continuo a discordar dos seus argumentos quanto a um exemplo que você considerou uma manifestação racista.

      Depois de tentar três vezes, sem sucesso, a publicação dos ditos comentários questionei o Paulo Lopes sobre a razão de tal impossibilidade pensando (eu) ter sido vetado.

      E a resposta que recebi em meu e-mail foi a que transcrevo, não para justificar o que quer que seja, mas apenas para lhe mostrar que não basta uma atitude histérica para se dar ares de progressista porque o beneficio da dúvida, quando não se conhece alguém, é uma ferramenta de formação intelectual.

      «Seus comentários têm sido publicados normalmente. O que está ocorrendo é que, por um bug do Blogger, os últimos comentários de posts muitos com mais de 200 comentários não são acessados. É isso. Abs.
      Paulo»

      Excluir
    24. Caro Rubim Geontelus

      Comentário [24 de fevereiro de 2013 16:14]
      «… bem como o cristianismo é um amálgama de várias religiões…»

      Comentário [25 de fevereiro de 2013 14:28]
      «Da mesma forma podemos falar do cristianismo: sempre foi uma religião, e em nenhum momento eu disse que não era.»

      Fiquei elucidado, esclarecido, mesmo!!!


      O seu discurso é uma pérola redonda da exegese pseudo-intelectual e o uso de palavras e expressões copy/paste para fingir sofisticação intelectual apenas revelam hipóteses assentes em lugares comuns que debater significaria reconhecer importância á asneira.
      Os seus argumentos são uma amálgama de opiniões adulteradas de “pseudo-gnose” com que você engraçou e que, confundindo tudo, teima em expor-se ao ridículo.

      «O que se discute é que o Jesus bíblico é claramente uma farsa, um amálgama de vários personagens, bem como uma metáfora para o solstício de inverno »

      O solstício de inverno refere-se apenas á data de celebração de uma festa pagã á qual terá sido sobreposta, por imposição da igreja (católica) a data de celebração do nascimento do Cristo da fé, ou seja o Natal. Este exemplo revela bem a falta de idoneidade e seriedade das suas fontes.

      Quanto ao cristianismo, permita-me o plebeísmo, suas considerações não são apenas residuais, são mesmo espasmos de ignorância. Leia livros de história e filosofia da religião em vez de se fixar em “argumentos de autoridade” de índole duvidosa em sites que de duvidoso não têm nada.

      «Logo, tudo que temos são os relatos dos evangelhos, que, por sinal, não são confiáveis por terem sido escritos por segundos muito tempo após os pretensos acontecimentos.»

      Você poderia estar errado por má fé, mas não, você está mesmo enganado por ignorância. È óbvio que existem registos históricos, ou você acha que a história da religião está alicerçada nos evangelhos?
      Já ouviu falar nos “Manuscritos do Mar Morto” ou nos “Evangelhos Gnósticos” ou na “Biblioteca de Nag Hammadi”?

      «Quero deixar claro que estou lhe respondendo por uma questão de ter ficado indignado com seus argumentos!»

      Isso é disfunção intelectual, o chamado complexo de inferioridade, porque o debate de ideias serve exactamente para ajustarmos os nossos pensamentos á realidade.

      «Essa não é a primeira vez que c se dirige a mim de modo grosseiro, distorcendo minhas palavras e colocando palavras em minha boca...muito desagradável mesmo!»

      Eu não coloco coisa nenhuma em lugar nenhum, eu apenas partilho os meus conhecimentos e experiência, de forma gratuita e boa vontade, manifestando a minha opinião independentemente da resistência de alguns desadaptados e pretensioso que por aqui “circulam”.

      Disponha

      Excluir
    25. Demo25 de fevereiro de 2013 18:38

      Rubim Geontelus

      Eu não cultivo o hábito da pretensão. O que eu lhe estava tentando dizer é que discordei e continuo a discordar dos seus argumentos quanto a um exemplo que você considerou uma manifestação racista.

      Depois de tentar três vezes, sem sucesso, a publicação dos ditos comentários questionei o Paulo Lopes sobre a razão de tal impossibilidade pensando (eu) ter sido vetado.

      E a resposta que recebi em meu e-mail foi a que transcrevo, não para justificar o que quer que seja, mas apenas para lhe mostrar que não basta uma atitude histérica para se dar ares de progressista porque o beneficio da dúvida, quando não se conhece alguém, é uma ferramenta de formação intelectual.

      «Seus comentários têm sido publicados normalmente. O que está ocorrendo é que, por um bug do Blogger, os últimos comentários de posts muitos com mais de 200 comentários não são acessados. É isso. Abs.
      Paulo»



      RESPOSTA DE RUBIM GEONTELUS: C vem me acusar de um monte de absurdos nos comentários abaixo, seu tosco, e ainda quer pagar de santo, de ético, de ou sei lá de quê!? Não, c não é nada disso, e não me interessa a resposta que Paulopes enviou para c. O que importa é que c foi deselegante, grosseiro, infeliz, em seu comentário sobre ter refutado os meus e não os ter mais. Isso é apelar para falácia do tipo 'pombo enxadrista. Como eu disse, mesmo que Paulopes tenha enviado tal resposta, c não tem o direito de vir com esse lero-lero de ter refutado e não ter os textos. Será que entendeu agora? Ou quer que desenhe? C é grosseiro mesmo, basta ver seus novos comentários, que eu refutarei com prazer (estarão logo abaixo desse).

      Outra coisa: em seus comentários abaixo, c me acusa de copy/paste, mas c acha de colar uma resposta aqui e acha que eu devo acreditar nisso? C é mesmo cheio de contradições, viu! E acha de me acusar de copy/paste, uma agressão tão já batida em discussões de net, e quer que todos acreditem que c não copy/paste? S e c acusa os outros disso é porque está se projetando, viu! Quem faz sempre quer que os outros também sejam porque não querem ser sozinhos. Essa é uma explicação clássica na psicologia para esse tipo de comportamento seu. Além do mais, como ficará evidente nas respostas abaixo, c é uma pessoa que também se sente inferior, uma vez que tenta também projetar isso, bem como alguém que demonstra uma inveja muito grande ao tentar se impor através da falácia da experiência, ou seja, a velha e batida falácia do Argumentum Ad Verecundiam, ou Apelo à Autoridade. É o tipo de argumentos que pessoas mais velhas usam para intimidar crianças ao dizerem que têm mais experiência, e muitos outros casos. O que interessa aqui é que c tenta, no desespero, impor e se opor aos meus argumentos usando de má-fé, de hipocrisia, de todo os tipos de subterfúgios para que eu me sinta intimidado. Principalmente com essa de experiente, como se eu fosse alguma criança. NÃO SEJA INFANTIL! C não me intimida com suas agressões e seus argumentos debiloides.

      Excluir
    26. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 1/5a

      DEMO:

      Demo25 de fevereiro de 2013 20:32

      Caro Rubim Geontelus

      Comentário [24 de fevereiro de 2013 16:14]
      «… bem como o cristianismo é um amálgama de várias religiões…»

      Comentário [25 de fevereiro de 2013 14:28]
      «Da mesma forma podemos falar do cristianismo: sempre foi uma religião, e em nenhum momento eu disse que não era.»

      Fiquei elucidado, esclarecido, mesmo!!!


      O seu discurso é uma pérola redonda da exegese pseudo-intelectual e o uso de palavras e expressões copy/paste para fingir sofisticação intelectual apenas revelam hipóteses assentes em lugares comuns que debater significaria reconhecer importância á asneira.
      Os seus argumentos são uma amálgama de opiniões adulteradas de “pseudo-gnose” com que você engraçou e que, confundindo tudo, teima em expor-se ao ridículo.



      RUBIM GEONTELUS: sua ironia apenas comprova que c é um TROLL. Antes de mais nada, quero dizer que estou tendo muitas dificuldades em interpretar o que c escreve, uma vez que se expressa muito mal e escreve muito péssimo. Mas seguindo o raciocínio: antes eu havia lhe chamado de grosseiro, deselegante, infeliz, mas agora tenho a certeza de que se trata de um TROLL desesperado por ter tido os fracos argumentos destruídos completamente. Demonstrei nos comentários anteriores que c num sabia do que estava falando, e agora quer me desqualificar usando falácias: Ad Hominem, Apelo ao Ridículo, Ironia. Sem falar que c está demonstrando ser uma pessoa muito leviana (uma vez que faz observações infundadas sobre meu conhecimento). Não sei de quem c tá recebendo dinheiro para tentar me desmoralizar com esses argumentos rasteiros, baixos, sem lógica, plenos de falácias, mas, pela sua ânsia em querer me atacar, claro está que está a serviço de alguma organização. E, mesmo que não esteja sendo pago para isso, está claro que faz parte de algum grupo e faz isso com algum prazer. C quer validar o cristianismo num site de maioria de ateus, agnósticos, humanistas? Bom, acho que os leitores/comentaristas podem verificar seu comportamento e tirar as conclusões de quem está sendo realmente ridículo, não!? Até agora eu argumentei e descaracterizei seus argumentos, melhor dizendo, seus falsos argumentos, com lógica e dentro de estudos amplamente divulgados em livros e na net. Lamento se seus conhecimentos são pobres, confusos, problemáticos, caóticos. Como todos podem ver, quem está usando de ataques pessoais (Ad Hominem), Apelo ao Ridículo, Ironias, e sendo leviano é c, ou não!?

      Excluir
    27. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 1/5b



      RUBIM GEONTELUS: C é alguém que não conseguiu se desvencilhar desse mito fabricado, que claramente é um amálgama de outras religiões ou mesmo um plágio, como eu havia dito antes. Um dos motivos da Europa estar se tornando ateia, agnóstica, ou com pessoas com religiosidade mas sem estarem vinculadas ao cristianismo, é exatamente a boa educação e também os estudos que demonstram claramente o que eu disse antes. Contudo, um tosco como c vem e quer, num site como esse, impor essa sua verdade já tão cambaleante, desmascarada, destruída, corroída? Fala sério, viu! Quem é mesmo que está sendo ridículo, heim!?

      Quantos aos meus conhecimentos, eu jamais lhe disse a qual grupo pertenço, e acho mesmo engraçado essa sua tentativa de me enquadrar em gnose apenas porque lhe recomendei um link de um site sobre gnose. Bom, não importa! Importa que nesse site de gnose havia informações precisas sobre o simbolismo da cruz, sobre Jesus, etc. Infelizmente, pessoas como c estão condicionadas de tal modo que se transformam em instrumentos de disseminação de uma virulência que já perdura mais de 2.000 anos. C não tem culpa, pois é apenas uma pobre e infeliz vítima de um mito fabricado e imposto a ferro e fogo. Mas os tempos são outros, meu velho, e c e nem os de sua corja irão me intimidar com esses seus discursos nojentos, cheios de falácias, caóticos. Além disso, quem está se dando ares de progressista (com a mente própria de reacionário cristão do tipo EVANGELIBAN) é c, e também sendo histérico ao usar de tanta falácias, ou seja, pura agressões pessoais - próprias de quem está desesperado e não tem como contra-argumentar logicamente.

      Também podemos ver em seus argumentos uma inveja doentia, pois c se projeta demais, como eu já bem disse antes.

      Excluir
    28. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 2/5

      DEMO:

      «O que se discute é que o Jesus bíblico é claramente uma farsa, um amálgama de vários personagens, bem como uma metáfora para o solstício de inverno »

      O solstício de inverno refere-se apenas á data de celebração de uma festa pagã á qual terá sido sobreposta, por imposição da igreja (católica) a data de celebração do nascimento do Cristo da fé, ou seja o Natal. Este exemplo revela bem a falta de idoneidade e seriedade das suas fontes.

      Quanto ao cristianismo, permita-me o plebeísmo, suas considerações não são apenas residuais, são mesmo espasmos de ignorância. Leia livros de história e filosofia da religião em vez de se fixar em “argumentos de autoridade” de índole duvidosa em sites que de duvidoso não têm nada.

      RUBIM GEONTELUS: Iiiiiiih, tá cheirando mal, heim! C não sabe argumentar mesmo, né! Não tem como, amigo, pois seus conhecimentos são pobres, infantis, condicionados, tristes. Dizer que o Solstício de Inverno só tem a ver com Natal já demonstra seu nível de conhecimento, ou se sabe da verdade, a tentativa de querer impor suas verdades através de ataques pessoais. Novamente Ad Hominem, Apelo ao Ridículo, leviandade, insanidade. Minhas fontes são seguras, ó defensor do cristianismo em decadência, e sinto lhe dizer, não troco meus conhecimentos por essa sua cegueira torpe, por essa sua falsa pretensão de saber o que diz sobre o cristianismo calcada em 'verdades' fabricadas por uma religião mequetrefe que tenta sobreviver porque ainda encontra ENERGÚMENOS APEUDETAS que nem c. Estranha-me o fato de c dizer que minhas fontes não são idoneas, e isso só demonstra que c não conhece o documentário Zeitgeist, nem jamais leu um livro sobre precessão, nem os livros de Mircea Eliade, nem a obra de Carl Gustav Jung, nem os livros de cabalá judaicos, o Sepher Zohar, o Sepher Yetzirá, cristianismo gnóstico, simbolisco de Dendara, Schwaller de Lubicz, John Anthony West, Ralph Ellis, Maçonaria e Rosa-Cruz, Nitzsche, Derridá, Baruch Spinoza, ...Bom, essas são algumas de minhas fontes. Será que eu deveria rir de c agora? Não, não farei isso porque Thomas Hobbes fez um estudo muito sério sobre o riso, cujo interesse data da época de Aristóteles, e que demonstra o perigo de se rir de alguém. Além de também eu me equiparar a c, coisa que jamais irei querer! Não, devo apenas ter dó de alguém como c, que não tem conhecimentos das coisas que demonstram ser o cristianismo um mito fabricado para propósitos de dominação. Portanto, c é só mais uma vítima dessa dominação, e é digno de dó! Nada mais, pois é um ENERGÚMENO APEDEUTA!


      Na verdade, mais uma vez c se projetou, e tudo que c disse é exatamente o que lhe serve! C se projeta demais, viu!

      Excluir
    29. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 3/5a


      DEMO:

      «Logo, tudo que temos são os relatos dos evangelhos, que, por sinal, não são confiáveis por terem sido escritos por segundos muito tempo após os pretensos acontecimentos.»

      Você poderia estar errado por má fé, mas não, você está mesmo enganado por ignorância. È óbvio que existem registos históricos, ou você acha que a história da religião está alicerçada nos evangelhos?
      Já ouviu falar nos “Manuscritos do Mar Morto” ou nos “Evangelhos Gnósticos” ou na “Biblioteca de Nag Hammadi”?

      RUBIM GEONTELUS: Mais falácias Ad Hominem, Apelo ao Ridículo, acusações e agressões. Cite-me um documento que comprove a existência de Jesus além do que está nos evangelhos! Onde estão esses documentos que comprovam a existência concreta de um tal Jesus que viveu na época descrita nos evangelhos? Até hoje existem os documentos dos imperadores romanos, bem como dos seus administradores e oficiais e também dos historiadores da época, e não consta sobre esse tal Jesus de forma a confirmar claramente sua existência. Josepho, um historiador judeu, cita algumas passagens, mas hoje é contestado porque os estudiosos já provaram que todos os pretensos documentos que citam esse tal Jesus bíblico foram adulterações da ICAR para dar validade a suas mentiras. Portanto, quais são esses documentos que c diz provar a existência do tal Jesus bíblico além dessas adulterações (falsificações) da ICAR e os próprios evangelhos adulterados ao longo dos séculos, sem falar que foram escritos por segundos. E aí!?

      Mais uma coisa: c já ouviu da falsificação do Santo Sudário, né? Comprovadamente uma farsa , pois a ciência provou a datação por C14. Já ouviu falar das lembrancinhas que a ICAR vendia aos 'fiéis', né? Tipo: lascas de ossos de Jesus; frascos com sangue de Cristo; pedaços da roupa de Cristo; espinhos da coroa; pregos da crucificação; lascas da cruz; etc. Será que dá para acreditar numa instituição dessa? Se falsificaram tudo isso, imagina o que não fizeram com documentos, seu tosco!

      Quanto aos Manuscritos do Mar Morto , aos Evangelhos Gnósticos e a Biblioteca de Nag Hamadi, acho que c acaba de decretar seu fim, otário! C acaba de comprovar definitivamente e de uma vez por todas sua falência em conhecimentos de modo que eu não irei mais me dar ao trabalho de responder a c. Além de ter demonstrado claramente ser um TROLL, agora com essa confirma de uma vez por todas, que é apenas um ENERGÚMENO APEDEUTA! Pobre coitado, eu estava já com nojo de c, sabe, mas agora estou mesmo com dó! Cara, toma vergonha nessa FUÇA DESLAVADA e vá estudar mais antes de vir vomitar asneiras, de querer validar seus argumentos através de falácias, etc. Vou lhe mostrar seus erros em relação a ter citado esses pergaminhos e os evangelhos gnósticos:

      Excluir
    30. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 3/5b



      RUBIM GEONTELUS: Primeiro: c me criticou negativamente acima ao dizer que meus conhecimentos se baseiam em gnose, etc. Foi uma enxurrada de vômitos falaciosos de alguém claramente fora de si, perturbado, sem noção, perdido, sem lenço nem documento...ENERGÚMENO APEDEUTA, e agora provo sem deixar dúvidas. Ora, meu velho, c apela para documentos gnósticos para validar o cristianismo da ICAR? C num sabe que os pergaminhos do Mar Morto (ou Manuscritos do Mar Morto), pergaminhos de Nag Hamadi, e os evangelhos gnósticos são todos gnósticos? Putz, c tá muito pior do que eu pensava, heim!? Olha, não gosto de humilhar ninguém, pois isso só traz problemas, mas c bem que merece, viu! C veio com falta de civilidade desde outros fóruns nesse blog, e nessa notícia c veio citar que refutou meus argumentos e blá-blá-blá, apelando para a falácia do pombo enxadrista. Bom, já demonstrei que c não tem condições de refutar meus argumentos, e agora dou o tiro de misericórdia para que c num fique estrebuchando. Apelar para os documentos gnósticos prova que c num sabe diferenciar o cristianismo da ICAR do cristianismo gnóstico;


      Segundo: o gnosticismo não vê Jesus como sendo o próprio 'deus', nem mesmo seu 'filho' no sentido do cristianismo da ICAR e dos protestantes, bem como dos ortodoxos gregos e russos e a Igreja da Armênia. Para os gnósticos, o Cristo, e não necessariamente Jesus, é um conceito cósmico, que qualquer pessoa pode internalizar e se tornar. Logo, qualquer pessoa pode ser um Cristo ao internalizar profundamente o gnosticismo. Morrer na cruz é tão antigo que se perde no tempo, uma vez que o simbolismo da cruz nada mais é que o encontro do homem com a consciência elevada, a razão suprema, o logos ou palavra no sentido gnóstico. Não é uma crucificação literal, mas simbólica: é estar fixo a cruz, ao ponto central da mesma (onde repousa a cabeça), sendo a cruz uma derivação do cubo.

      Será que depois dessa humilhação c ainda vai insistir em me agredir com suas falácias e agressões? Será!?

      Excluir
    31. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 3/5b



      RUBIM GEONTELUS: Primeiro: c me criticou negativamente acima ao dizer que meus conhecimentos se baseiam em gnose, etc. Foi uma enxurrada de vômitos falaciosos de alguém claramente fora de si, perturbado, sem noção, perdido, sem lenço nem documento...ENERGÚMENO APEDEUTA, e agora provo sem deixar dúvidas. Ora, meu velho, c apela para documentos gnósticos para validar o cristianismo da ICAR? C num sabe que os pergaminhos do Mar Morto (ou Manuscritos do Mar Morto), pergaminhos de Nag Hamadi, e os evangelhos gnósticos são todos gnósticos? Putz, c tá muito pior do que eu pensava, heim!? Olha, não gosto de humilhar ninguém, pois isso só traz problemas, mas c bem que merece, viu! C veio com falta de civilidade desde outros fóruns nesse blog, e nessa notícia c veio citar que refutou meus argumentos e blá-blá-blá, apelando para a falácia do pombo enxadrista. Bom, já demonstrei que c não tem condições de refutar meus argumentos, e agora dou o tiro de misericórdia para que c num fique estrebuchando. Apelar para os documentos gnósticos prova que c num sabe diferenciar o cristianismo da ICAR do cristianismo gnóstico;


      Segundo: o gnosticismo não vê Jesus como sendo o próprio 'deus', nem mesmo seu 'filho' no sentido do cristianismo da ICAR e dos protestantes, bem como dos ortodoxos gregos e russos e a Igreja da Armênia. Para os gnósticos, o Cristo, e não necessariamente Jesus, é um conceito cósmico, que qualquer pessoa pode internalizar e se tornar. Logo, qualquer pessoa pode ser um Cristo ao internalizar profundamente o gnosticismo. Morrer na cruz é tão antigo que se perde no tempo, uma vez que o simbolismo da cruz nada mais é que o encontro do homem com a consciência elevada, a razão suprema, o logos ou palavra no sentido gnóstico. Não é uma crucificação literal, mas simbólica: é estar fixo a cruz, ao ponto central da mesma (onde repousa a cabeça), sendo a cruz uma derivação do cubo.

      Será que depois dessa humilhação c ainda vai insistir em me agredir com suas falácias e agressões? Será!?

      Excluir
    32. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 4/5

      DEMO:

      «Quero deixar claro que estou lhe respondendo por uma questão de ter ficado indignado com seus argumentos!»

      Isso é disfunção intelectual, o chamado complexo de inferioridade, porque o debate de ideias serve exactamente para ajustarmos os nossos pensamentos á realidade.


      RUBIM GEONTLUS: exatamente, c bem disse agora, só que isso é sua medida, pois eu comprovei acima, sobre o gnosticismo, que c não sabe do que fala. Vou além: c tem disfunção intelectual, ignorância em todos os níveis, trollismo, e pseudo-intelectualismo. Blargh! C é mesmo um ENERGÚMENO APEDEUTA! Eu havia pressentido que c é um TROLL, sem condições de dialogar civilizadamente, condicionado pelo cristianismo da ICAR ou protestante, e agora tenho absoluta certeza. Por isso que eu havia dito que estava respondendo por ter ficado indignado. Minha indignação agora só aumentou, pois c comprovou mesmo ser um TROLL, e tudo que essa palavra contém de perversidade, bem como todos os outros adjetivos que mencionei.

      Será que c ainda vai querer justificar a cagada que deu ao tentar validar o cristianismo da ICAR ou protestante, bem como dos ortodoxos gregos e russos e Igreja da Armênia usando o cristianismo gnóstico para isso!? Meu, vai estudar!!! C num sabe que a ICAR e os outros cristãos que tem Jesus como o próprio 'deus' perseguiram e perseguem os gnósticos justamente porque o gnosticismo nega a divindade de Jesus, tanto como sendo o próprio 'deus' como mesmo o 'filho'?

      PQP, esse ENERGÚMENO APEDEUTA TOSCO vem dizer que meus conhecimentos se baseiam em gnosis e etc., numa clara leviandade, e depois cita pergaminhos gnósticos e evangelhos gnósticos para tentar validar o cristianismo da ICAR , etc.

      Ah, só mais uma coisa: estou me referindo ao gnosticismo puro, e não há formas toscas de gnosticismo que cristãos da ICAR e protestantes, bem como os outros já citados, usam para enganar os desavisados como c. E fazem isso da mesma forma que dizem haver um 'judaísmo messiânico', ou seja, cristãos que têm Jesus como sendo o próprio 'deus' costumam usar todos os meios para justificar os fins: converter os incautos a qualquer custo.

      Será que c ainda vai ter o caradurismo de tentar me desqualificar, de usar suas falácias, de querer ser o tal aqui, seu tosco?

      Excluir
    33. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 5/5a



      DEMO:
      «Essa não é a primeira vez que c se dirige a mim de modo grosseiro, distorcendo minhas palavras e colocando palavras em minha boca...muito desagradável mesmo!»

      Eu não coloco coisa nenhuma em lugar nenhum, eu apenas partilho os meus conhecimentos e experiência, de forma gratuita e boa vontade, manifestando a minha opinião independentemente da resistência de alguns desadaptados e pretensioso que por aqui “circulam”.

      Disponha


      RUBIM GEONTELUS: a arrogância mandou lembranças, viu! Só que c num tem capacidade nenhuma de argumentar, pois demonstrei anteriormente e agora nessas respostas que c confunde tudo, não tem conhecimentos suficientes para se aprofundar, e tudo que sabe é um pouco do cristianismo da ICAR e protestante, sendo, portanto, um mero robô que foi condicionado para repetir uma programação imposta por essa religião mequetrefe durante mais de dois mil anos às custas de perseguições diversas, inclusive com muitas mortes. A ironia é que muitas dessas mortes foram dos exatamente dos gnósticos que c tentou usar para validar seus argumentos em favor do cristianismo da ICAR e dos protestantes. Não é mesmo de deixar qualquer com dó de c?

      C acha mesmo que tem condições de partilhar seus conhecimentos e experiências? Não acha demais falar que tem experiência num site? Como c pode comprovar isso, heim!? Não acha que está exagerando! Só podemos falar daquilo que podemos provar, não é mesmo? C disse acima que eu uso de copy/paste para ser isso e aquilo, numa demonstração de leviandade extrema, bem como usou de falácias para me atacar. E agora vem pagar de experiente? C é muito contraditório, não é mesmo, ENERGÚMENO APEDEUTA TOSCO? Quer dizer que é ético e bonito alguém dizer num site que tem experiência, que conhece o mundo, que é viajado, etc.? E, mesmo que seja, não acha que isso leva à clássica falácia do 'Argumentum Ad Verdecudiam'? Me poupe de sua torpeza, c se superou mesmo, viu! Sabe quanto eu daria por seus conhecimentos e sua experiência até agora aqui demonstrados? Uma bela cagada. Se é que vale tudo isso, viu!

      Excluir
    34. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Parte 5/5b


      RUBIM GEONTELUS: Falando em resistência, c num acha estranho que eu esteja demonstrando que o cristianismo da ICAR e dos protestantes, bem como os outros citados, é uma farsa, uma invenção claramente já comprovada por estudiosos, e que c é que está sendo a 'RESISTÊNCIA'? O 'REAÇA' é c próprio, seu ENERGÚMENO APEDEUTA TOSCO.


      Quanta contradição, viu! C se enforca com a própria corda! É nisso que dá ser arrogante, querer ser intelectual sem ter condições e cair no ridículo ao misturar os conceitos do cristianismo da ICAR e dos protestantes, bem como os outros citados, como o gnosticismo puro. C nunca ouviu falar que os pergaminhos do Mar Morto e de Nag Hamadi haviam sido escondidos pelos gnósticos justamente devido às perseguições dos cristãos que acreditavam ser Jesus o próprio 'deus', como os da ICAR.

      E dispor de quê? C num tem nada para dispor, repor, transpor, compor...Tudo que c quer é TROLLAR e tentar SE OPOR E IMPOR seus pensamentos caducos, esclerosados, insanos, próprios de uma mente doentia, arrogante, dominada por uma religião decadente, mentecapto.


      C tem mais algo a dizer, ou irá tomar consciência das abominações que diz, em todos os sentidos, e me poupar de estar humilhando c? A escolha é sua! Mas c tá me roubando tempo precioso de minha vida ao me prender aqui com esses seus 'argumentos' sem sentido, arrogantes, infames, ou seja, PURA TROLLAGEM! Bem, como c é um TROLL e já demonstrei que não tem condições alguma de debater (principalmente depois que c confundiu alhos com bugalhos (cristianismo da ICAR e dos protestantes com gnosticismo), eu tenho todo o direito de não responder às suas TROLLAGENS. C sabe disso, não é!? Sabe que c, como um autêntico TROLL ENERGÚMENO APEDEUTA TOSCO não deve ser alimentado, não é? Ou vai apelar para a velha falácia do 'ganhei porque ele não quis continuar o debate'? Se conscientize que c não tem condições de debater e que está me roubando, e roubar é feio, antiético, uma desgraceira de vergonha.


      Só mais uma 'cosita': espero que esteja tomando seus remedinhos para coração, e também seus tarja preta, pois não quero ser responsável por c ter um ataque cardíaco ou derrame cerebral. O choque que está tendo ao descobrir que c é uma farsa igual ao cristianismo que c defende é grande, e, quando as máscaras caem, corre-se o risco de embarcar dessa para melhor. Sinceramente, não desejo isso para c. Quanta humilhação, viu! Espero que c não venha a me odiar por isso a ponto de bater as botas. No fim, foi c mesmo que preparou sua própria corda e se enforcou bonitinho, bonitinho!

      Excluir
    35. Respostas aos comentários de Demo de 25 de fevereiro de 2013 20:13

      Bônus:


      DEMO:

      «Logo, tudo que temos são os relatos dos evangelhos, que, por sinal, não são confiáveis por terem sido escritos por segundos muito tempo após os pretensos acontecimentos.»

      Você poderia estar errado por má fé, mas não, você está mesmo enganado por ignorância. È óbvio que existem registos históricos, ou você acha que a história da religião está alicerçada nos evangelhos?
      Já ouviu falar nos “Manuscritos do Mar Morto” ou nos “Evangelhos Gnósticos” ou na “Biblioteca de Nag Hammadi”?


      RUBIM GEONTELUS: Além de eu ter demonstrado que c confundiu cristianismo da ICAR e dos protestantes, que afirma que Jesus é o próprio 'deus', com o gnosticismo puro, que tem Cristo como um conceito cósmico que qualquer pessoa pode internalizar, ainda vou demonstrar sua ingenuidade, infantilidade, e falta de conhecimentos.

      Bem, c diz que é óbvio que existem documentos além do próprios evangelhos, mas eu deixei claro que os documentos a favor da ICAR e, consequentemente, do protestantismo, são documentos forjados pela ICAR, ou seja, falsificados, adulterados, distorcidos. Mais uma vez: quais são esses documentos óbvios? C sabe de algum? Então, revele-os e faça com que o cristianismo da ICAR e dos protestantes tenha autenticidade, seja de uma vez por todas reconhecido como verdadeiro. Estou esperando! Vamos lá! Cadê os tais documentos? Estão guardados no baú de sua avó? Ou foi um amigo seu que lhe contou isso, e que, por sua vez, soube de um amigo, que soube de um amigo, que soube de um amigo....



      Quanto a sua ingenuidade, aqui vai uma explanação sobre o porquê do cristianismo ter conseguido fabricar um mito e implantá-lo durante tanto tempo: suponhamos que, por uma infelicidade, o mundo atual sofresse uma destruição (por armas nucleares, por uma queda de meteoro, ou outra causa). Os sobreviventes seriam poucos, e entre eles houvesse uma elite que dominasse o poder das armas e do conhecimento. Essa elite ordenaria que os sobreviventes que tivessem mais conhecimentos e que se opusessem a suas ordens fossem mortos. Depois essa eltie ordenaria que todos os livros que ensinasse verdades contrárias a 'sua verdade' fossem destruídos. Os sobreviventes agora seriam apenas os ignorantes, as crianças, os fracos submissos. A elite agora simplesmente implantaria sua verdade, e qualquer um que discordasse seria morto. Qual seria essa verdade? Bem, que tal essa elite ser um bando de fanáticos por Super-Homem e ter como 'livro sagrado' os gibis desse super herói? Depois de mais de dois mil anos matando, torturando, falsificando documentos, implantando o obscurantismo e todos os tipos de opressão e terror, c não acha que essa verdade não seria aceita por muitos? Ah, Clark Kent foi supostamente morto por uma kriptonita, mas todos que creem nessa 'religião' esperam seu retorno. Dizem que seres iguais a ele o socorreram e o levaram para o Céu (na verdade, o planeta natal de Super-Homem), para onde todos que acreditam nele irão um dia quando ele voltar para julgar a todos.

      Parece brincadeira, né? Mas o Super-Homem foi realmente inventado por um americano de origem judaica com base em Jesus da ICAR e de todos os cristãos que o tem como 'deus'. Simples assim!

      Excluir
    36. Em tempo: Os Manuscritos do Mar Morto são uma coleção de pergaminhos e livros apócrifos de antes do período da Era Comum, entre Malaquias e o início do cristianismo. Os pergaminhos de tal coleção são em sua maioria referentes ao judaísmo, mas os livros apócrifos encontrados são em grande parte de conteúdo gnóstico, ou que se pode considerar como ensinamentos condizentes com o gnosticismo. Assim sendo, essa coleção de pergaminhos e livros apócrifos conhecidos como 'Manuscritos do Mar Morto' nada confirmam sobre o Jesus da ICAR e dos protestantes, bem como dos outros cristãos que o tem como 'deus'.

      Excluir
    37. Rubim Geontelus,

      Vc não sabe mto bem o que significa um troll de internet, né?

      Deixa titia Michelle te explicar: um troll de internet é um desocupado...digo, uma pessoa que entra em um determinado blog, fórum, perfil de alguém no FB ou de qualquer outra rede de relacionamentos, YT, etc, só para trollar, para provocar e enfurecer as pessoas que frequentam e postam nessas páginas citadas.

      O Demo não se encaixa no perfil do troll. Chamar uma pessoa de troll só pq ela discorda dos seus argumentos, aponta algum erro em seus argumentos ou pq ela disse algo que te enfureceu (que cá entre nós, é mais problema e culpa sua do que dele) é imaturidade. Se for olhar, vc é que acaba agindo como um troll.

      Excluir
    38. Rubim Geontelus,

      Usamos de sarcasmo e ironia pq às vezes essa é a forma mais acertada de responder uma pessoa que tem um argumento mto idiota ou pq a pessoa está fazendo papel de ridículo ao dar um piti atrás do outro.

      Excluir
    39. Caro Rubim Geontelus

      Apesar de ter ficado sensibilizado com toda essa atenção, apenas 3 pontos, e finais.

      Dificilmente qualquer pessoa poderia refutar ou contrariar seus argumentos.
      E sabe porquê? Porque eles nem sequer estão errados, simplesmente não fazem sentido.
      Você não entendeu (mesmo) o meu comentário, pois não?

      «… não tem o direito de vir com esse lero-lero de ter refutado e não ter os textos. Será que entendeu agora? Ou quer que desenhe?»

      Quero que desenhe sim. E sabe porquê?
      Porque talvez na área do desenho consiga um futuro mais risonho… tente porque o esforço é menos cognitivo, é mais imaginativo.

      «Como todos podem ver, quem está usando de ataques pessoais (Ad Hominem), Apelo ao Ridículo, Ironias, e sendo leviano é c, ou não!?»

      È claro que toda a comunidade ficou elucidada, esclarecida e convencida além de agradada com o impacto do atestado de menoridade intelectual que você assinou a todos eles.

      Disponha

      Excluir
  16. Raça de malditos, desprovidos de vida, bando de escórias. Esses muçulmanos são mesmo uma desgraça para o mundo, só pregam e executam o ódio, querem sujeitar a todos a uma vida como a deles. São uma ameaça para todos nós. Depois ficam se fazendo de santinhos não querendo ser discriminados. Todos os países que eles começam a se proliferar vão querendo tomar posse dos costumes e impor o deles. França e Bélgica que se cuidem, me admira muito essa merda ser a religião que mais cresce no mundo, como as pessoas podem se converter a essa imundice?

    ResponderExcluir
  17. Se a Europa não fizer nada para deter o aumento do número de muçulmanos por lá, cenas como estas se tornaram corriqueiras no velho continente.

    ResponderExcluir
  18. Querem saber sobre ATEUS fundamentalistas?? Leem o Livro Negro do Comunismo e façam uma reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imperatriz Ayeka Masaki Jurai23 de fevereiro de 2013 16:38

      eita povinho criativo esses evanjegues hein, por favor tente outra falácia que essa de tão usada já virou clichê.

      como se a icar e os crentes fossem muito gente boa com aquele tal de santa óficio, a vulga inquisição principalmente na espanha.

      Excluir
    2. Ih... mais um palhaço que leu um livrinho mal formulado e sem acesso a dados e inventa mentirinhas pra se auto-promover. Conta outra meu chapa! Uma grande parte dos dados já foi refutada.
      Digo isso não pq sou "comunista", longe de mim (sou anarquista bakuninista e simpatizando pelas idéias de Errico Malatesta) mas um compromisso acima de tudo: se é pra apresentar dados apresente os dados certos e não mais um monte de boatos retirados de mais um livro de fofocas! i
      Isto eu já digo como historiador e não por ser ateu.
      É incrível como esses adeptos do Olavinho são mentirosos e escandalosos, fazem o mesmo escarcéu do Malafaia pra dizerem que estão certos. Pra eles não importa as provas e justificativas, mas sim quem grita mais alto que é o certo. Depois que são chamados de doidos e paranóicos ainda acham ruim. Vai entender!

      Excluir
    3. Anônimo (*23 de fevereiro de 2013 14:17)

      Quer saber algo sobre cristãos fundamentalistas? Leia o Malleus Maleficarum e reflita.

      Excluir
    4. Anônimo (23 de fevereiro de 2013 14:17)

      E tem um bônus: leia um livro que foi escrito por um amor de pessoa (só para não dizer o contrário) que dizia que sua missão era divina/vontade de deus: Minha Luta by Adolfinho Hitler.

      Excluir
    5. Tem que ter paciencia com esse crentalhoes burraldos, viu..

      Excluir
    6. Querem saber sobre ATEUS fundamentalistas??
      Leem a Bíblia e façam uma reflexão.

      Excluir
  19. A sociedade dividade em tribos, tende a entrar em conflito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Warner25 de fevereiro de 2013 07:13
      A sociedade dividade em tribos, tende a entrar em conflito.

      Google você quis dizer:

      A sociedade dividida em tribo religiosas, tende a se matarem.



      Excluir
  20. Como os cristãos, ateus também não gosta de ser contrariado! HE HE HE....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Busca neste site