Tirar crucifixo dos tribunais não é ato ‘do bem’, afirma bispo

Dom Jacinto Inácio Flach, bispo de Criciúma
Dom Flach disse que a cruz
incomoda muita gente
Dom Jacinto Inácio Flach (foto), bispo diocesano de Criciúma (SC), afirmou em uma missa no último fim de semana que a remoção dos crucifixos dos tribunais do Rio Grande do Sul é obra “de pessoas que não são do bem”.

“Essa é uma forma de excluir a presença de Cristo da vida das pessoas", disse.

No começo de março, o Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul decidiu acatar por unanimidade o pedido da Liga Brasileira de Lésbicas pela retirada dos crucifixos e demais símbolos religiosos dos tribunais. O desembargador Cláudio Baldino Maciel, relator do recurso, disse na época que a decisão condiz com o caráter laico do Estado brasileiro.

Para Flach, o fato de haver “gente que não quer ver o crucifixo” é “um sinal forte de que estamos ido para um rumo desconhecido”.

“A sociedade ocidental está negando suas raízes cristãs, e o crucifixo é a representação cristã”, afirmou. “Todo o Ocidente foi construído no cristianismo."

O bispo disse que a “corrupção reinante” é um sintoma de uma sociedade que nega a fé, mas não combate os males.  "A cruz incomoda, a igreja incomoda, a vida está sendo perseguida”, afirmou. “Os filhos das trevas odeiam a luz".

Concluiu: "Na época de Cristo havia quem não gostava da cruz também. Eu ficaria apavorado se não visse as pessoas com fé, as o povo ainda tem muita fé".





Com informação do portal de Criciúma.

Mensagem de bispo promove o preconceito e perturba a harmonia
por WillPapp em abril de 2012

Igreja contesta na Justiça a retirada de crucifixo dos tribunais do Sul
março de 2012

Religião no Estado laico.     Religião na Justiça.

Comentários

  1. Acontece, seu bispo, que cruz com um homem morto pregado nela também não é muito "do bem", se é que me entende. Além de ser um símbolo religioso numa repartição pública, o que fere a laicidade do país, sendo ela de maioria cristã ou não.

    Esses crentes sempre com mimimi e mania de perseguição. Depois querem ser levados a sério...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bispo Dom Flach está certíssimo em suas colocações.

      A crucifixofobia da ateuzada é um sintoma de sua sede demente por banir a religiosidade e os fundamentos cristãos da sociedade.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    3. Se agora, a cruz incomoda, a das delegacias deverão sair, pois simboliza para onde vai quem desobedece. Mostra tb, para onde vai os 'bonzinhos'.

      Excluir
  2. A prova de que jesus não está no coração das pessoas: Tirou a cruz, cabou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que acabou então.

      Excluir
    2. Sem cruz sem jesus putz...O problema que agora a igreja não pode queimar quem eles chama de filhos das trevas..

      Excluir
    3. Ui, a fé dos cristão acaba se a cruz não estiver ali? Que fé forte, hein?

      Excluir
  3. Perdeu uma ótima oportunidade de ficar calado e não dizer asneiras.

    ResponderExcluir
  4. Ricardo da Rocha4 de abril de 2012 15:14

    MIMIMIMIMIMIMI

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Retirar os crucifixos é uma forma de tirar Cristo da vida das pessoas? Então acho que deveríamos colocar também um pentagrama, também deveríamos colocar uma estrela de Davi e até um símbolo hindu.

    ResponderExcluir
  7. Realmente as religiões não merecem ser levadas a sério. Pelo argumento vazio do "bispo", fica claro que o objetico é a marcação de território, nada mais. É isso que todos disputam e o fim é comum: poder econômico, político e a imbecilização coletiva.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É igualzinho um cachorro mijando num poste.

      Excluir
  8. "Na época de Cristo havia quem não gostava da cruz também."

    Sim. Jesus era quem mais não gostava dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, como alguém poderia gostar de algo onde seria pregado até a morte? Que coisa mais sem fundamento.

      Paz pra todos.

      Excluir
    2. Pelo menos não é nem um pouco aceitável ver dois pedaços de pau(que nem são mais de pau) cruzados e uma escultura de um cara morto, pregado, e exposto.
      Além de ser falta de respeito, para comigo e para com os que não crêem nessas idiotices, é um abuso à suposta laicidade do Brasil.!

      Excluir
  9. Gostaria muito de saber o que ele definiria como "pessoa do bem"?

    A meu ver não existe "bem" ou "mal", existem lados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensamento cristão que acham que conseguem definir "bem" e "mal". Na real, é tudo ponto de vista.

      Excluir
    2. Bem é quando algo é construído e mal é o contrário.Fazer uma casa é um bem, destruir uma casa é um mal.

      Excluir
    3. Não esse tipo de bem Analista, e essa sua analogia pode ser facilmente questionada.

      Temos a nossa personalidade, o nosso jeito de ser, o nosso comportamento, etc. Enfim, temos o nosso EU e chamaremos esse nosso EU de "bem", e todos favoráveis ao meu EU serão "do bem", e os que são desfavoráveis ou contra serão "do mal".

      Essa seria uma definição mais sensata de "bem" e "mal", eu parafraseei de um site, no qual não me recordo o endereço, mas a ideia apresentada é parecida com essa.

      Excluir
    4. Baphomet, cada um no seu eu, vai querer morar num lugar confortável, cada um vai querer o bem para si. O mal aparece, quando um começa a destruir a casa do outro para fazer a sua. Nesse caso, tá faltando terra, pra cada um construir sua própria casa, sem destruir a do outro. Falta ao ser humano, o poder de fabricar terra.

      Excluir
    5. De acordo com religiosos, do bem é todo aquele que concorda com eles. Do mal é todo aquele que discorda.
      São pessoas de pensamento bem simples, não?

      Excluir
    6. Só que a definição defendida por mim, não se aplica somente aos religiosos, mas todas as vertentes políticas e religiosas seja o nazismo, o ateísmo, o comunismo, o cristianismo, o anarquismo, o judaísmo, etc. entram nessa definição. O nazismo não é "do mal" e o comunismo não é "do bem", assim como, o ateísmo não é "do bem" e o cristianismo não é "do mal". O que existem, a meu ver, são lados, lados estes por terem ideias opostas, acabam por entrar em conflito.

      Excluir
    7. Só que a definição defendida por mim, não se aplica somente aos religiosos, mas todas as vertentes políticas e religiosas seja o nazismo, o ateísmo, o comunismo, o cristianismo, o anarquismo, o judaísmo, etc. entram nessa definição. O nazismo não é "do mal" e o comunismo não é "do bem", assim como, o ateísmo não é "do bem" e o cristianismo não é "do mal". O que existem, a meu ver, são lados, lados estes por terem ideias opostas, acabam por entrar em conflito.

      Excluir
    8. "EU" é uma palavra grega que significa o bem, o bom e o belo. Portanto, na etmologia da palavra o bem somos nós e o mal é o outro. Pelo jeito isso se aplica no comentário do bispo.
      Só faltava ele dizer que o ateismo é o mal e que nós vamos destruir o Brasil e comer as criancinhas (ops. isso os padres já fazem!!).

      Excluir
    9. Padres pedófilos e pastores corruptos devem ser as "pessoas do bem" a quem o Bispo se refere.

      Excluir
  10. E se o Imperador Romano fosse Vlad Tepes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teríamos um Jesus empalado na parede.

      Excluir
    2. Hahahahahahahah... essa foi boa.

      Excluir
  11. Alguém conta pra ele que a Idade Média já acabou?

    ResponderExcluir
  12. “Os filhos das trevas odeiam a luz".

    Hell Yyyyyyyyyyyyeeeeeeeeeaaaaaaaaaaaaaaa;

    Hail Satan;
    Hail Baphomet;
    Hail Asmodeus;
    Hail Loki;
    Hail Lilith;
    Hail Beherit;
    Hail Tezcatlipoca;
    Hail Astaroth;
    Hail Sekhmet;
    Hail Bile;
    Hail Hecate;
    Hail Beelzebuth.

    And Get The Fuck Out God, we don't need You, we have a lot of others Gods.

    ResponderExcluir
  13. a questão dessa cruzinha, em relação aos tribunais e foruns da justiça, diz respeito ao erro, injustiça, não é nada cristão, mas tb sou a favor de banir este simbalo, hehehehehehe...É SÉRIO...

    ResponderExcluir
  14. NEM TODO HOMEM QUE FALA DE DEUS É BOM.
    E NEM TODO HOMEM BOM FALA DE DEUS.


    Este bispo balbuciou m*rda! As pessoas tem a liberdade de expressão, escolha e pensamento para acreditarem no que quiserem. Não é porque O BISPO quer, que todo mundo irá fazer.

    Igreja: Querendo pautar normas para as pessoas, até quando?!

    ResponderExcluir
  15. O Bispo devia levar um processo pela cara, ele incita abertamente o ódio e perseguição aos ateus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bispo devia levar é porrada na cara...

      Excluir
  16. Esse bispo e um fanfarrao. Pense antes de falar por favor. O senhor tem que entender que o estado e laico e a idade média acabou.

    ResponderExcluir
  17. Acho que esse bispo esta querendo aparecer.

    Se eu fosse adepto do Kanamara Matsuri, então deveria cobrar das autoridades a exposição em locais publicos, de um fálo enorme, grosso, bem comprido (aiai... agora me deu um comichão...) ?
    Afinal, se pode cruz com um cara morto todo ensanguentado, um simples pinto não faria muita diferença.

    Eu poderia então reivindicar o direito a andar por ai com meu "fálo" de fora ?

    ResponderExcluir
  18. Acho que o tribunal do RS deveria trabalhar na sexta feira por coerência laica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa teu ipsilon, que boa idéia vc deu!

      Excluir
    2. É mesmo, um tribunal ateu, tem que trabalhar no feriado religioso.

      Excluir
    3. Você também, templário, pois é uma data pagã.

      Excluir
    4. Os Tribunais não são Ateus!
      Deve ter um monte de cristãos que trabalham neles.

      Vcs não sabem a diferença entre Laico e Ateu?

      seus.... CRENTES!

      Excluir
    5. Anônimo Apr 4, 2012 08:29 PM. É, mas do jeito que as coisas vão, os tribunais se tornarão ateus. estou pensando no futuro.

      Excluir
    6. Eu vou comer churrasco no feriado do dia do coelho.

      Excluir
    7. E mudar o nome de cidades e estados também.

      Excluir
  19. Calma, Nasce um ipê

    Um passo de cada vez.....

    Em breve os feriados religiosos serão revistos.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  21. O bispo tá certo( lá na dele),afinal a Icar, que aprecia esses símbolos e imagens, está perdendo espaço pros papa-dízimo, que são contra imagens...

    ResponderExcluir
  22. Tem é que crucificar esse escroto desse bispo, tem que arrancar tudo quanto é crucifixo de espaços públicos.
    Mais:
    http://amarretadoazarao.blogspot.com.br/2012/03/fora-com-porra-do-crucifixo.html

    ResponderExcluir
  23. "Colocar crucifixo nos tribunais é ato de quem não é do bem"

    ResponderExcluir
  24. Molestar criancinhas indefesas é ato 'de que tipo de gente'?
    E tem mais, como assim: "Na época de Cristo havia quem não gostava da cruz também. Eu ficaria apavorado se não visse as pessoas com fé, mas o povo ainda tem muita fé"?
    Na época de Cristo usava-se a cruz pra torturar e principalmente matar, servia como instrumento de punição. Na época de Cristo, já havia pessoas com mais discernimento que esse tal Bispo. Como dar credibilidade a teólogos depois d'uma dessas?

    ResponderExcluir
  25. A Iquisiçao nao foi do bem!!!e dai?????

    ResponderExcluir
  26. Imagine se tirar os coroinhas dele então? Como ele vai dar vazão às suas pulsões mais íntimas?

    ResponderExcluir
  27. Marco Antonio Goulart7 de abril de 2012 00:23

    O que prova se as pessoas sao do bem e do mal sao os atos, e nao objetos.Esqueceu???

    ResponderExcluir
  28. "Todo o ocidente foi construido no cristianismo". Ou seja, com o sangue dos "pagãos" das Américas (genocídio indígena com o aval da Santa Sé), com a exploração da mão de obra alheia, obrigada a sustentar não só o governo, mas também o clero parasitário.

    ResponderExcluir
  29. É nisso que dá,só lê um livro,a tal "bíblia sagrada"que é um livro cheio de falácias,homofóbico,trata as mulheres como submissas,um verdadeiro livro do mal feito por gente mal intencionada,amigos quem lê esse tipo de coisa vai entender quando dizemos O ESTADO É LAICO,eu acho que não então a solução é deixarmos a justiça fazer seu papel e determinar a retirada desses objetos,está acontecendo no RS chegará a SP,RJ e assim por diante.não se discute como gente desse nível intelectual,menos religião e mais ciência.abraços

    ResponderExcluir
  30. Símbolo da fé ou símbolo da tortura? Os icarianos adoram tudo ligado ao sofrimento humano, são obcecados por isso, tanto que chega ao ponto de constituir num feitiche.

    ResponderExcluir
  31. É isso aí, nóis qué e domina a parada manu! Nóis qué cruis nus tribunal pra nóis mostra qui nóis manda memo. Depois nóis qué aproveitá qui nóis manda e cumeçá queima uns ateu nas fuguera. E as mina nóis vamu chamá de bruxa e assa tamém. mais ates nóis come elas. Nóis é du senhô Jesuis. Amém.

    ResponderExcluir
  32. Eu gostaria de apresentar este ser hediondo à cruz, se ele vivesse no "tempo de cristo", seria divertido ver ele lá em cima pregado nela...

    Me lembra "a vida de brian"

    ResponderExcluir
  33. Esses ignorantes sempre querendo impor que fé é uma virtude.

    ResponderExcluir

Postar um comentário